Raquel Lyra realiza evento neste sábado (15) com as presenças de Daniel e Priscila Krause

Raquel Lyra promove, neste sábado (15), às 10h, na Arena Caruaru (antigo Palladium), o encontro “O Melhor para Caruaru” com os candidatos da coligação Pernambuco Vai Mudar e com a presença de Daniel Coelho (federal) e Priscila Krause (estadual).

“Estamos vendo nos bairros de Caruaru que a população quer mudança, por isso vamos reunir toda militância, lideranças e eleitores para ouvirmos os melhores candidatos para Caruaru e para o nosso estado”, diz Raquel, que lidera a maior cidade do interior pernambucano.

Dani Portela defende interiorização do ‪Centro Estadual de Combate à Homofobia‬

A candidata ao governo de Pernambuco pela coligação “A esperança não tem medo” (PSOL/PCB) participou na noite desta sexta-feira (14) de um debate sobre políticas públicas LGBTQI+, realizado na Boate Metrópole, com organização da ONG Leões do Norte.

“Nós queremos discutir que modelo de estado a gente quer, que inclua todos os corpos, com as diversidades que a gente tem. Nada pode ser tratado sobre nós, sem a nossa presença”, disse na sua apresentação.

Sobre a dificuldade de inserção no mercado do trabalho, Dani lembrou dos desafios para a permanência dos jovens LGBTI na escola. “O índice de desemprego é ainda maior para a população LGBTI. Temos uma grande parcela dessa população que é expulsa da escolas, por não serem incluídas, e isso diminui a possibilidade de capacitação e dificulta a entrada desses jovens no mercado de trabalho. É preciso ter políticas públicas específicas para essa população, respeitando suas especificidades, não sendo apenas um número dentro de uma secretaria.”

Portela ainda destacou a necessidade de descentralização das políticas públicas de suporte e acolhimento à população LGBTQI+ para o interior do estado. “Nós vamos ampliar o atendimento do Centro Estadual de Combate à Homofobia para os municípios do interior. Isso garante a essas pessoas o seu direito à cidade retomado, dando mais segurança e atendimento acolhedor”, concluiu.

Durante a tarde desta sexta-feira, Dani Portela participou da sabatina do programa Fora da Curva, da Rádio Universitária FM. Durante uma hora, ela foi entrevistada pela professora Paula Reis, pelo jornalista Laércio Portela, a jornalista e pesquisadora Carmem Silva e o representante da Associação Brasileira de Rádios Comunitárias, Wagner Souto. Ela falou sobre o desafio de governar, em sendo eleita, com uma assembleia legislativa eminentemente conservadora. “É um grande desafio estar candidata sendo mulher e com a perspectiva de ter que dialogar com deputados alheios à pauta dos direitos humanos. Temos denunciado essa prática de candidaturas laranja de mulheres, que são abandonadas pelos partidos depois de serem usadas como massa de manobra. Muitas delas se tornando inelegíveis por não terem sequer as contas prestadas pelos partidos”, explica.  Outra questão abordada foi o combate à violência e a dita guerra às drogas. “O modelo de segurança hoje promove o encarceramento e morte da nossa juventude negra e periférica. As drogas precisam ser tratadas como uma questão de saúde pública, não de polícia.”

Ainda no dia de hoje, a candidata participou de um ato solene para a assinatura de carta compromisso do Fórum do Plano de Regularização das Zonas de Interesse Social (Prezeis). Foram elencados nove pontos prioritários pelo segmento popular do fórum na área do direito à moradia e regularização urbanística e fundiária. “O Psol tem como principal objetivo melhorar a qualidade de vida, com moradia, com mais igualdade e participação popular, dando espaço à representatividade dentro dos espaços políticos. Pensando justamente na questão de moradia, é que decidimos que o nosso candidato a presidente Guilherme Boulos é líder do MTST. Queremos governar pensando além da capital. Esse nosso projeto de moradia é para todo o estado”, afirmou Dani durante o evento.

Armando critica ausência do Estado na área da segurança pública

“Pernambuco tem a pior segurança pública do Brasil, é o 20º no ranking de competitividade do País e é o penúltimo em potencial de mercado”, disse Armando.

Os dados divulgados nesta sexta-feira (14) pelo Centro de Liderança Pública, em parceria com a revista inglesa The Economist, mostram que Pernambuco perde para estados vizinhos como a Paraíba e Alagoas.

De acordo com Armando, com o levantamento, também é possível comparar a posição do ranking que Pernambuco se encontrava antes do governo Paulo Câmara e aonde chegou neste ano de 2018. “O resultado mostra claramente a ineficiência e a incompetência do sucessor do ex-governador Eduardo Campos em diversas áreas. Em 2015, Pernambuco ocupava a 13º posição em Competitividade no Brasil e em 2018, caiu 7 pontos chegando ao 20º lugar. Em Segurança caiu do 22º para o último posto. Até a Educação piorou, saiu de 13º lugar em 2015 para 18º este ano”, afirma.

Ainda de acordo com o candidato da oposição, o discurso da crise econômica que o candidato a reeleição tem dado para justificar promessas não cumpridas e obras inacabadas, não corresponde à realidade, uma vez o levantamento aponta que a Paraíba saiu da 15º posição para ocupar o 9º no índice geral de Competitividade e Alagoas cresceu 9 posições, estando este ano, em 16º lugar.

“Nos rankings de Segurança, Potencial de Mercado e Educação, por exemplo, vemos que Pernambuco perde para o Ceará, Paraíba, Alagoas e Piauí”, disse.

Para o candidato a governador pela Coligação Pernambuco Vai Mudar, Armando Monteiro, o levantamento só reforça que o slogan da campanha do atual governo “Pernambuco na Frente” mostra o Estado na frente dos piores índices. “Tudo o que os pernambucanos não precisam é continuar com um governo que nos coloca em posições como estas. Não pode ‘estar na frente’, como ele diz, na lista dos piores Estados em áreas como a Segurança, por exemplo. Vamos mudar esta situação”, disse Armando em encontro na Câmara de Dirigente Logistas (CDL) de Olinda, em um hotel em Bairro Novo.

No encontro, Armando falou sobre suas propostas para os micro e pequenos empresários. “O ambiente de negócios em Pernambuco é hostil. A política que o governo vem aplicando é prejudicial aos pequenos, com a substituição tributária, que cobra antecipadamente o imposto”, lembrou o senador, que é relator de um projeto de lei no Congresso para sanar este problema. “No que depender de nós, vamos restringir o uso desse expediente no Estado”, afirmou, salientando que criará o Conselho Estadual de Defesa do Contribuinte.

Ciro bate todos os adversários no Segundo Turno, diz Datafolha

Do G1

Simulações de segundo turno

• Marina 43% x 39% Bolsonaro (branco/nulo: 16%; não sabe: 2%)

• Ciro 40% x 34% Alckmin (branco/nulo: 23%; não sabe: 3%)

• Alckmin 41% x 37% Bolsonaro (branco/nulo: 19%; não sabe: 2%)

• Alckmin 39% x 36% Marina (branco/nulo: 23%; não sabe: 2%)

• Ciro 45% x 38% Bolsonaro (branco/nulo: 15%; não sabe: 2%)

• Alckmin 40% x 32% Haddad (branco/nulo: 25%; não sabe: 3%)

• Bolsonaro 41% x 40% Haddad (branco/nulo: 17%; não sabe: 2%)

• Ciro 44% x 32% Marina (branco/nulo: 22%; não sabe: 2%)

• Marina 39% x 34% Haddad (branco/nulo: 25%; não sabe: 2%)

• Ciro 45% x 27% Haddad (branco/nulo: 25%; não sabe: 2%)

Sobre a pesquisa

• Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos

• Entrevistados: 2.820 eleitores em 197 municípios

• Quando a pesquisa foi feita: 13 e 14 de setembro

• Registro no TSE: BR 05596/2018

• Nível de confiança: 95%

• Contratantes da pesquisa: TV Globo e “Folha de S.Paulo”

Em Brasília, Meirelles defende cotas raciais e expansão do FIES

Em visita nesta sexta-feira (14) ao Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), o candidato do MDB ao Planalto, Henrique Meirelles, se disse favorável às cotas raciais para que todos tenham a oportunidade de se qualificar para o mercado de trabalho. O presidenciável ressaltou que é preciso modificar a educação pública em todos os níveis.

“Nós temos que ter a manutenção de cotas, mas sempre tendo uma atenção muito grande no aprendizado. Isso é: o estudante tem o direito a entrar na universidade, inclusive dentro do sistema de cotas. Uma vez na universidade, no entanto, o estudante tem que se comprometer, e os professores também, com a qualidade do aprendizado”.

Durante encontro com estudantes, Meirelles defendeu a expansão do programa de Financiamento Estudantil, o Fies. O ex-ministro afirmou que ainda é preciso definir o melhor critério para que o estudante possa participar do programa.

“Nós temos que aumentar a disponibilização do FIES. O que deve ser alcançado pelo estudante para se qualificar para o FIES? Tem o fator renda, certamente, mas tem o fator também de aprendizagem, qualificação. Então, nós estamos aqui analisando o tipo de média, de pontuação que estão obtendo os estudantes que saem da educação pública”.

O objetivo da proposta, segundo Meirelles, é garantir que o estudante se esforce durante o ensino médio para buscar a qualificação necessária e ter acesso ao programa. O candidato recebeu ainda, das mãos do reitor da universidade, um documento com propostas para o setor educacional.

Pesquisa Datafolha: Bolsonaro, 26%; Ciro, 13%; Haddad, 13%; Alckmin, 9%; Marina, 8%

Do G1

O Datafolha divulgou nesta sexta-feira (14) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa ouviu 2.820 eleitores entre quinta (13) e sexta-feira (14).

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 26%

Ciro Gomes (PDT): 13%

Fernando Haddad (PT): 13%

Geraldo Alckmin (PSDB): 9%

Marina Silva (Rede): 8%

Alvaro Dias (Podemos): 3%

Henrique Meirelles (MDB): 3%

João Amoêdo (Novo): 3%

Cabo Daciolo (Patriota): 1%

Guilherme Boulos (PSOL): 1%

Vera Lúcia (PSTU): 1%

João Goulart Filho (PPL): 0%

Eymael (DC): 0%

• Branco/nulos: 13%

• Não sabe/não respondeu: 6%

Em relação ao levantamento anterior do instituto, divulgado na segunda-feira (10):

• Jair Bolsonaro oscilou, dentro da margem de erro, de 24% para 26% (com a margem de erro, tem de 24% a 28%);

• Ciro Gomes se manteve no mesmo patamar, com 13% (pela margem de erro, de 11% a 15%);

• Fernando Haddad tinha 9%, agora cresceu para 13% (pela margem de erro, de 11% a 15%);

Ciro e Haddad estão empatados.

• Marina Silva estava com 11%, agora caiu para 8% (com a margem de erro, tem de 6% a 10%);

• Geraldo Alckmin tinha 10%, agora, 9% (com a margem de erro, de 7% a 11%);

Rejeição

O Instituto também perguntou: “Em quais desses candidatos… você não votaria de jeito nenhum no primeiro turno da eleição para presidente deste ano?”

Neste levantamento, portanto, os entrevistados podem citar mais de um candidato. Por isso, os resultados somam mais de 100%.

Vamos aos números:

• Bolsonaro: 44%

• Marina: 30%

• Haddad: 26%

• Alckmin: 25%

• Ciro: 21%

• Vera: 19%

• Cabo Daciolo: 18%

• Eymael: 17%

• Boulos: 17%

• Meirelles: 17%

• Alvaro Dias: 16%

• João Goulart Filho: 14%

• Amoêdo: 15%

• Rejeita todos/não votaria em nenhum: 4%

• Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: 2%

• Não sabe: 5%

Em relação à pesquisa anterior, a variação da taxa de rejeição foi a seguinte: Bolsonaro, de 43% para 44%; Marina, de 29% para 30%; Haddad, de 22% para 26%; Alckmin, de 24% para 25%; Ciro, de 20% para 21%.

Laura Gomes realiza atividades de campanha em Sanharó e Belo Jardim

Nesta sexta-feira (14), a deputada estadual e candidata à reeleição, Laura Gomes, esteve em Sanharó e Belo Jardim para cumprir agenda de campanha. Em Sanharó, o ex-vereador e a liderança do Partido Socialista Brasileiro (PSB) na cidade, Biu da Piscina, recebeu a candidata. Os dois andaram pelo centro da Cidade e visitaram lojas e estabelecimentos comerciais. Laura Gomes também foi recebida pelos moradores.

“Laura Gomes precisa vencer essa eleição, primeiramente, porque é mulher. Vila Raiz precisa eleger uma deputada que não fique apenas com promessas. Tenho certeza que ela vai lutar por mais empregos, creche para os nossos filhos para que possamos trabalhar. Ela vai contribuir para que nós, mulheres, possamos ter voz e vida digna”, afirmou a dona de casa Sandra Maria.

Em discurso, Laura lembrou de quando começou a exercer a política e o seu principal exemplo de honestidade e verdade para com a população. “Comecei na política quando eu tinha 13 anos de idade. Sempre exerci a militância ao lado das pessoas que mais precisam. Aprendi isso com Miguel Arraes de Alencar.  Sempre dediquei minha vida à política, faço por um ideal. Vila Raiz pode contar comigo. Continuarei na luta para beneficiar cada vez mais os moradores daqui”, finalizou.

Bolsonaro derruba rejeição e vai a 26%; Haddad empata com Ciro no Nordeste e chega a 10%, mostra XP/Ipespe

Do Infomoney

Uma semana após ser vítima de um ataque a facada durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG), o deputado Jair Bolsonaro (PSL) ampliou sua vantagem em relação aos adversários na corrida presidencial e viu sua taxa de rejeição deixar de ser a maior entre os candidatos. É o que mostra pesquisa XP Investimentos/Ipespe, realizada entre 10 e 12 de setembro. Segundo o levantamento, o parlamentar saltou de 23% para 26% das intenções de voto no intervalo de uma semana e agora está 14 pontos percentuais à frente de Ciro Gomes (PDT), adversário mais bem posicionado na disputa. A margem de erro máxima é de 2 pontos percentuais para cima ou para baixo.

Na semana em que foi oficializado candidato – substituindo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva -, o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad (PT) chegou a 10% das intenções de voto no cenário estimulado de primeiro turno. O desempenho representa uma oscilação positiva de 2 pontos percentuais em relação à pesquisa da semana anterior e um salto de 4 pontos comparando com levantamento de duas semanas atrás.

Com esse desempenho, Haddad aparece tecnicamente empatado com outros três candidatos na corrida presidencial: o ex-governador do Ceará Ciro Gomes, que, em tendência de alta há três semanas atingiu seu maior patamar da série histórica, aos 12%; o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), que apesar da larga vantagem em tempo de propaganda no rádio e na televisão, não consegue sair dos 9%; e a ex-senadora Marina Silva (Rede), que dá sinais de desidratação ao sair de 13% há duas semanas para 8% agora.

Entre os fatores que contribuem para o salto de Haddad nas últimas pesquisas, destaque para o bom desempenho entre faixas do eleitorado em que o lulismo é mais forte, caso dos nordestinos, grupo em que o petista saiu de 5% no fim de agosto para 19%, em condição de empate técnico com Ciro Gomes, líder na região com 21% das intenções de voto. Haddad cresceu para 15% entre os eleitores com Ensino Médio ou Ensino Fundamental. Há duas semanas, o apoio deste grupo ao candidato era de apenas 4%. Já na faixa com renda de até dois salários mínimos, o ex-prefeito paulistano foi de 4% há duas semanas para 10%.

Em outro pelotão, outros quatro candidatos também pontuam. O empresário João Amoêdo (Novo) e o senador Álvaro Dias (Podemos) têm 4% das intenções de voto cada, tecnicamente empatados com o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MDB), com 2%, e o historiador Guilherme Boulos (PSOL), com 1%. Pela limite da margem de erro, de 2 pontos percentuais para cima ou para baixo, Amoêdo e Dias também estão tecnicamente empatados com Marina Silva. Já o grupo dos brancos, nulos e indecisos agora soma 23% do eleitorado, uma queda de 4 pontos em relação á semana anterior.

A pesquisa XP/Ipespe mostrou que o apoio a Bolsonaro também cresceu no cenário espontâneo, quando o entrevistado diz em quem pretende votar sem que lhe sejam apresentados nomes de candidatos. Nesta situação, o deputado tem 20% das intenções de voto. Uma semana atrás a taxa era de 16%. Logo atrás aparece o ex-presidente Lula, que, mesmo impedido de participar da disputa em função da Lei da Ficha Limpa, é citado por 9% dos eleitores. O ex-presidente chegou a 19% dos votos espontâneos há duas semanas. Já Ciro Gomes aparece com 6% das indicações espontâneas de voto, numericamente à frente de Haddad, com 5%. Alckmin tem 4% neste cenário, ao passo que Amoêdo tem 3% e Marina tem 2%, mesmo percentual de Álvaro Dias. Neste caso, o grupo dos “não voto” representa 47% do eleitorado, o que ainda indica o grau de imprevisibilidade desta eleição.

O levantamento também mostrou que, a três semanas do primeiro turno, cresceu o interesse pela eleição presidencial. Agora, 59% dos eleitores se dizem muito (34%) ou mais ou menos interessados (25%). Uma semana atrás a soma desses grupos representava 52% do eleitorado. A faixa de eleitores que se diz desinteressada com o processo, por sua vez, minguou de 26% para 21%.

Começa no domingo (16) Copa Arena Super 7 de Futebol Society

Começa no próximo domingo (16) a segunda edição da Copa Arena Super 7. Esse ano, 17 equipes vão entrar na disputa pelo título da competição, que envolve as peladas diárias realizadas nos dois campos que fazem parte da Arena. A novidade esse é que a Federação de Futebol de 7 do Estado vai organizar a competição e um site consta todas as informações dos atletas (http://cbf7.com.br/federacao/FF7EPE/campeonatos/2018-9-iicopa).

Cerca de 240 peladeiros entrarão em campo para se enfrentar. As 17 equipes foram dividias em 4 grupos. Três equipes avançam para a próxima fase. Na segunda etapa, que será eliminatória, com as 4 melhores segundo colocadas,
mediante sorteio, em confronto decisivo com as 4 melhores terceiras colocadas, Na terceira Fase
teremos as quartas de finais entre as vencedoras da segunda Fase e os 4 primeiros colocados dos
grupos. Em seguida, as semifinais e logo após a final.

Neste primeiro fim de semana teremos os seguintes jogos: Pelo grupo A de 10h – Audazz x XBEX 360 e de 12h30 Lenilson FC x Prepara Cursos; Grupo B: Gica Personal x Napolitana Pizzaria de 10h50; Grupo C: Autofort x Petiscaria do Japa de 13h20; Grupo D: Milã Camisetas x Lupo de 11h40.

A premiação será distribuída com um Troféu para o campeão, 16 (dezesseis) medalhas e isenção de 01 (uma) mensalidade e premiações surpresas; um Troféu para o vice-campeão, 16 (dezesseis) medalhas e isenção de 50% de 01 (uma) mensalidade; uma placa para o artilheiro da competição; uma placa para o melhor goleiro da competição; uma placa para o melhor atleta da competição.

“A nossa expectativa é grande, já que o primeiro campeonato foi um sucesso e esse ano teremos uma repercussão ainda maior. Temos a certeza que o campeonato será uma boa opção para os caruaruenses que forem aos domingos a Arena Super 7”, disse Diego Laurindo, um dos organizadores da Arena. Abaixo seguem os grupos:

Grupo A
Lenilson FC
Prepara Cursos
XBEX 360
Audazz
Insanos

Grupo B
Blog do Mário Flávio
Cacau Show
Napolitana Pizzaria
Gica Personal

Grupo C
Autofort
Paulista
Petiscaria do Japa
Cortela

Grupo D
Itaipava
Caruaru City Master
Milã Camisetas
Lupo

Evento católico deve atrair jovens de 7 municípios do Agreste

A Paróquia do Senhor Bom Jesus dos Remédios da cidade de Panelas, no agreste do estado, realizará nos dias 20 e 21 de outubro, a segunda edição da Jornada Paroquial da Juventude. O evento foi criado pelos jovens da paróquia em 2017 e na primeira edição reuniu cerca de 200 jovens das cidades de São Benedito do Sul, Cupira, Lagoa dos Gatos, Agrestina, Jurema e Caruaru, além dos adolescentes da cidade sede do evento.

“Nosso objetivo é promover um momento de vivência da fé para os nossos jovens, apresentando-os a possibilidade do protagonismo na vida de igreja”, explica Guilherme Correia, um dos organizadores do evento.

A programação do evento conta com vigília jovem, oficinas, missa, apresentações e caminhada pelas principais ruas do município. As inscrições para o evento custam R$ 35,00 e seguem até o dia 30 de Setembro na secretaria da paróquia. Para mais informações, os interessados devem entrar em contato através do (81) 9 9569-7167.