Pesquisa Datafolha: Bolsonaro, 24%; Ciro, 13%; Marina, 11%; Alckmin, 10%; Haddad, 9%

Do G1

O Datafolha divulgou nesta segunda-feira (10) uma nova pesquisa de intenção de voto para presidente da República. É o primeiro levantamento do instituto desde que o Tribunal Superior Eleitoral rejeitou a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência.

Lula está preso em Curitiba, condenado a 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

O Datafolha pesquisou o cenário em que o nome de Fernando Haddad, candidato a vice-presidente pelo PT, aparece como possível substituto de Lula na chapa.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Jair Bolsonaro (PSL): 24%

Ciro Gomes (PDT): 13%

Marina Silva (Rede): 11%

Geraldo Alckmin (PSDB): 10%

Fernando Haddad (PT): 9%

Alvaro Dias (Podemos): 3%

João Amoêdo (Novo): 3%

Henrique Meirelles (MDB): 3%

Guilherme Boulos (PSOL): 1%

Vera Lúcia (PSTU): 1%

Cabo Daciolo (Patriota): 1%

João Goulart Filho (PPL): 0%

Eymael (DC): 0%

• Branco/nulos: 15%

• Não sabe/não respondeu: 7%

Em relação ao levantamento anterior do instituto, divulgado em 21 de agosto:

• Jair Bolsonaro oscilou, dentro da margem de erro, de 22% para 24% (com a margem de erro, tem de 22% a 26%);

• Ciro Gomes tinha 10%, agora tem 13% (pela margem de erro, de 11% a 15%);

• Marina Silva estava com 16%, agora caiu para 11% (com a margem de erro, tem de 9% a 13%);

• Geraldo Alckmin tinha 9%, agora, 10% (com a margem de erro, de 8% a 12%);

Ciro, Marina e Alckmin estão tecnicamente empatados.

• Fernando Haddad tinha 4%, agora cresceu para 9% (com a margem de erro, tem de 7% a 11%);

Fernando Haddad também está tecnicamente empatado, no limite da margem de erro, com Ciro, Marina e Alckmin.

• Álvaro Dias tinha 4%, agora tem 3% (com a margem de erro, de 1% a 5%);

• João Amoêdo tinha 2%, agora, 3% (com a margem de erro, de 1% a 5%);

• Henrique Meirelles também tinha 2%, agora 3% (com a margem de erro, de 1% a 5%);

Os três (Dias, Amoêdo e Meirelles) estão empatados.

• Guilherme Boulos, Vera Lúcia e Cabo Daciolo tinham 1% cada um e mantiveram 1% (com a margem de erro, têm de 0% a 3%);

• João Goulart Filho tinha 1%, agora, 0% (com a margem de erro, tem de 0% a 2%);

• Eymael não pontuou em nenhuma das duas pesquisas.

• Votos brancos e nulos somavam 22%, agora, 15%.

• Não responderam ou não quiseram opinar eram 6%, agora, 7%.

O Instituto também perguntou: “Em quais desses candidatos você não votaria de jeito nenhum no primeiro turno da eleição para presidente deste ano?”

Neste levantamento, portanto, os entrevistados podem citar mais de um candidato. Por isso, os resultados somam mais de 100%.

• Bolsonaro: 43%

• Marina: 29%

• Alckmin: 24%

• Haddad: 22%

• Ciro: 20%

• Cabo Daciolo: 19%

• Vera: 19%

• Eymael: 18%

• Boulos: 17%

• Meirelles: 17%

• João Goulart Filho: 15%

• Amoêdo: 15%

• Alvaro Dias: 14%

• Rejeita todos/não votaria em nenhum: 5%

• Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: 2%

• Não sabe: 6%

Em relação à pesquisa anterior, a variação da taxa de rejeição foi a seguinte: Bolsonaro, de 39% para 43%; Marina, de 25% para 29%; Ciro, de 23% para 20%; Alckmin, de 26% para 24%; Haddad, de 21% para 22%.

Simulações de segundo turno

• Marina 43% x 37% Bolsonaro (branco/nulo: 18%; não sabe: 2%)

• Ciro 39% x 35% Alckmin (branco/nulo: 23%; não sabe: 3%)

• Alckmin 43% x 34% Bolsonaro (branco/nulo: 20%; não sabe: 3%)

• Marina 38% x 37% Alckmin (branco/nulo: 23%; não sabe: 2%)

• Ciro 45% x 35% Bolsonaro (branco/nulo: 17%; não sabe: 3%)

• Alckmin 43% x 29% Haddad (branco/nulo: 25%; não sabe: 3%)

• Haddad 39% x 38% Bolsonaro (branco/nulo: 20%; não sabe: 3%)

• Ciro 41% x 35% Marina (branco/nulo: 22%; não sabe: 2%)

• Marina 42% x 31% Haddad (branco/nulo: 25%; não sabe: 3%)

• Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos

• Entrevistados: 2.804 eleitores em 197 municípios

• Quando a pesquisa foi feita: 10 de setembro

• Registro no TSE: BR 02376/2018

• Nível de confiança: 95%

• Contratantes da pesquisa: TV Globo e “Folha de S.Paulo”

Morre ex-prefeito de Brejo da Madre de Deus

Do Blog Estação Notícias

Faleceu no final da manhã desta segunda-feira (10), Mário Falcão, ex-prefeito do Brejo da Madre de Deus, Agreste de Pernambuco. Familiares informaram ao Blog Estação Notícias que Mário Falcão estava doente já alguns meses e faleceu em um hospital no Recife.

“O senhor Mário já estava doente, teve uma piora e em seguida conseguiu se recuperar um pouco, sendo levado para casa com hospital residência da Unimed. Passados alguns dias, ele teve complicações e voltou para o Hospital Unimed, sendo transferido para o Hospital Maria Lucinda, onde ficou na UTI por 9 dias”, informou Rosangela, nora de Mario Falcão.

Mário Falcão faleceu aos 94 anos, tinha 9 filhos e 17 netos.

No dia do aniversário do Brejo da Madre de Deus, em 26 de maio de 2017, o ex-prefeito Mário Falcão recebendo a medalha de Honra Legislativa Barão de Buíque das mãos do vereador Júnior de Miguelão, autor do projeto de lei que criou a honraria.

Mário Falcão foi eleito vereador em quatro mandatos, foi Presidente da Câmara de Vereadores e foi eleito Prefeito em 1968.

O velório será realizado no auditório da prefeitura do Brejo. O sepultamento será nesta terça-feira (11), ás 10h no cemitério local.

STF decide nesta terça-feira (11) se Bolsonaro vira réu sob acusação de racismo

O Supremo Tribunal Federal decide nesta terça-feira (11) se o candidato do PSL à presidência da República, Jair Bolsonaro, se torna réu sob acusação de racismo. O ministro Alexandre de Morais, que terá o voto decisivo e que havia pedido vista do processo no dia 28 de agosto, incluiu o processo na pauta do colegiado.

O presidenciável foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República por ter se referido à comunidade quilombolas de maneira pejorativa, em uma palestra no Rio de Janeiro. Na ocasião, Bolsonaro afirmou que foi a uma aldeia e que o “afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas”.

Na denúncia da PGR, a Procucradora-Geral, Raquel Dodge, pede que Bolsonaro pague R$ 400 mil por danos morais coletivos. O crime de racismo é inafiançável e imprescritível, sujeito a pena de reclusão de 1 a 3 anos mais multa.

Com presença de Wolney, MST oficializa apoio a Paulo Câmara

O Movimento Sem Terra (MST) oficializou, nesta segunda-feira (10/09), apoio ao governador e candidato à reeleição, Paulo Câmara (PSB), e ao postulante ao Senado Humberto Costa (PT). O alinhamento foi celebrado na Fazenda  Normandia, em Caruaru.

“Esse apoio não é apenas para ganhar as eleições. É para governarmos juntos, pensando e atuando com firmeza em políticas para o desenvolvimento rural. Estamos aqui hoje por Pernambuco, para seguir avançando em nosso Estado, e pelo País, com Lula e Haddad, para o Brasil voltar a ser feliz”, disse Paulo Câmara.

“Pensamos e trabalhamos pelo melhor para o nosso Estado. Bem diferente da Turma do Temer”, emendou.

A reunião na Fazenda Normandia contou com as presenças de Luciana Santos (PCdoB) – candidata a vice, do deputado federal Wolney Queiroz (PDT), do postulante a deputado estadual Doriel Barros (PT) e do coordenador do MST em Pernambuco, Jaime Amorim. O integrante da direção do movimento, inclusive, destacou o engajamento que será mostrado por cada “companheiro de luta” até o dia 7 de outubro. “Vamos realizar 32 plenárias como essa. Aqui não tem apoio só formal, só com fala. Aqui, a gente tem movimento de massa”, garantiu.

O senador Humberto Costa realçou que o apoio do MST é fundamental para ele e para o governador. “Além de ser de extrema importância para resgatarmos o Brasil para os brasileiros. Com a ajuda de vocês, é Paulo Câmara aqui e Lula e Haddad em Brasília”, assinalou. No mesmo sentido, o deputado Wolney Queiroz completou: “O senhor, governador, vai ver que esse apoio aqui vai lhe ajudar muito a avançar ainda mais nas políticas que vem desempenhando, com muita sensibilidade e compromisso, à frente do Estado”.

Fundação Terra inaugura primeiro prédio de órteses e próteses do interior de Pernambuco

O presidente e criador da Fundação Terra, Padre Airton Freire, inaugurou, no último sábado (8), junto aos convidados, servos e colaboradores, o prédio que abrigará as instalações da primeira unidade especializada na confecção, manutenção e dispensação de próteses e órteses do interior de Pernambuco.

A implantação da Oficina Ortopédica faz parte da tradição de inaugurar uma obra social por ano, justamente na data de aniversário da organização, que este ano completou 34 anos de atuação.

Na solenidade, a banda marcial da instituição deu os primeiros acordes anunciado a abertura da programação. Na sequência, o religioso deu continuidade com a celebração da Santa Missa e, em seguida, a inauguração do espaço. A expectativa é de cerca de 150 peças por mês, entre órteses e próteses, sejam confeccionadas e entregues aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) dos 35 municípios que o Mens Sana atende.

“Com a Oficina de Órteses e Próteses, vamos oferecer condições para que as pessoas aqui atendidas possam ter esse apoio da Fundação Terra e não precisem mais ir ao Recife”, afirmou o Padre Airton. Após a habilitação, o empreendimento planeja fazer convênios com o Governo de Pernambuco e estudantes universitários da área de saúde. “Vamos trazer os alunos para fazer estágios”, completou o padre.

A coordenadora do setor de saúde da instituição, Liege Nogueira, afirma que, dentre as quatro modalidades de reabilitação oferecidas pelo Mens Sana, apenas a auditiva oferece próteses aos pacientes. “São 90 peças por mês concedidas através de um convênio com o Governo do Estado. Agora, com a inauguração do espaço, vamos dar ainda mais prosseguimento de próteses e órteses a essas pessoas com deficiência”.

BGT Pactual: Bolsonaro, 30%; Ciro, 12%; Marina, 8%; Alckmin, 8%; Haddad, 8%

A 1ª pesquisa realizada após o atentado sofrido na última 5ª feira pelo candidato do PSL a presidente, Jair Bolsonaro, indica que ele chegou a 30% das intenções de voto. O levantamento foi realizado pela FSB Pesquisa, que foi contratada pelo banco de investimentos BTG Pactual.

O estudo teve 2.000 entrevistas em todo o país, nos dia 8 e 9 de setembro (sábado e domingo). A margem de erro é de 2 pontos percentuais. O registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é BR-01522/2018.

Bolsonaro:30%
Ciro: 12%
Marina:8%
Alckmin: 8%
Haddad: 8%
Alvaro Dias:3%
Amoedo:3%
Meireles:3%
Boulos: 1%
Daciolo:1%
Ninguém/nenhum: 13%
Branco/nulo: 3%
Não sabe:7%
Não respondeu: 1%

Raquel Lyra assina Ordem de Serviço para requalificação no Parque 18 de Maio

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, assinou, na manhã deste sábado (8), a Ordem de Serviço de Requalificação do Parque 18 de Maio, com reformas no Mercado de Carne, Mercado de Farinha e Casa Rosa. Os locais serão totalmente requalificados, com melhorias total em suas estruturas, contemplando coberta, piso, tarimbas, parte elétrica e hidráulica.

Com toda a requalificação que será realizada nas três áreas e as obras que já estão em andamento, será investido no Parque 18 de Maio um montante de R$ 10 milhões, que garantirá toda estrutura adequada para todos os feirantes do local. “Não estamos trazendo aqui obras que irão acontecer, mas sim, obras que já estão acontecendo. Hoje já assinamos o contrato e a ordem de serviço para que a obra comece a ser realizada, junto com todos vocês, trazendo as melhorias que vocês tanto precisam, com um novo telhado, novos banheiros, pisos, melhoramento no esgotamento sanitário, água adequada e tudo que este patrimônio histórico da nossa cidade precisa”, finalizou a prefeita, Raquel Lyra.

Além da assinatura da Ordem de Serviço, a prefeita Raquel Lyra visitou todos os setores da feira, ouvindo os feirantes e suas demandas. Com a obra, serão beneficiadas mais de 500 pessoas que trabalham diretamente nos locais e mais de duas mil indiretamente.

Cerca de 500 pessoas já deram entrada no Seguro DPVAT na CIRETRAN de Caruaru

Depois de um ano de implantada, a Sala do Seguro DPVAT (Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre), localizada na 4ª CIRETRAN (Circunscrição Regional de Trânsito) de Caruaru já foi contabilizado cerca de 500 processos onde os usuários deram entrada, uma média de 40 por mês.

Nas três situações que são possíveis dar entrada no Seguro, a causa por Invalidez Permanente é a maior procura com 69% das situações, seguida das Despesas Médico Hospitalares com 19% e da Causa de Morte com 12%. A maioria dos acidentados são homens que representam 75% dos processos e 25% de mulheres. A faixa etária de 18 à 34 anos, e o Acidente com Sequelas Permanente de motocicletas representam 92%.

Para o Diretor do Órgão, Raffiê Dellon, a chegada da Sala facilitou muito a vida do usuário: “Os dados comprovam a importância do espaço, que conseguimos implantar numa articulação junto ao DETRAN Sede, e de como ainda é necessário focar na atenção e educação no Trânsito, são números alarmantes quando se trata da irresponsabilidade na condução no veículo de duas rodas”. Comentou Raffiê.

Dió Filho anuncia nome de candidatos que vai apoiar na eleição desse ano

O líder político pelo PSDB, em Riacho das Almas, Dió Filho, reuniu a militância jovem, e realizou um porta a porta neste domingo (9), em três comunidades do município.

Dió Filho, esteve nas Vilas do Rangel, Pinhões e por último Couro D’Antas, acompanhado de alguns vereadores e ex-políticos da base dele, cumprimentaram moradores e apresentou os candidatos para as Eleições 2018.

Dió Filho e Dió Pai, apoiam em Riacho para Deputado Federal, Sílvio Costa Filho, Estadual, Antônio Moraes, Governador, Armando Monteiro e pra senadores Sílvio Gosta e o Pastor Jairinho.

Rosa Weber nega pedido do PT para adiar prazo de substituição de Lula

Estadão Conteúdo – A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, decidiu na noite desse domingo (9) encaminhar ao Supremo Tribunal Federal (STF) o recurso extraordinário apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) contra a decisão do TSE que negou o seu registro como candidato. Por outro lado, a ministra manteve esta terça-feira (11) como a data-limite para a substituição de Lula, negando a prorrogação que a defesa insistiu para obter até o dia 17. Se não trocar Lula por Fernando Haddad até a noite da terça-feira, o PT pode ficar sem coligação nas eleições presidenciais em outubro.

“O simples enunciar das teses debatidas pelo colegiado evidencia relevante questão constitucional a recomendar juízo positivo de admissibilidade ao recurso extraordinário, com a consequente submissão do feito à análise da Suprema Corte brasileira”, escreveu Rosa em sua decisão que admitiu a admissibilidade.

A defesa de Lula, que tem insistido para que o STF dê a palavra final sobre a candidatura, considerou a decisão positiva porque Rosa Weber reconheceu que há questões constitucionais envolvidas no caso, conforme vinha sendo alegado. Agora, a defesa do ex-presidente vai apresentar dois pedidos de liminares ao ministro do STF Celso de Mello, um para aceitar o registro em caráter liminar, suspendendo a decisão do TSE, e outro para que ele pelo menos interrompa o prazo de substituição até que o plenário do Supremo se pronuncie.

Mello rejeitou na última quinta-feira decidir sobre o caso porque faltava a admissão do recurso apresentado no TSE. Agora que Rosa Weber reconheceu que há questões constitucionais sobre o tema, a defesa espera que Celso de Mello possa decidir a favor de Lula.

A rejeição do adiamento do prazo de substituição, por outro lado, deixa o plano de manter Lula candidato numa situação delicadíssima, de acordo com a própria argumentação dos advogados na peça apresentada às 20h deste domingo reforçando o pedido de mais 6 dias. “A decisão do TSE não é apenas exarada em sede originária, mas, pior do que isso, é proferida de maneira final e conclusiva, pois fatalmente não haverá tempo hábil para qualquer pronunciamento do Supremo Tribunal Federal”, disseram os advogados.

A expectativa é que advogados de Lula façam entre esta segunda-feira e terça um corpo a corpo no Supremo Tribunal Federal em busca de uma decisão em tempo relâmpago para que não haja a substituição definitiva sem que o tribunal se pronuncie.

A defesa argumenta que a decisão do plenário do TSE deve ser revista com base no pronunciamento do Comitê de Direitos Humanos da ONU, que no dia 17 de agosto solicitou que o Brasil “tome todas as medidas necessárias para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva possa desfrutar e exercer seus direitos políticos, enquanto esteja na prisão, como candidato para as eleições presidenciais”.

Fachin foi o único ministro do TSE que entendeu que o posicionamento do comitê da ONU deveria afastar a inelegibilidade de Lula e permitir sua candidatura. A ministra Rosa Weber também divergiu, mas apenas parcialmente, ao defender o direito de o ex-presidente aparecer no horário eleitoral na condição de candidato. As duas divergências são outro fator utilizado na argumentação da defesa de Lula para ter o caso julgado no STF.

No sábado e no domingo, os advogados de Lula fizeram e reiteraram um pedido para que Rosa Weber prorrogasse até o dia 17 o prazo para a troca de candidato. A defesa alega que é “dramático e injusto” privar o Lula de ter analisado no Supremo o recurso contra a decisão que negou o registro de Lula. Se Rosa não conceder a liminar, o partido tem até as 19h da terça-feira (11) para nomear Fernando Haddad como candidato.