Humberto teve agenda em Caruaru e reunião com Wolney, Zé e Alberes

O senador Humberto Costa (PT) passou a véspera de São João em Caruaru. Ele participou de reuniões e falou sobre política, mas nada de novo, principalmente no que diz respeito ao PT. O senador defende a volta da aliança com o PSB, mas parte do partido quer a candidatura própria ao governo.

Na parte da tarde houve reunião de Humberto com o deputado federal e presidente estadual do PDT, Wolney Queiroz. Além dele o ex-prefeito prefeito José Queiroz e o vereador Alberes Lopes, pré-candidato a deputado estadual também esteve no encontro na casa de Wolney.

Na noite desta sexta-feira ele terá uma reunião com o líder do MST, Jaime Amorim e segue para o Pátio do Forró, para circular nos principais polos da festa.

O São João dos Políticos; saiba como será a véspera dos políticos e pré-candidatos da região

A noite mais esperada do mês de junho vai ser de movimentação entre os políticos da nossa região. A prefeita Raquel Lyra, por exemplo, passa pelo Pátio do Forró e depois vai até o Sítio Macambira, onde fica junto à uma fogueira com parentes e amigos mais próximos.

O deputado estadual Tony Gel terá uma agenda extensa. Ele vai participar da maior mesa junina do mundo, na Vila de Lajes, zona rural de Caruaru. O evento é promovido pelo vereador Galego de Lajes, aliado de Tony na Câmara.

Outra pré-candidata a reeleição, Laura Gomes, vai ficar com a família, netos e filhos, junto à fogueira e muita comida de milho.

O deputado federal Wolney Queiroz vai passar a noite num sítio tem Terra Vermelha, na zona rural de Caruaru. Ele recebeu neste sábado o senador Humberto Costa. Já o ex-prefeito José Queiroz, vai aproveitar e circular pelas ruas da cidade.

O presidente da Câmara, Lula Tôrres, vai passar o São João em Peladas e visita algumas ruas e pólos na cidade.

O Delegado Lessa vai com a família fazer um giro pela estação ferroviária e passa ainda no Parque de Eventos Luiz Gonzaga.

O vereador Alberes Lopes, pré-candidato a deputado estadual, passa pela estação ferroviária, circula no Pátio do Forró e segue com a família.

O vereador Daniel Finizola, pré-candidato a deputado federal, recebe em Caruaru a deputada Teresa Leitão e a pré-candidata a governadora pelo PT, Marília Arraes. O trio percorre os principais polos da festa junina no centro da cidade.

O pré-candidato a deputado federal, Silvio Nascimento, passou a noite com amigos e circulou nos camarotes da festa.

O pré-candidato a deputado federal pelo Partido Novo, João Antônio, passa os festejos em casa com a família.

Programação de São João na Globo FM começa a partir de 18h; se liga no melhor Forró na 89.9

A véspera de São João terá muito Forró raiz na programação da Globo FM Caruaru 89,9. A emissora começa a partir de 18h para as pessoas que decidirem passar a noite mais importante da festa com familiares e amigos. A seleção de músicas foi de Erisson Vaz.

Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Marinês, Azulão, Elifas Júnior, Petrúcio Amorim, Assissão, Valdir Santos, Elba Ramalho e os principais nomes da cultura popular estarão na grade da 89,9.

Além disso, as músicas que embalam os Forrós das antigas com bandas como Mastruz Com Leite, Capim Com Mel, Limão com Mel, Mel com Terra, Brucelose e Magníficos também estarão tocando hits que embalaram os anos de 1990 e início dos anos 2000.

A partir de 0h o DJ Rui Taveira assume e traz o Dance Bem, com muitos sucessos dos anos 1970, 1980 e 1990, que embarcam a disco music.

Justiça homologa delação premiada de Antonio Palocci

Justiça Federal homologou nesta sexta-feira (22) o acordo de deleção premiada fechado pelo ex-ministro Antonio Palocci, antigo manda-chuva de governos petistas.

O conteúdo das declarações coletadas pela Polícia Federal segue em sigilo. No entanto, em depoimento ao juiz Sérgio Moro, prestado em setembro do ano passado, Palocci citou a existência de um “pacto de sangue” da propina, que envolveria o ex-presidente Lula. À época, ele afirmou que a Odebrecht repassaria R$ 300 milhões ao PT em troca de favores que beneficiariam a empreiteira.

“Eu diria apenas que os fatos narrados nessa denúncia dizem respeito a um capítulo de um livro um pouco maior do relacionamento da empresa em questão, da Odebrecht, com o governo do ex-presidente Lula e da ex-presidente Dilma. Foi uma relação bastante intensa, bastante movida a vantagens dirigidas à empresa, a propinas pagas pela Odebrecht para agentes públicos, em forma de doação de campanha, em forma de benefícios pessoais, caixa 1, caixa 2.”

Antonio Palocci foi ministro da Fazenda de Lula e fez parte dos “três mosqueteiros” que cuidaram da campanha da ex-presidente Dilma Rousseff ao Planalto. Estava sob sua responsabilidade a parte financeira na corrida presidencial de 2014.

Depois de o PT vencer as eleições, Palocci se tornou ministro da Casa Civil de Dilma. A derrocada do antigo homem forte petista começou em meio a acusações de ter multiplicado em 20 vezes seu patrimônio fazendo consultoria a empresas.

Preso em Curitiba desde setembro de 2016, o ex-petista foi condenado, em primeira instância, a 12 anos de prisão. Ele é acusado de participar de um esquema de corrupção envolvendo a empreiteira Odebrecht e contratos de sondas com a Petrobras.

Com a delação premiada homologada, a PF poderá usar os depoimentos para aprofundar as investigações sobre os crimes cometidos por Palocci, chegando a novos envolvidos e, por consequência, motivando novas operações.

Ônibus do Forró leva alegria e diversão aos passageiros do Alto do Moura  

Neste sábado (23), pela manhã, e domingo (24), a tarde, os turistas e visitantes que utilizarem o ônibus da linha Nossa Senhora das Graças/Alto do Moura irão curtir o trajeto ao som de trio pé de serra, distribuição de brindes e comidas típicas em um verdadeiro arraial, dentro do ônibus. Alegria e animação serão passageiros garantidos no trajeto que tem como destino um dos principais polos juninos do São João de Caruaru, o Alto do Moura.

A ideia de decorar o ônibus e oferecer delicias juninas aos passageiros que utilizam a linha, no dia de São João, é da motorista Rosineide Neves que, nesta época do ano, se veste a caráter e decora o ônibus do forró para receber os passageiros. A motorista passou a contar com o incentivo da empresa para oferecer esse serviço diferenciado para a população que busca diversão no Alto do Moura.

De acordo com a motorista Rosineide, a ideia é fazer os passageiros esquecerem da hora e não sentir vontade de sair do ônibus “ Resolvi criar um dia que fosse especial, onde o cliente entrasse e não sentisse mais vontade de sair. Decorei o ônibus, levei muita canjica, pamonha e milho cozido para animar o percurso junto com um trio pé de serra. Com isso, os passageiros já não queriam mais descer do ônibus quando chegava no destino”, disse.

Serviço:

Ônibus do Forró

Empresa: Coletivos

Valor: Tarifa normal

Linha: Alto do Moura / Nª Srª das Graças

Data: 23/06 ( sábado)

Horário: manhã

Programação: Distribuição de brindes, comidas típicas, ônibus decorado e trio Pé de Serra

Data: 24/06 ( domingo)

Horário: tarde

Programação: Distribuição de brindes, comidas típicas, ônibus decorado e trio Pé de Serra

Governo desmente que Fies perderá quase R$ 1 bilhão para financiar Segurança Pública

O Ministério Extraordinário da Segurança Pública desmentiu a informação dada pela Folha de São Paulo de que a medida provisória que destina recursos das loterias federais para o Fundo Nacional de Segurança Pública vai causar prejuízo de quase R$ 1 bilhão ao Fies, o Fundo de Financiamento Estudantil.

Por meio de nota, o ministério informou que, a partir de 2018, a concessão de financiamento estudantil passou a não depender de recursos de loterias. Sendo assim, “a MP 841 não produz nenhum impacto no orçamento da Educação e, tampouco, do próprio Fies”.

A pasta ressaltou, ainda, que a totalidade de recursos dos prêmios prescritos continuam sendo destinados ao Fies.

O Fundo de Financiamento Estudantil é um programa do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação na educação superior de estudantes matriculados em cursos superiores não gratuitos na forma da Lei 10.260/2001. Podem recorrer ao financiamento os estudantes matriculados em cursos superiores que tenham avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério da Educação.

Veja na íntegra a nota do Ministério Extraordinário da Segurança Pública:

“A legislação referente ao financiamento do FIES foi alterada pela Lei nº 13.530, de 7 de dezembro 2017, de modo que, a partir de 2018, a concessão de financiamento estudantil passou a não depender de recursos de loterias. Desta forma, a MP 841 não produz nenhum impacto no orçamento da Educação e, tampouco, do próprio FIES. Deve-se ressaltar que a totalidade de recursos dos prêmios prescritos continuam sendo destinados ao FIES, com vistas a abater o saldo dos empréstimos anteriormente concedidos, mas que estão inadimplidos.

Não há qualquer repercussão da MP 841 na Loteria Exclusiva Instantânea. Houve apenas uma substituição de beneficiário legais, passando esta modalidade a financiar em bases permanentes o Fundo Nacional de Segurança Pública – FNSP, contando o governo com o seu bom desempenho para que maiores recursos sejam assegurados à Segurança Pública. Nesse sentido, o governo empenhará esforços para assegurar a premiação bruta e a remuneração do operador, conforme estabelecido nas Leis 13.155/2015 e 13.262/2016, de modo a assegurar o sucesso dessa modalidade lotérica, tendo a certeza de que quanto maior o numero de apostadores, maiores serão os recursos para a Segurança Pública e para os Entes da Federação”.

Artigo – Atividade Empresarial não é dever do Estado – por Jefferson Luiz*

É necessário entender o mercado, de qual maneira ele funciona. Adam Smith explicou na Riqueza das Nações que os países só se tornariam prósperos caso seus governos não os inibissem, concedendo privilégios especiais que iriam distorcer o sistema competitivo de exercer seus efeitos benéficos. Em uma economia de mercado com um forte estado intervencionista, os empresários atuam de forma distinta no campo econômico, as negociações no mercado podem ser afetados por autoridades do estado.

É o caso que explica o Monopólio da Petrobrás, apesar da quebra de monopólio no Governo de FHC, em 1997[1], 21 anos se passaram e a competição é praticamente nula nesse mercado. A explicação é que em um mercado que vive de decisões políticas não encoraja empresários dispostos a lucrar entrar nesse mercado, um exemplo é o congelamento de preços exercido pela Presidente Dilma[2].

Ainda sobre a Petrobrás, que enfrentou sérios problemas devido às decisões políticas, o Pedro Parente ex-Presidente da Petrobrás mudou a forma de administração da empresa, e esta voltou a crescer no mercado internacional. O Parente estava ciente de que qualquer decisão política sobre a empresa poderia jogar todo seu trabalho fora e na primeira decisão política sobre ela, por pressão popular, a Petrobrás perdeu R$ 115 bilhões em valor de mercado e o efeito no mercado financeiro foi o segundo pior, ficando atrás apenas da denúncia de Joesley Batista contra Temer em 2017 [3]; outra situação política prejudicando o livre-mercado.

A função empresarial nada mais é que uma visão de oportunidades, aproveitar as condições do mercado alcançando mais consumidores e aumentando seu lucro. O Estado tendo essa função tem problemas sérios, definitivamente porque são políticos que dão os cargos mais importantes da empresa. O Gestor da empresa não trabalha para a Empresa, mas sim para um determinado grupo político. Os correios com um monopólio conseguiu o feito de ter prejuízos, o expandido aos cofres públicos, ou melhor, aos pagadores de impostos. Os correios era regra à indicação política e pouco importava qual a verdadeira especialidade do indicado. Um dentista indicado pelo PT atuava na área de tecnologia[4].

Para Kirzner,” O Elemento característico da atividade empresarial, o único que não pode ser transferido – a não ser por outro empresário -, a função realmente insubstituível é a descoberta, a função empresarial é descobrir oportunidades inexploradas”[5]

Portanto, um dos principais problemas do Brasil é a falta de livre-mercado e o câncer das estatais é a política, por isso privatizar precisa urgentemente ser uma opção para os políticos levarem ao debate ou escutaremos novamente no período eleitoral que o problema foi a má administração do PT, PSDB, PMDB, onde o verdadeiro problema é estrutural e afasta bons administradores que quando chegam ao cargo são vítimas de decisões intervencionistas e populista. Quem argumenta que uma boa gestão em estatais desfaz totalmente sua necessidade de privatizar, a realidade mostra totalmente o contrário, decisões políticas quebram estatais e inibe a livre-iniciativa.

*Jefferson Luiz – Livres Caruaru

Marília Arraes e Teresa Leitão visitam São João de Caruaru neste sábado (23)

A pré-candidata ao governo de Pernambuco, Marília Arraes e a deputada estadual que disputará a reeleição em 2018, Teresa Leitão, chegam em Caruaru na noite de hoje (23), para ver de perto o maior e melhor São João do mundo.

Ambas foram convidadas pelo vereador petista Daniel Finizola e farão visitas à espaços da festa, como camarotes e polos onde acontecem eventos ligados aos festejos.

Marília, Teresa e Daniel também têm entrevistas marcadas com veículos de comunicação da cidade.

“É a coletividade que nos fará avançar. Com Marília e Teresa vamos percorrer todo o estado e conversar com muita gente, apresentando nosso projeto político e receber as companheiras aqui, nos enche de orgulho”, disse Daniel Finizola.