Central apresenta projeto de marketing para o centenário

Na tarde desta segunda-feira (03) ocorreu a apresentação do projeto de marketing do centenário e temporada 2019 do Central Sport Club. A ação aconteceu numa coletiva de imprensa no Hotel Citi, próximo ao Estádio Lacerdão.

A empresa MS Marketing, do experiente profissional Milton Santana, e a Buzz Lab, de Josival Júnior, empresa sediada em Caruaru, ficarão a cargo do empreendimento.

O momento é de planejamento, estudo de cenários e debate com a diretoria executiva do clube, os players e os stakeholders do mercado para construir um projeto robusto e factível, liderado, em conjunto, pelo presidente do executivo Clóvis Lucena e pelo presidente do conselho deliberativo Márcio Porto com as colaborações do diretor de marketing Caetano Neto e do diretor de comunicação Warley Santos.

Bruno Araújo recebe apoio de lideranças do Pajeú

O candidato ao Senado pela coligação Pernambuco Vai Mudar, Bruno Araújo (PSDB), recebeu, nesta segunda-feira (3) o apoio de prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e lideranças políticas do Sertão de Pajeú.

Durante o encontro, que aconteceu no Recife, o prefeito de Tabira, Sebastião Dias, afirmou que “Bruno fez um grande trabalho tanto como deputado federal, como também através do Ministério das Cidades. É um político que tem história, coerência, é fiel aos seus princípios, por isso Pernambuco precisa de Bruno no Senado”, disse.

Quem também expressou seu apoio foi o prefeito de Tuparetama, Sávio Torres, que destacou que como ministro, deputado, presidente da Alepe, Bruno sempre agiu de forma decente. “Estive algumas vezes no ministério e Bruno me recebeu da melhor forma possível, como recebeu todos os prefeitos de Pernambuco. Então acredito no mandato de Bruno”, destacou.

Já o vice-presidente estadual do PR, o ex-presidente da Alepe e líder político do Sertão do Pajeú, Zé Marcos de Lima, destacou a competência de Bruno e suas ações no Estado. “É um rapaz novo, mas preparado para exercer qualquer mandato. Como ministro garantiu mais de 20 mil casas para Pernambuco. Mais de 90 municípios foram beneficiados. Então, Pernambuco precisa muito ter um senador como Bruno”, registrou.

Para Bruno, o apoio das lideranças do Sertão do Pajeú representa mais um importante passo no projeto de representar Pernambuco e os pernambucanos no Senado Federal. “Estou pronto para lutar pelo nosso estado e trazer mais investimentos para o sertão e para todas as regiões”, destacou.

Luciano Duque abre dissidência no PT e declara voto em Armando

Tendo à frente o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), lideranças políticas ligadas à vereadora do Recife Marília Arraes (PT) declararam apoio à candidatura do senador Armando Monteiro (PTB) ao governo do Estado pela coligação Pernambuco Vai Mudar: “Sou Lula, voto em Armando!”, disse.

O auditório de um hotel na Zona Sul do Recife ficou lotado de prefeitos, vereadores, ex-prefeitos, ex-vereadores e simpatizantes do grupo de Duque, todos com o propósito de se conectar com o desejo de mudança dos pernambucanos.  “Primeiramente, fora Paulo. Votamos em Armando em 2014 e repetiremos o voto em 2018. Aprendi a boa política, acima dos acordos feitos pelas cúpulas partidárias. Armando desceu a rampa do Palácio do Planalto com a presidente Dilma. Os mesmos que chamaram  o nosso presidente Lula de chefe de quadrilha e que clamaram pela sua prisão agora gritam ‘Lula livre’”, destacou Duque.  “Votamos em quem esteve sempre ao lado de Lula e Dilma e foi contrário ao impeachment.  Não estou mudando a história. O PSB é que quer essa cortina de fumaça para fugir das discussões sobre os problemas de Pernambuco”, enfatizou o prefeito.

Armando agradeceu ao gesto de Duque e das lideranças. “Se eu já confiava muito na nossa vitória, hoje eu tenho certeza de que Pernambuco vai mudar. As eleições não podem ser um concurso de espertezas, que sejam definidas por um jogo rasteiro e oportunista. O Pernambuco que se inspira em movimentos libertários e redentores vai estar sintonizado com este palanque, por uma causa: para dizer que Pernambuco não tem dono”, disse Armando.

“Luciano esteve ao lado de Marília quando ela era apenas uma promessa. Isso demonstra que a política não pode ser um jogo sujo, dos cínicos e dos oportunistas”, acrescentou.

“Pernambuco sempre foi capaz de construir novos caminhos. Pernamuco não aceita a incompetência e um sentido oportunista de gente que quer ganhar alijando adversários”, afirmou Armando, anunciando uma “homenagem a uma mulher guerreira”: a vereadora Marília Arraes, que teve sua pré-candidatura ao governo do Estado rifada pelo PT. “Marília cumpriu um papel extraordinário e a quem eu devo, desde 2014, a honra de ter recebido o apoio. Se hoje ela não pode estar aqui, se foi violentamente excluída da disputa, ela disse algo que nós devemos ouvir: ‘Só tenho uma certeza, eu só não voto em Paulo’”.

Junto com Duque, estiveram presentes os prefeitos de Calumbi, Sandra da Farmácia (PT), de Tabira, Sebastião Dias (PTB), de Tuparetama, Sávio Torres (PTB),  de Santa Cruz da Baixa Verde, Tássio Bezerra (PTB), de São João, Genaldi Zumba (PSD), e de Betânia, Mario da Caixa (PTB), além do de Igarassu, Mário Ricardo (PTB), coordenador de campanha de Armando e ex-prefeitos de oito cidades. Também foram contabilizados 36 vereadores de 13 municípios de todas as regiões de Pernambuco: Pesqueira, São José do Egito, Garanhuns, Condado, Jupi,  Cortês, Bom Conselho, Saloá, Serra Talhada, Sirinhaém, Barreiros, Timbaúba e Flores.

Presidenciáveis lamentam incêndio no Museu Nacional e culpam falta de gestão

Por Clara Sasse

O incêndio no Museu Nacional, no Rio de Janeiro, gerou mais críticas ao governo de Michel Temer (MDB). Presidenciáveis lamentaram o ocorrido e ressaltaram a falta de verba direcionada para cultura. O incêndio teve início por volta das sete horas da noite de domingo (2) e só foi controlado após mais de seis horas. O fogo atingiu mais de 20 milhões de itens do acervo.Em comentários nas redes sociais, todos os candidatos à presidência da República afirmaram que a destruição do Museu Nacional atinge “a história do povo brasileiro”.

O candidato do MDB, Henrique Meirelles, lembrou que, além do acervo cultural, o prédio foi onde “viveu a família imperial e foi sediada a primeira Assembleia Constituinte republicana” no Brasil. Geraldo Alckmin, do PSDB, prestou solidariedade a “todos os cidadãos brasileiros” pela perda do patrimônio.

Lá viveu a família imperial e foi sediada a primeira Assembleia Constituinte republicana. A história e a cultura são essenciais para compreender o presente e criar um futuro de progresso para o País.

— Henrique Meirelles (@meirelles) September 3, 2018

O incêndio de grandes proporções que atinge o Museu Nacional, no Rio de Janeiro, agride a identidade nacional e entristece todo o país. Neste momento de profunda perda, quero me solidarizar não apenas com os cariocas, mas com todos os cidadãos brasileiros.

— Geraldo Alckmin (@geraldoalckmin) September 3, 2018

Marina Silva, da Rede, culpou o baixo orçamento destinado à manutenção do museu. Ela disse que “infelizmente, dado o estado de penúria financeira da UFRJ e das demais universidades públicas nos últimos três anos, esta era uma tragédia anunciada”. Com forte crítica ao atual governo, Guilherme Boulos, do PSOL, destinou a culpa aos “cortes criminosos de Temer”.

Infelizmente, dado o estado de penúria financeira da UFRJ e das demais universidades públicas nos últimos três anos, esta era uma tragédia anunciada.

— Marina Silva 18 (@MarinaSilva) September 3, 2018

Muito triste o incêndio do Museu Nacional no Rio de Janeiro, atingindo 20 milhões de itens da nossa história. Os cortes criminosos de Temer em recursos da Cultura e em investimentos estão condenando nosso futuro e destruindo nosso passado.

— Guilherme Boulos 50 (@GuilhermeBoulos) September 3, 2018

Concorrente ao Planalto pelo Novo, João Amoêdo alegou que o incêndio é “resultado da falta de gestão e do abandono político” que acontece no Brasil. Fernando Haddad, do PT, recordou outros monumentos, como o Instituto Butantã e o Museu da Língua Portuguesa, que, segundo ele, já sofreram com o “descaso com o patrimônio histórico”.

É muito triste ver o nosso patrimônio histórico em chamas. Esse é o resultado da falta de gestão e do abandono político que vivemos no Rio de Janeiro e em todo o Brasil. Precisamos nos envolver na política para fazer a diferença e evitar situações lamentáveis como essa.

— João Amoêdo 30 (@joaoamoedonovo) September 3, 2018

Instituto Butantã, Museu da Língua Portuguesa, Escola de Artes e Ofícios, Museu do Ipiranga e, agora, o Museu Nacional. Lamentável o descaso com o patrimônio histórico.

— Fernando Haddad (@Haddad_Fernando) September 3, 2018

O candidato do Podemos, Álvaro Dias, destacou a importância dos itens que foram destruídos, mas não apontou nenhum culpado. Ciro Gomes, do PDT, reproduziu a iniciativa dos estudantes da Unirio para iniciar a reconstrução do museu. Os alunos de museologia pediram “a todos que possuem fotografias, vídeos e até selfies do acervo e espaços expositivos que compartilhem através de e-mail”.

Dois séculos de história e cultura, de descobertas científicas, uma coleção que englobava geologia, paleontologia, botânica, zoologia, antropologia biológica, arqueologia, toda uma riqueza que pertencia ao povo brasileiro, e que agora está deixando de existir. pic.twitter.com/HMjQQXMzxq

— Alvaro Dias (@alvarodias_) September 3, 2018

Vamos ajudar a atenuar esta tragédia que o desgoverno no Brasil permitiu acontecer contra nosso mais caro patrimônio histórico. https://t.co/f2Y8pL0K59

— Ciro Gomes (@cirogomes) September 3, 2018

Ação de cidadania do Programa Governo Presente chega a cidade de Toritama

Emissão da carteira de identidade e de trabalho, cortes de cabelo, testes de glicemia, aferição de pressão, tipagem sanguínea, elaboração de currículos e atendimentos do Programa Bolsa Família serão alguns dos serviços oferecidos gratuitamente, próxima terça – feira (04), em mais Ação de Cidadania do Programa Governo Presente. A ação acontecerá no Pátio de Eventos em frente a igreja católica e da Secretaria de Assistência Social das 8h às 12h.

A Ação de Cidadania é uma modalidade do Programa Governo Presente que tem como objetivo a oferta de garantia de direitos e cidadania às pessoas em situação de vulnerabilidade, coordenada pela executiva de Articulação Social da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), em conjunto com parceiros públicos e privados. Nesta edição, a Prefeitura de Toritama é a grande parceira para juntos fortalecermos e elevar os números de serviços ofertados para beneficiar a população.

Na ocasião também serão realizados atendimentos, abordagens e divulgação do Núcleo de mediação de conflitos da Estação Caruaru, bem como, difusão do programas socioassistenciais, exames de prevenção do câncer de colo do útero, inscrições de jovens em cursos profissionalizantes, atendimentos da Celpe, cortes de cabelo, apresentações culturais entre outros.

Em Caruaru, Lessa inaugura Comitê de Campanha

O candidato a deputado estadual pelo PP, Delegado Lessa, inaugurou neste domingo (2) o comitê geral da campanha em Caruaru. O espaço funcionar na Avenida Agamenon Magalhães, principal da cidade. Em 2016, Lessa ficou em terceiro lugar na disputa a prefeito de Caruaru, conquistando 41.102 votos. Agora, ele concorre a uma vaga na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

Em um discurso acalorado, o candidato ressaltou a necessidade da inserção de novos agentes na política. Ele destacou que seu trabalho baseia-se na conscientização e no voluntariado, rompendo com práticas abjetas com raízes coronelistas. “Não preciso do apoio de velhas raposas, que só fazem oprimir o povo para se perpetuarem no poder. Eu já tenho o apoio de Deus e do povo que quer uma nova política”, desabafou.

Ainda durante o discurso, o Delegado Lessa valorizou a atuação do eleitor na multiplicação deste projeto. “Quero sonhar com o povo, até ver a realidade ser transformada”, declarou, complementando que sua candidatura será conhecida como ‘Operação Voto Limpo’. Ele também mencionou que suas principais bandeiras para a Alepe são segurança pública de qualidade; transparência e combate à corrupção e defesa da família.

O evento de inauguração do Comitê 11022 contou com a presença de lideranças de Caruaru, Paulista, Recife, São Benedito do Sul, São Joaquim do Monte, Bezerros, Camocim de São Félix, Lagoa dos Gatos, Taquaritinga do Norte e Riacho das Almas, entre outros municípios.

Bolsonaro lidera com 26% e Haddad tem 6% em cenário sem Lula, mostra pesquisa; rejeição de Alckmin aumenta

Da Infomoney

A primeira pesquisa eleitoral divulgada após o início da propaganda eleitoral na televisão e depois da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ser barrada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) mostrou um cenário de leve variação para cima nas intenções de voto para o provável substituto do petista, Fernando Haddad, enquanto Jair Bolsonaro (PSL) segue na dianteira das intenções de voto em um cenário sem o ex-presidente.

Enquanto isso, Geraldo Alckmin (PSDB), que possui o maior tempo de propaganda eleitoral, segue patinando nas intenções de voto. É o que aponta a mais recente pesquisa FSB/BTG Pactual, divulgada nesta segunda-feira (3), que possui o registro BR-01057/2018 no TSE. O Instituto FSB Pesquisa entrevistou, por telefone, 2.000 eleitores, e a margem de erro é de 2 pontos percentuais. A decisão do Tribunal Eleitoral, que determinou a inelegibilidade de Lula a presidência, não está refletida em todos os cenários.

Contudo, em um cenário em que Lula ainda aparece, na intenção de voto espontânea, a queda do petista é expressiva, passando de 26% na semana anterior, para 21% no último levantamento para o petista. Bolsonaro teve elevação dentro da margem de erro, indo de 19% para 21%, Ciro Gomes (PDT) foi de 2% para 4%, Alckmin e Marina Silva (Rede) oscilaram de 2% para 3%. João Amoêdo (Novo) manteve 3% das intenções de voto, enquanto Álvaro Dias (PODE) seguiu em 1%. Não sabem ou não responderam passaram de 25% para 24%, não votariam em ninguém foram de 15% para 14%, enquanto brancos e nulos se mantiveram em 5%.

Já na intenção de voto estimulada, Lula aparece com oscilação para cima dentro da margem de erro, passando de 35% para 37%, Bolsonaro se manteve com 22% das intenções de voto, Marina Silva caiu de 9% para 5%, enquanto Ciro Gomes foi de 5% para 7%. Alckmin manteve os 6% de intenção de voto, Alvaro Dias passou de 2% para 3% e Amôedo manteve os 4% dos votos.

Em um cenário de intenção de votos estimulada tendo Haddad como substituto de Lula, Jair Bolsonaro passou de 24% de intenção de voto no levantamento anterior para 26%, Marina caiu de 15% para 11%, enquanto Ciro Gomes se destacou ao passar de 8% da intenção de voto para 12% em uma semana. Alckmin oscilou para baixo, de 9% para 8%, enquanto Haddad oscilou para cima, de 5% para 6%. Amoêdo se manteve com 4% dos votos, assim como Álvaro Dias, que seguiu com 3%. Não votaria em ninguém se manteve em 18%, branco/nulo somam 4%, enquanto não sabe/não responderam foi para 6%.

O levantamento também fez um cruzamento de dados mostrando a transferência de votos de Lula – como vota no cenário com Haddad quem votou no ex-presidente petista em outro cenário. Marina teve queda de 17% para 15%, Haddad subiu de 12% para 15%. Com expressivo crescimento, está Ciro, de 9% para 15%, enquanto Bolsonaro e Alckmin tiveram oscilação para baixo, de 9% para 8%. Alvaro Dias, Henrique Meirelles (MDB) e Guilherme Boulos (PSOL) herdam 1% dos votos.

O apoio de Lula a Haddad também apontou um aumento de importância. O número de pessoas que não votariam de jeito nenhum em Haddad caso Lula não pudesse ser candidato e apoiasse o ex-prefeito paulistano caiu de 64% para 61%, enquanto o número dos que votariam com certeza foi de 18% para 19%. Os que poderiam votar foi de 13% para 14% de uma semana para outra.

Potencial de voto X rejeição

Com relação ao potencial de voto (porcentagem dos que poderiam votar em um determinado candidato), Lula aparece em primeiro com 53%, seguido por Bolsonaro e Marina, ambos com 35%, Ciro com 34%, Alckmin com 27%, Haddad com 20%. Alvaro Dias tem 15%, Meirelles possui 12% de potencial de voto, seguido por Amoêdo com 11%, Vera Lúcia (PSTU) e Boulos com 6%. Cabo Daciolo (PATRI) e João Goulart Filho (PPL) possuem ambos 5% de potencial de voto, enquanto José Maria Eymael (DC) registra 4% de intenção de voto.

Alckmin aparece com a maior rejeição – ou seja, a porcentagem de quem não votaria nele “de jeito nenhum” -, com 63% ante 59% da pesquisa anterior. Marina aparece na sequência com 58%, ante 54% do último levantamento, seguida por Meirelles, com 55% (ante 51% da pesquisa anterior). Ciro Gomes e Bolsonaro possuem 51% de rejeição – ante 53% e 49% do último levantamento, respectivamente. Enquanto isso, Lula oscilou para baixo, de 47% para 46% de rejeição.

Sétima edição do Circuito do Café de Pernambuco vai homenagear Walmiré Dimeron

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria do Café (Abic), em 2018, o consumo da bebida, que é a mais apreciada no País, deve crescer 3,6 por cento. O mercado tem explorado esse potencial com produtos, ações e eventos voltados para atender ao público que não dispensa um cafezinho. O Circuito do Café de Pernambuco é um deles. O evento traz novidades para a próxima edição, que é sétima da iniciativa: a ampliação do número de cafeterias e do período que a rota gastronômica irá movimentar a cidade.

Doze cafeterias participam desta edição: Doce Casa, Café.Com, Chocolates Brasil Cacau, Dedim de Prosa, Delicatto, Delta Expresso, Bule de Barro, Luiz Lua Gonzaga, João Doutor, Maria José, Empório Salatta e Valete. Este ano, o Circuito irá homenagear o historiador caruaruense Walmiré Dimeron nos cafés astros por meio de 12 fatos históricos escolhidos por ele: “Irmãos Condé”, “Alto do Moura”, “Banda de Pífanos”, “País de Caruaru”, “Feira de Caruaru”, “Mestre Vitalino”, “Bacamarteiros de Caruaru”, “Terra de Caruaru”, “Morro Bom Jesus”, “Nelson Barbalho” , “Casa de Cultura José Condé” e “Festa do Comércio”.

“O homenageado foi fácil de escolher, pois o Circuito do Café sempre teve como proposta relacionar café com cultura. E falar de cultura na cidade e não citar o nome de Walmiré Dimeron, realmente, não faz sentido. Foi uma escolha unânime, ele é uma referência para todos os envolvidos”, destaca o coordenador da Câmara Setorial da Gastronomia da Acic, Silvio César. O historiador percorrerá as cafeterias contemplando o público que está apreciando os cafés astro com um bate-papo sobre o fato histórico escolhido por cada marca participante, em uma imersão pela cultura caruaruense com os sabores do café.

A abertura do evento acontece no dia 13 de setembro, na Alameda Caruaru, às 19h25, e será aberta ao público. Em um formato diferenciado das outras edições, a programação da abertura contará, além da apresentação das receitas dos cafés astros pelas cafeterias, com apresentações artísticas de expressões da cultura nordestina e uma palestra do fundador da CoffeeLook, escritório de projetos que orienta e desenvolve soluções estratégicas em gestão de marcas, Renato Falci. O gestor e empreendedor irá dialogar sobre “A Terceira Onda do Café”, movimento associado ao desejo do consumidor por produtos de maior qualidade, referências de origem, integração com o produtor, engajamento com questões ligadas à sustentabilidade e pelos valores da experiência de consumo.

As cafeterias estarão devidamente sinalizadas para receber o público de Caruaru e região. O consumidor deve visitar os estabelecimentos inscritos para receber o cartão fidelidade. Após 12 carimbos, ou seja, após ter visitado as 12 participantes, será premiado com uma caneca personalizada com temas da cultura caruaruense que inspiram os cafés astros. “A caneca já se tornou um artigo de coleção. As pessoas ficam aguardando a versão do ano. Daremos a caneca e também iremos sortear outro prêmio surpresa entre as pessoas que completarem o circuito. O ano passado, presenteamos com uma viagem”, explica Silvio César.

Prefeitura de Caruaru lança cursos do projeto “Mulher Que Faz”

Nesta segunda-feira (03), a Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM), estará promovendo a aula inaugural de lançamento dos cursos do projeto “Mulher Que Faz: Visibilidade e Trabalho Feminino”, oferecido pela SPM, através do Programa Qualifica Caruaru. O evento será às 14h, no auditório do Campus II, da ASCES-UNITA, e contará com a presença das alunas beneficiadas.

A solenidade marcará o início dos cursos gratuitos de formação de qualificação profissional e sociopolítica para 100 mulheres nos segmentos de culinária, corte e costura e cabeleireiro, em bairros e comunidades da zona urbana e rural no município.