Chapa de oposição da OAB Caruaru tem apoio do ex-presidente da Ordem na cidade

Foi lançada nesta quarta-feira (31) a chapa de oposição para a corrida eleitoral da OAB Subseccional Caruaru. A chapa “A OAB é dos Advogados”, tem como candidato à presidência o advogado Artur Ramos.

Os oposicionistas têm o apoio do ex-presidente da Ordem na cidade, Almério Abílio. Também são apoiadores da candidatura de Artur Ramos os advogados Gerson Galvão e Tiago Sampaio.

Debate sobre eleições gera mais de 130 milhões de tuítes em 3 meses, aponta FGV DAPP

Ao longo de quase cem dias, a equipe da Sala de Democracia Digital – #observa2018 monitorou o debate público sobre as eleições presidenciais nas redes sociais mais utilizadas pelos brasileiros, com o objetivo de compreender as modulações do debate nestes espaços, bem como a interferência de práticas de desinformação durante a disputa. Foram analisados mais de 130 milhões de tuítes e de 163 milhões de interações nas páginas dos 13 candidatos, entre 25 de julho e 30 de outubro, além de dados públicos do Instagram e do YouTube.

Apenas durante o período oficial da campanha eleitoral, de 16 de agosto a 28 de outubro, foram coletadas mais de 110 milhões de publicações no Twitter e de 140 milhões de interações no Facebook. Ao longo de todo o período, foi recorrente a presença de contas automatizadas, que contribuíram para a difusão rápida e massiva de notícias falsas. Inflamada pelo cenário de polarização política, a desinformação figurou nestas eleições como instrumento de campanha de todos os lados envolvidos na disputa.

O monitoramento resultou em 123 análises, sendo 14 reports semanais, que contribuíram para a discussão do processo eleitoral na imprensa nacional e internacional. Entre os veículos de comunicação brasileiros, foram registradas 1.117 inserções desde o lançamento da Sala de Democracia Digital – #observa2018. Já entre as mídias estrangeiras, 75 veículos consultaram pesquisadores e/ou levantamentos da FGV DAPP, no mesmo período. O site observa2018.com.br, por sua vez, teve 113 mil visualizações de quase 60 mil usuários.

Primeiro turno: recorde de publicações

No Twitter, a semana do primeiro turno concentrou o maior volume de publicações — apenas no dia da votação (07/10), foram mais de 5,8 milhões de tuítes. O volume é o maior já registrado pela FGV DAPP desde 2014 sobre um evento político com impacto nas redes, em um espaço de apenas 24 horas. A discussão se concentra, especialmente, em torno de Bolsonaro (72,4% das postagens, no dia da votação), que, durante toda a campanha, foi quem mobilizou maior repercussão na rede.

O presidente eleito, que nas primeiras semanas da disputa dividiu protagonismo com Lula no debate político, a partir do ataque a faca sofrido no começo de setembro, em Juiz de Fora, ascendeu a um patamar muito distante de participação no debate, em relação a seus adversários. Até então, Bolsonaro acumulava entre 200 mil e 400 mil menções diárias no Twitter — porém, após o incidente, passou a capitanear com maior destaque os fluxos de discussão sobre as eleições, duplicando de presença quantitativa na rede social. Quando Haddad assumiu em definitivo a candidatura petista, Bolsonaro já estava sedimentado como ator central, sem expressiva concorrência na web, afora datas e episódios pontuais. Em 06 e 07 de setembro, quando do ataque, Bolsonaro foi citado 4 milhões de vezes, e os volumes de menções sobre o então candidato do PSL não pararam de aumentar até o fim do segundo turno.

O primeiro turno se destacou, ainda, na análise de engajamento nas páginas dos presidenciáveis no Facebook. Entre 04 e 10 de outubro, os 13 postulantes alcançaram, ao todo, 26,6 milhões de comentários, compartilhamentos e reações em suas páginas, considerando-se também interações de datas posteriores em postagens daquele período. No segundo turno (28/10), o volume de interações foi menor em valores absolutos (18,4 milhões, entre 25 e 30/10), mas é preciso considerar que, naquele momento, a análise passou a considerar apenas as páginas dos candidatos em disputa no segundo turno. Neste mesmo período, Bolsonaro alcançou 12,2 milhões de comentários, compartilhamentos e reações, enquanto Haddad teve 6,2 milhões.

Temas associados

A associação entre os macrotemas monitorados pela FGV DAPP e os candidatos à Presidência mostrou que a Corrupção foi o assunto que mais pautou o debate sobre o pleito no Twitter. Em seguida, outra grande preocupação dos usuários da rede foi Segurança Pública — em geral, associada a Jair Bolsonaro. Tais publicações trouxeram, frequentemente, tanto um debate sobre propostas do presidente eleito, como a flexibilização de regras para o porte de armas, quanto uma discussão sobre casos de agressão envolvendo, supostamente, seus eleitores. O terceiro tema mais relacionado aos candidatos, desde 25 de julho, foi Economia.

Dentre os demais tópicos centrais de políticas públicas, foi bem mais baixo o impacto no debate sobre os candidatos à Presidência ao longo de todo o período da Sala de Democracia Digital. A agenda de habitação, por exemplo, só obteve destaques pontuais com a repercussão em falas de debates e em vínculo ao candidato Guilherme Boulos, e a pauta de cultura manteve-se em quase ausência, afora a semana posterior ao incêndio no Museu Nacional.

Educação e saúde, que geralmente mobilizavam as preocupações dos eleitores nas redes e sempre estão entre os temas de maior importância para os cidadãos, foram mais abordados no segundo turno, com Bolsonaro e Haddad — e com o presidente eleito em muito maior proeminência que o petista. As discussões, porém, não abordaram de forma geral pautas específicas de cada tema, mas questionamentos diretamente ligados a ambas as campanhas e em vínculo com outras agendas, como as pautas de gênero. Educação foi muito mais citada, nas redes, que saúde — assunto com menor volume de menções, na campanha, que o debate sobre programas sociais e políticas de desenvolvimento social.

Chapa de situação da OAB conta com apoios de peso

A chapa de situação da OAB Caruaru foi apresentada na noite desta quarta-feira (31) para os advogados da cidade. O candidato Fernando Júnior conta com apoios importantes para o pleito.

Além de Felipe Sampaio, muito bem avaliado pela gestão, o candidato à sucessão e Ronnie Preuss, Bruno Batista, que será eleito para presidente estadual da Ordem. O evento foi bem prestigiado. A eleição será dia 19 de novembro.

Sérgio Moro justifica aceitar convite de Bolsonaro

Nota oficial

Fui convidado pelo Sr. Presidente eleito para ser nomeado Ministro da Justica e da Seguranca Publica na proxima gestao. Apos reuniao pessoal na qual foram discutidas politicas para a pasta, aceitei o honrado convite. Fiz com certo pesar pois terei que abandonar 22 anos de magistratura. No entanto, a pespectiva de implementar uma forte agenda anticorrupcao e anticrime organizado, com respeito a Constituicao, a lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisao. Na pratica, significa consolidar os avancos contra o crime e a corrupcao dos ultimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior. A Operacao Lava Jato seguira em Curitiba com os valorosos juizes locais. De todo modo, para evitar controversias desnecessarias, devo desde logo afastar-me de novas audiencias. Na proxima semana, concederei entrevista coletiva com maiores detalhes.

Curitiba, 01 de novembro de 2018.

Sergio Fernando Moro

Moro será o ministro da Justiça de Bolsonaro

Do G1

O juiz Sérgio Moro aceitou o convite de Jair Bolsonaro (PSL) para ser o ministro da Justiça do novo governo, disse ao blog um assessor do presidente eleito.

Por volta de 9h desta quinta-feira (1º), Moro chegou à casa de Bolsonaro, na Barra da Tijuca, para uma conversa com o novo presidente.

Eles conversaram por cerca de 1h30. Moro deixou o local sem falar com a imprensa. O juiz chegou a se aproximar de jornalistas que aguardavam uma notícia sobre a reunião, mas desistiu de falar diante da aglomeração em frente à casa de Bolsonaro.

Moro é o quinto ministro anunciado pelo governo Bolsonaro. Outros quatro já foram anunciados: Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Paulo Guedes (Economia), general Augusto Heleno (Defesa) e Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia).

Vereador governista vai ao MP para cobrar volta dos serviços de consulta veterinária e castrações na GPA

Representantes do Instituto Quatro Patas, da União em Respeito e Defesa a Vida Animal e da Secretaria de Serviços Públicos e Gerência de Proteção Animal estiveram reunidos em audiência no Ministério Público, para tratar sobre a suspensão dos serviços de consulta veterinária e castrações ofertados pela GPA. O encontro foi uma solicitação do vereador Fagner Fernandes, que faz parte da base do governo Raquel Lyra.

O órgão não disponibiliza os serviços desde 23 de novembro de 2017. A audiência foi mediada pela promotora Gilka Miranda. Na oportunidade estiveram presentes a médica veterinária Aparecida Lima, que a convite do Ministério Público realizou inspeção na Gerência, hoje(31), poucas horas antes da reunião. A veterinária começou sua fala descrevendo a situação da GPA em uma palavra: “abandono”.

Segundo discurso da veterinária, além dos atendimentos suspensos, as condições de estrutura são precárias. “A maioria dos cães vive numa área comum, onde me deparei com um cão morto, em estado de rigidez cadavérica, capim alto e muitos dejetos. No gatil a situação não é diferente, os mesmos se encontram enferrujados, sem nenhuma manutenção e muita sujeira”, relatou a Aparecida que concluiu sua fala parabenizando a gestão anterior e lamentando o retrocesso no qual a gerência se encontra.

Para o vereador Fagner, motivador da audiência, alguma ação tem que ser tomada de forma imediata. “Há um ano os animais pertencentes a famílias carentes, se encontram sem assistência clínica. As castrações foram suspensas e nenhuma ação para o controle de natalidade está sendo efetivada. A GPA precisa ser reerguida e seu corpo funcional ampliado, enquanto esses pontos não forem resolvidos, nossos animais continuaram sofrendo”, destacou Fagner.

Após a audiência, a promotora recomendou que a Secretaria de Serviços Públicos, através da Gerência de Proteção Animal deve até o dia 5 de dezembro de 2018, reabrir o consultório médico veterinário da GPA, contratar três veterinários e retomar os atendimentos de consultas, castrações e exames laboratoriais, por meio do chamamento público de clínicas veterinárias particulares, pela Prefeitura de Caruaru.

Muitas mudanças na secretaria Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Caruaru

Em agosto desse ano a professora Perpétua Dantas assumiu a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Caruaru. Ela assumiu o lugar de Fernando Silva e os efeitos começam a surgir.

Ontem o blog noticiou a demissão do Gerente de Esportes, Roberto Ângelo, mas as mudanças não param por aí. Vários gestões estão sendo exonerados ou mudando de função.

Perpétua tenta oxigenar a secretaria, que é uma das maiores da atual gestão, praticamente só perdendo para Educação e saúde.

MPPE quer melhorias para estudantes surdos na rede municipal de Caruaru

O Ministério Público de Pernambuco instaurou um Inquérito Civil para apurar violação do direito à educação das pessoas com necessidades especiais- surdos, em Caruaru.

Segundo o Ministério Público, a notícia de que o Município de Caruaru não está garantindo educação de qualidade à pessoa com deficiência, no que se refere aos profissionais especializados e ao desenvolvimento de competências dos estudantes surdos.

O procedimento foi instaurado pelo MPPE, no dia 25 de outubro. A gestão ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Mais um banco explodido por bandidos em Pernambuco

Uma agência da Caixa foi alvo de bandidos em Vitória de Santo Antão, na zona da mata de Pernambuco. De acordo com a Polícia Militar, os bandidos chegaram em duas caminhonetes e efetuaram muitos disparos para intimidar os moradores.

A ação dos bandidos aconteceu antes das 4h. Ainda não há informações se a quadrilha conseguiu levar dinheiro.