João Lyra ainda não sabe se vai para a convenção da Frente Popular em Caruaru

A azeda relação entre o prefeito Zé Queiroz e o vice-governador João Lyra, ambos do PDT, segue pra lá de delicada. Nessa madrugada o vice voltou a afirmar que ainda não foi procurado pelo prefeito de Caruaru e que os dois terão apenas um dia para realizar tal encontro. Segundo João, o governador viaja nesse fim de semana para os Estados Unidos, volta para bater o martelo de várias candidaturas na Região Metropolitana do Recife e só depois, lá pela quinta-feira (28), senta com ambos para conversar sobre Caruaru.

O próprio João já disse que o prazo está muito em cima e por isso, a conversa pode até mesmo não acontecer. Quando questionado pelos jornalistas se iria vir a convenção da Frente Popular em Caruaru, o vice desconversou. “Ainda não decidi, temos convenções importantes no Recife”, disse.

A decisão de João Lyra vai ser tomada após a conversa com Eduardo Campos e Zé Queiroz, mas mesmo que venha para a convenção, uma coisa é certa, dificilmente o vice-governador vai se engajar na campanha. O clima entre ele, o prefeito Zé Queiroz e o deputado federal Wolney Queiroz é pesado. O núcleo duro do governo Zé Queiroz já trabalha até mesmo com a possibilidade de uma possível ausência de João no palanque. A conferir.

A relação entre as duas lideranças segue estremecida. Imagem: Paulo Roberto

Jornalista e blogueiro.

2 thoughts on “João Lyra ainda não sabe se vai para a convenção da Frente Popular em Caruaru

  1. João Bastos diz:

    Perfeita a atitude do Zé. Fiquei mais fan ainda. Contra a arrogância do João Lyra, quero ver quando for na proxima eleição que ele tentar empurrar a candidatura da filha a prefeita de Caruaru, vai vir bem mansinho…é só anotar e me cobrar depois.

  2. Luciano diz:

    Se é verdade que o prefeito nesses 3 anos e 6 meses nunca procurou o vice-governador para uma conversa sobre os problemas de Caruaru considero certa a atitude do João Lyra.
    O Zé Queiroz nunca fez nem um orçamento participativo e sim orçamento impositivo. Tudo que quer fazer não discute com a população. Dá entrevistas como se o povo de Caruaru devesse favor a ele, o que é o contrário, ele deve favor ao povo que o elegeu e que paga o seu salário.
    Caruaru não pode ter como marco de governo asfalto que é verba do governo federal, asfalto esse que veio para muitas cidades do Brasil.
    A cidade continua a crescer pela sua posição geográfica e muito pouco pela ajuda do governo municipal. Temos sim um excelente governador e uma excelente presidenta. O governo municipal ficou muito aquem do esperado.
    Espero que o próximo governo tenha de fato orçamento participativo e não o orçamento impositivo.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.