Entrevista de Laura Gomes: Defesa do governo Paulo Câmara, críticas a Raquel e ao palanque da oposição

A deputada Laura Gomes (PSB) foi a entrevistada desta segunda-feira (11) no debate de fim de ano da Globo FM 89,9. Durante duas horas ela fez um balanço do mandato e analisou os cenários da política.

Criticou a gestão Raquel Lyra e o bloco de oposição formado para se opor à Paulo Câmara. Elogiou a gestão do socialista e disse ainda que pode disputar à reeleição e até mesmo uma vaga na Câmara Federal.

A entrevista completa você assiste no Facebook da Globo Fm: Página da Globo FM no Facebook

João Santana e Mônica Moura confirmam caixa 2 para campanha de Haddad à PF de SP

Do Jorna O Globo

Os marqueteiros João Santana e Mônica Moura confirmaram à Polícia Federal de São Paulo o recebimento de R$ 20 milhões do departamento de propina da Odebrecht para a campanha eleitoral do ex-prefeito Fernando Haddad, em 2012.

Os marqueteiros prestaram depoimento, na tarde desta quarta-feira, nos dois inquéritos que foram abertos na Justiça federal paulista para apurar pagamentos do departamento de propina da Odebrecht para as campanhas eleitorais do ex-prefeito Fernando Haddad e do ex-ministro Alexandre Padilha, em 2014.

De acordo com depoimentos de delatores da empresa, os pagamentos não contabilizados da Odebrecht foram feitos por meio do casal de marqueteiros. Na investigação sobre a campanha de Haddad, os repasses da empreiteira teriam sido feitos em troca da aprovação no legislativo de projetos que favorecessem a Odebrecht.

á no caso de Padilha, as colaborações apontam pagamento de R$ 1 milhão à campanha de Padilha ao governo estadual. Haddad e Padilha sempre negaram as acusações.

Os marqueteiros estão com tornozeleira eletrônica e cumprem prisão domiciliar em Salvador, onde moram. Em junho, o casal foi absolvido de acusação de crimes de corrupção, mas condenado por 19 atos de lavagem de dinheiro. A condenação é de sete anos em regime fechado mas, como fizeram delação premiada, a pena foi substituída por prisão domiciliar ao longo de um ano e meio.

João e Raquel Lyra engrossam coro da oposição a Paulo Câmara

A prefeita de Caruaru e o ex-governador João Lyra estão entre os nomes que reforçam a montagem do palanque em desfavor do governador Paulo Câmara. Os dois apoiam o nome de qualquer um que se opor ao socialista. A expectativa é que João Lyra faça parte da chapa majoritária de uma das prováveis candidaturas.

Ele pode disputar uma vaga ao Senado ou até novamente a função de vice. Já Raquel, vai aposentar dois candidatos a deputado, um estadual e outro federal, para disputar o mandato.

MAIS NOMES

Lideram o ato os senadores Armando Monteiro Neto (PTB) e Fernando Bezerra Coelho, o ministro Mendonça Filho (DEM), o deputado federal Bruno Araújo (PSDB) e os ex-governadores João Lyra Neto (PSDB) e Joaquim Francisco (PSDB).

A bancada da oposição na Assembleia Legislativa também marca presença no evento junto com prefeitos aliados dos antagonistas. Estão presentes os deputados estaduais Joel da Harpa, Priscila Krause, Álvaro Porto, Socorro Pimentel, Silvio Costa Filho e Augusto César. Os prefeitos Raquel Lyra (Caruaru), Edson Vieira (Santa Cruz do Capibaribe), Miguel Coelho (Petrolina), Izaías Régis (Garanhuns), Joaquim Neto (Gravatá), entre outros.

Sindicalistas protestam em ato da oposição

Do JC Online

Integrantes da CUT e de sindicatos esperaram a chegada dos parlamentares no ato do grupo “Pernambuco quer mudar”, na Arcádia do Paço Alfândega, para pressionar o grupo a votar contra a reforma da Previdência. O grupo de oposição a Paulo Câmara (PSB) é formado pelos ministros Fernando Filho (sem partido) e Mendonça Filho (DEM), o deputado federal Bruno Araújo (PSDB), os senadores Armando Monteiro (PTB) e Fernando Bezerra (PMDB), além dos ex-governadores João Lyra Neto e Joaquim Francisco (ambos do PSDB).

A CUT adotou uma estratégia de acompanhar as atividades dos parlamentares. “Nós vamos acompanhar cada passo dos parlamentares pernambucanos para pressionar e que eles não votem a favor dessa criminosa reforma da Previdência. Vai ser aqui nesse espaço, vai ser em qualquer outro espaço público que eles estiverem se reunindo, vai ser no aeroporto, vai ser em todos os setores”, disse Carlos Veras, presidente da CUT. No aeroporto, os sindicalistas pretendem acompanhar os embarques e desembarques dos parlamentares para Brasília.

Os sindicalistas organizam um grande ato para o dia 18, data prevista para votação da reforma. Caso seja decidida por outra data, a atividade também será modificada para protestar.

CHESF

O local do ato também é palco de um protesto contra a privatização da Eletrobras e da Chesf. Parte da direção do Sindicato dos Urbanitários entrou no local. O alvo é o ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Filho.

“A gente não permite, a gente vai até o fim nessa questão dessa ameaça de privatização da Chesf. A gente chama a atenção da sociedade não somente pela questão da privatização, mas também pela questão do que a Chesf representa para o povo nordestino”, disse Fernando Neves, secretário da federação regional dos urbanitários do NE.

PM e PF prendem um dos homens mais procurados de Pernambuco

Na tarde desta segunda-feira (11) uma operação conjunta do BEPI e da Polícia Federal, colocou fim a carreira criminosa do índio Truká Jociel Jacinto da Silva, conhecido por calango, de 48, dos quais 13 como foragido da justiça.

Considerado o maior traficante da atualidade, nos Sertões pernambucano e baiano, Calango responde a processos por tráfico e por homicídios, tendo em seu desfavor dois mandados de prisão, expedidos pela Comarca de Cabrobó.

No início da década passada, Calango era integrante da quadrilha liderada por João Bosco Rodrigues da Silva, vulgo Nego João, um dos primeiros índios Truká assaltante de bancos. A quadrilha ainda era composta por outros índios, não menos famosos no submundo do crime, com Júnior Bú e Dema (irmão do Cacique Issô).

A quadrilha cujo Calango era integrante, travava uma sangrenta guerra, à época, com a quadrilha liderada por Carlos Jardiel de Barros Dantas, também Truká, morto no início do deste ano pela polícia goiana, considerado um dos maiores assaltante de bancos do País.

Jociel é réu confesso nos homicídios de Sérgio Bedô e Neném Araquan, ambos seguranças de Jardiel, em meados da década passada. Assim como, também assume ter participado do consórcio que mandou assassinar Mozamir da Silva, também Truká, em 2008, por motivos políticos, haja vista esse último ser candidato a vereador.

Calango se gaba de ser o único dos inimigos de Jardiel a ter sobrevivido. A prisão ocorreu dentro da reserva indígena Truká, localizada na Ilha da Assunção, município de Cabrobó, a qual possui mais de 20 kms de extensão e, aproximadamente, oitenta arquipélagos (Ilhotes) em sua volta, tornando-se um verdadeiro labirinto.

Segundo a PM, o local é conhecido por ser um centro produtor de assaltantes de bancos e grande produtor de maconha, bem como pela hostilidade as polícias, já tendo sido palco de inúmeros tiroteios, com alguns policiais feridos. Não obstante, em 2006, quando foi instalado um posto policial na citada reserva, foi misteriosamente incendiado.

Após entrar na ilha sem ser percebida, ainda pela madrugada, a equipe policial se dividiu em quatro frações, camufladas em pontos estratégicos, vindo a lograr êxito em capturar tão o foragido, quando fazia a travessia de uma Ilha pra outra.

Com Jociel foram apreendidas uma escopeta calibre 12, com marca e números raspados, vários cartuchos e 400g de maconha, além de uma pedra de raxixe.

O preso, juntamente com o material apreendido, foi conduzido a Delegacia de Policia Federal em Salgueiro e após as formalidades legais, foi encaminhado ao presídio local.

Paulo Câmara é destaque no programa nacional do PSB

No vídeo de 10 minutos o partido defende um projeto nacional com prioridade de investimentos em educação, ciência e tecnologia, cultura e inovação, e destaca as ações desenvolvidas por gestões socialistas nessas áreas nos estados que administra (clique aqui para assistir).

Na peça, que vai ao ar às 20h no rádio e às 20h30min na TV, o PSB sustenta a necessidade de uma política de desenvolvimento da indústria nacional, para torná-la competitiva no contexto internacional.

No programa, o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, destaca que uma proposta para o pleno desenvolvimento do país exige necessariamente educação de qualidade, ciência, tecnologia e inovação, e economia criativa.

A peça conta também com a participação dos governadores Paulo Câmara (Pernambuco), Ricardo Coutinho (Paraíba), Rodrigo Rollemberg (Distrito Federal) e o vice-governador de São Paulo e secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, Márcio França.

Segue abaixo o link com o vídeo:

Ministros usam aviões da FAB para dar carona a familiares e lobistas. Bruno Araújo na lista

Com informações da Folhapress

Ministros do governo de Michel Temer usaram voos da FAB (Força Aérea Brasileira), requisitados com o propósito de cumprir agendas de trabalho, para transportar parentes, amigos e representantes do setor privado. Há carona a mulheres e filhos, que não têm vínculo com a administração pública.

A reportagem levantou as informações por meio da Lei de Acesso à Informação. O decreto 4.244/2002, que dispõe sobre os voos, permite o uso da frota “somente” para o transporte de vice-presidente, ministros de Estado, chefes dos três Poderes e das Forças Armadas, salvo nos casos em que há autorização especial do ministro da Defesa.

A norma não autoriza expressamente o embarque de pessoas sem cargo ou função pública. Também não há previsão para que congressistas peguem carona. A reportagem obteve dados de viagens feitas por 12 ministros. Seis deles levaram filhos ou esposas na comitiva, não raro para cumprir agendas em locais turísticos.

Um sétimo deu carona para a mulher de um colega de Esplanada. Três das autoridades levaram amigos a bordo e três transportaram empresários ou lobistas. Sete pastas não apresentaram as relações de passageiros.

Entre 13 e 16 de outubro de 2016, a FAB cedeu um de seus jatos para que o titular do Meio Ambiente, Sarney Filho (PV), participasse de encontro sobre sustentabilidade no Pantanal. O evento, emendado com o dia das crianças, se deu no Refúgio Ecológico Caiman, hotel luxuoso em Miranda (MS). Na comitiva estava o filho de 11 anos do ministro.

Bruno Araújo (PSDB), que se desligou recentemente das Cidades, levou a mulher, Maria Carolina, em ao menos seis viagens oficiais. Em junho de 2016, o casal embarcou para Campina Grande (PB) no dia da abertura do “Maior São João do Mundo”. Os dois, na sequência, embarcaram para o Recife, onde mantêm domicílio. Era uma sexta-feira.

Desde 2015, é proibido aos ministros usarem voos da FAB para retorno à residência. Maria Carolina fez ao menos mais cinco viagens em aeronaves oficiais, das quais três passando por Pernambuco, sempre em fins de semana ou datas coladas a sábado ou domingo. Em duas ocasiões, a filha do casal estava junto.

O peemedebista Helder Barbalho (Integração Nacional) -provável candidato ao governo do Pará- também levou a mulher, Daniela, para um São João, o tradicional Arraial dos Caetés, em Bragança, em junho. Foi uma viagem em família, com a presença do pai do ministro, o senador Jader Barbalho, e da mãe, a deputada Elcione Barbalho, ambos do PMDB.

A FAB alega que recebe das autoridades a lista dos passageiros, mas não tem responsabilidade sobre as comitivas.

Em abril, uma caravana de casais saiu de Brasília rumo a Foz do Iguaçu (PR) para a premiação do Lide (Grupo de Líderes Empresariais), grupo da família do prefeito João Doria (PSDB).

O voo foi requisitado à FAB pelos ministros Dyogo Oliveira (Planejamento) e Sarney Filho, que embarcou junto da mulher, Camila Serra. Também viajaram o tucano Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo), que pediu demissão na sexta (8), e a mulher, Márcia, que também pegou carona em outras missões oficiais.

Fizeram companhia no avião, com suas mulheres, Rodrigo Rocha Loures, ex-assessor especial de Temer preso após ser flagrado com uma mala de R$ 500 mil da JBS, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) e o relator da reforma da previdência, Arthur Maia (PPS-BA). O presidente do TST (Tribunal Superior do Trabalho), Ives Gandra, embarcou com uma assessora. O evento, em um resort próximo das cataratas, durou três dias.

Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia e Comunicações), do PSD, voou na companhia de amigos e empresários. Um deles é Marcelo Rehder, contemporâneo de faculdade do ministro e diretor da empresa Ella Link, envolvida em um projeto do futuro cabo submarino Brasil-Europa.

Ele pegou carona, por exemplo, para uma agenda de Kassab no Instituto Butantã, em São Paulo, que produz vacinas.

Outro passageiro em voos do ministro é Paulo Tonet Camargo, vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Globo e presidente da Associação Brasileira de Rádio e Televisão. Em três ocasiões, houve agendas relacionadas ao setor de comunicações, como um jantar da RBS, afiliada da Globo no Rio Grande do Sul.

OUTRO LADO

Os ministros negaram irregularidade em transportar parentes, empresários e lobistas a bordo de aviões da FAB.

Eles dizem que não há vedação expressa ao transporte de passageiros sem vínculo com a administração pública e as agendas oficiais.

O Ministério do Meio Ambiente afirmou que “nenhuma hospedagem” de “qualquer membro” da família de Sarney Filho foi paga com dinheiro público. “Qualquer irregularidade que, eventualmente, seja apontada, o que não acreditamos, será imediatamente investigada”, disse.

Segundo Bruno Araújo, os deslocamentos ocorreram “por compromissos da pasta”, dentro da legislação vigente.

Helder Barbalho declarou que “respeita integralmente a legislação em vigor”. Segundo ele, a mulher, Daniela, integrou voo requisitado pelo então titular do Turismo, Marx Beltrão, que visitaria o São João em Bragança (PA).

O ministro disse ter dividido a viagem com o colega uma vez que tinha outra agenda prevista para o Estado. “Daniela foi convidada oficialmente pela organização do Arraial dos Caetés”.

O GSI informou que a esposa do ministro Sérgio Etchegoyen viajou mediante aproveitamento de vagas disponíveis em voos previamente planejados, não incorrendo em quaisquer ônus”.

Dyogo Oliveira (Planejamento) explicou que viajou acompanhado por outros ministros para o evento em Foz do Iguaçu, “em virtude da necessidade de compartilhamento de voos”, prevista no decreto sobre os voos. Todas as autoridades, segundo ele, foram convidadas “formalmente a participar como palestrantes do evento” em Foz.

Kassab disse seguir a legislação e afirmou que embarcam nos voos “servidores da pasta ou pessoas relacionadas a setores que são de escopo de atuação” do ministério.

O Ministério dos Transportes disse que Maurício Quintella “não oferece nem dá” carona a congressistas. Os parlamentares que compõem a comitiva do ministro “têm participação nos eventos”, afirmou. Sobre ter transportado a esposa do ministro-chefe do GSI, justificou que “a pessoa citada ocupou um assento livre”.

Antonio Imbassahy não respondeu.

O presidente do TST, Ives Gandra, disse disse que viajou “por haver disponibilidade de lugar na aeronave e não haver”, na ocasião, “voo comercial compatível com sua agenda institucional”.

A Abert informou que seu presidente, Paulo Tonet, participou com Kassab de eventos oficiais da radiodifusão, segmento que representa. “Os voos mencionados foram realizados a convite do ministro e aceitos pelos representantes em vista da finalidade setorial dos eventos e da extensa agenda de compromissos.”

Partida de futsal adiada por causa de tumulto vai acontecer no Recife

A Federação Pernambucana de Futsal determinou que o complemento da partida da volta da final do Pernambucano Adulto 2017 entre Tamandaré e Asec/Garapa/Multifrios volte a ocorrer nesta quarta-feira (13).

O duelo entre as equipes será no Ginásio do Centro de Educação Física Santos Dumont, às 20h, na cidade do Recife.

A partida da final do Estadual foi interrompida no último sábado (09), durante o intervalo de jogo, quando a torcida rival invadiu a quadra e provocou um princípio de tumulto.

O placar do jogo continua em 0 a 0 e recomeçará do segundo tempo. Caso persista o empate, a equipe caruaruense será campeão Estadual. Ocorrendo uma vitória do time litorâneo por qualquer resultado o campeão será conhecido na prorrogação, passando a vantagem do empate para a equipe de Tamandaré, por ter a melhor campanha na competição.

Só o presidente da Câmara nos eventos que abriram o Natal de Caruaru

IJLF1836

Apesar da gestão municipal não afirmar que exista uma crise entre Legislativo e Executivo, os eventos de Natal do fim de semana, revelam que na prática a insatisfação existe. A prova disso ficou evidente esse fim de semana com a inauguração da ornamentação na Praça do Rosário e a cantata na Casa do Bispo.

Apenas o presidente da Casa, vereador Lula Tôrres, esteve nos dois eventos. Os demais integrantes da base governista não foram. Nem o secretariado tem comparecido aos eventos. Na cantata natalina, apenas três integrantes do primeiro escalão foram.

Mesmo com o evento de sábado não tendo convite formal, o de domingo houve e não adiantou muito.

Paulo anuncia para esta sexta-feira o pagamento do 13º dos servidores estaduais 

O governador Paulo Câmara anunciou hoje (11) pela manhã que o 13º salário dos servidores estaduais será pago na próxima sexta-feira (15). Com isso, em apenas uma semana, o Governo de Pernambuco estará injetando R$ 1,7 bilhão na economia estadual – R$ 850 milhões dos salários de novembro, pagos na semana passada, e mais R$ 850 milhões do 13º.

“Apesar das dificuldades do cenário econômico brasileiro, o Governo de Pernambuco tem se planejado para cumprir suas responsabilidades com os nossos servidores. É um reforço que damos também à nossa economia nesse final de ano”, avaliou o governador Paulo Câmara.

Serão beneficiados 90 mil servidores inativos e mais 131 mil servidores da ativa.