Concursos serão retomados pelo Coniape

O Coniape informa a retomada dos concursos públicos dos municípios de Altinho, Cupira, Panelas, Santa Cruz do Capibaribe e São Joaquim do Monte.

Dentre esses os Municípios de Altinho e Cupira ainda encontram-se com inscrições abertas. Os demais segue cronograma de segunda fase em São Joaquim do Monte e aplicação de provas em Santa Cruz do Capibaribe e Panelas.

Calendário das provas:

07 e 08 de julho – Santa Cruz do Capibaribe

22/07 – Panelas

05/08 – Cupira

12/08 – Altinho

Mais informações:

site.admetec.org.br

consorcioconiape.pe.gov.br

São João deve trazer 2,5 milhões de pessoas e injetar R$ 200 milhões na economia de Caruaru

O Maior e Melhor São João do Mundo será aberto, oficialmente, neste sábado (2). Este ano, a festa terá 22 polos de animação, distribuídos na cidade e na zona rural, e será realizada até o dia 30 de junho. Neste sábado, já tem festa em nove polos com atrações para todos os gostos. O São João de Caruaru 2018 contemplará mais de 400 apresentações artísticas. A prefeitura espera um público de 2,5 milhões de pessoas e um movimento de R$ 200 milhões na economia.

O forró começa logo cedo no Polo Mestre Vitalino. Em um palco montado na avenida de mesmo nome, no Alto do Moura, haverá shows de Trio Nordeste, Cheiro de Sanfona, Walmir Silva e Carlinhos Nova. A programação começa às 10h. Ainda no Alto do Moura, tem o Polo Coreto, em frente à Associação dos Artesãos em Barro do Alto do Moura. O palco receberá Trio Bom Jesus e Trio Café com Leite.

À noite, a festa chega aos outros polos. A abertura oficial do São João será realizada pela prefeita Raquel Lyra e pela presidente da Fundação de Cultura, Maria Alves, às 19h, na Estação Ferroviária. Na cerimônia, haverá apresentação de quadrilhas, grupos de dança, trios pé de serra e bacamarteiros, além da participação de autoridades. Em seguida, começam as apresentações no Polo das Quadrilhas.

Para os amantes da poesia, o destino certo é o Polo do Repente. Neste sábado, às 18h, apresentam-se os repentistas Ivanildo Vila Nova e Zé Carlos do Pajeú, além da declamadora Dayane Rocha. No Polo Juarez Santiago, que também funciona na estação, a animação será feita por Trio Gavião, Trio Expressinho do Forró, Trio Vai Hoje e Trio Amor e Café. Na Casa do Forró, Valdir Santos recebe convidados a partir das 18h.

A zona rural recebe o segundo São João na Roça. O caminhão-palco estaciona no Sítio Rafael, a partir das 20h, com decoração especial e muito forró. As atrações são Trio Remelexo e a cantora Joana Angélica, homenageada no São João 2017.

A festa rola solta, também, no Polo Mestre Camarão, antes chamado de Forró do Candeeiro, localizado no Parque de Eventos. A partir das 20h, sobem ao palco, comemorando o Dia do Sanfoneiro, Pedrinho do Acordeon, Salatiel D’Camarão e Gennaro. O polo é uma homenagem ao sanfoneiro Mestre Camarão, que morreu em 2015.

Quem abrirá a noite de shows, no Pátio do Forró, será o Maestro Mozart Vieira e a Orquestra de Pífanos de Caruaru. A festa começa às 20h. Em seguida, sobe ao palco a paraibana Elba Ramalho, que trará um repertório especial para a capital do Forró. Na sequência, se apresentam os meninos da Banda Fulô de Mandacaru. Para fechar a noite, Jonas Esticado e todos os sucessos do forró estilizado. Os shows no pátio terminam às 3h.

Sábado (2)

Polo Coreto

10h – Trio Bom Jesus

12h – Trio Café com Leite

Polo Mestre Vitalino

10h – Trio Nordeste

12h – Cheiro de Sanfona

14h – Walmir Silva

16h – Carlinhos Nova

Polo do Repente

18h- Dayane Rocha (declamadora)

Ivanildo Vila Nova x Zé Carlos do Pajeú

Polo Juarez Santiago

20h – Trio Gavião

21h30 – Trio Expressinho do Forró

23h – Trio Vai Hoje

0h30 – Trio Amor e Café

São João Na Roça – Rafael

19h30 – Trio Remelexo

22h – Joana Angélica

Polo Mestre Camarão

20h30 – Pedrinho do Acordeon

22h30 – Salatiel D’Camarão

0h30 – Gennaro

Pátio do Forró

20h – Maestro Mozart Vieira e a Orquestra de Pífanos de Caruaru

21h20 – Elba Ramalho

22h50 – Fulô de Mandacaru

0h30 – Jonas Esticado.

O que disseram os pré-candidatos sobre a demissão de Pedro Parente

O pedido de demissão de Pedro Parente da presidência da Petrobras, nesta sexta-feira (1), teve repercussão imediata entre os pré-candidatos ao Palácio do Planalto. A troca no comando da estatal acontece em meio a críticas à política de preços de combustíveis da empresa, que culminou na greve de caminhoneiros e petroleiros, causando uma séria crise de abastecimento por todo o país.

Presidenciável pelo PDT, Ciro Gomes criticou a gestão de Pedro Parente. “É uma política que quer valorizar o financismo, que quer valorizar a especulação financeira em detrimento, seja de qual interesse for, especialmente do interesse popular e do interesse nacional brasileiro”.

Ex-ministro da Fazenda no governo Itamar Franco, Ciro Gomes também reprovou as atitudes tomadas por Parente durante a greve dos caminhoneiros. “No meio de uma crise extraordinariamente grave como a que nós vivemos recentemente pela greve dos caminhoneiros, dos petroleiros e o desabastecimento que mexeu com a vida de todo mundo, o cidadão ainda tem o desplante, o despudor de aumentar a gasolina em quase 1%, apenas em um dia, no meio da crise”, criticou ele.

“É preciso exigir que a política de preços que ele impôs seja trocada. E ela não pode ser trocada por nada de demagogia. Apenas o seguinte: hoje, eles estão transferindo o preço do barril de petróleo da especulação estrangeira para dentro do Brasil, quando o custo da Petrobras é muitas vezes menor que o custo do Petróleo lá fora”, concluiu o presidenciável.

Guilherme Boulos, do PSOL, foi outro a criticar a política de preços. “A desastrosa política de preços da Petrobras e a privatização branca causaram um estrago que o povo brasileiro está sentindo no bolso”, afirmou no Twitter.

Pedro parente já vai tarde. A desastrosa política de preços da Petrobras e a privatização branca causaram um estrago que o povo brasileiro está sentindo no bolso. Parente já foi, agora falta o Temer!

— Guilherme Boulos (@GuilhermeBoulos) 1 de junho de 2018

Manuela D’Ávila, do PCdoB, seguiu a mesma linha “Sonho do mercado, pesadelo de milhões. Já foi tarde”.

Ouvi Eliseu Padilha dizer em entrevista que Pedro Parente não podia ser afastado da Petrobras porque fazia parte da equipe dos sonhos de Temer. Sonho do mercado, pesadelo de milhões. Já foi tarde.

— Manuela (@ManuelaDavila) 1 de junho de 2018

Pré-candidato pelo PSDB, Geraldo Alckmin disse, no Twitter, que é preciso preservar os avanços alcançados pela gestão de Parente na empresa.“O importante nesse momento é não desperdiçar o trabalho de recuperação da Petrobras”.

Com a saída de Pedro Parente, o importante nesse momento é não desperdiçar o trabalho de recuperação da Petrobras. Precisamos definir uma política de preços de combustíveis que, preservando a empresa, proteja os consumidores.

— Geraldo Alckmin (@geraldoalckmin) 1 de junho de 2018

João Amoedo, do Novo, foi outro a defender a política de Pedro Parente. No Twitter, o presidenciável disse que “a velha política afasta os bons profissionais. Reverter esse quadro é um dos nossos objetivos”.

Pedro Parente, presidente da Petrobras, pede demissão. Esse é o ambiente que temos hoje: a velha política afasta os bons profissionais. Reverter esse quadro é um dos nossos objetivos.

— João Amoêdo (@joaoamoedonovo) 1 de junho de 2018

Procurados pela reportagem os pré-candidatos Jair Bolsonaro, do PSL, Marina Silva, da REDE, e Álvaro Dias do PODEMOS, ainda não fizeram qualquer comentário sobre a saída de Pedro Parente da Petrobras.

Saída do presidente da Petrobras não resolve crise, diz Humberto Costa

Líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT), o senador Humberto Costa comemorou a saída do presidente da Petrobras, Pedro Parente (PSDB) do cargo. Para o senador, a demissão de Parente é o resultado da luta dos brasileiros contra o aumento dos combustíveis, mas advertiu que a queda do presidente da Petrobras não resolve o problema.

“Isso mostra a força da luta do povo brasileiro. Os caminhoneiros paralisaram a economia do Brasil por 10 dias e conseguiram baixar o preço do diesel e tirar do posto Pedro Parente. Mas a saída dele, por si só, não resolve o problema. O que precisa mudar é a lógica deste governo que aí está e que privilegia um grupo pequeno de acionistas bilionários, em detrimento de toda a população brasileira”, afirmou.

O senador também questionou a decisão do governo de realizar cortes no orçamento de R$ 3,82 bilhões de áreas como saúde, educação, desenvolvimento agrário para garantir a subvenção ao diesel. Só do ministério da Saúde serão cortados mais de R$ 179 milhões. Projetos como o Samu e o Farmácia Popular serão afetados.

Blog estreia hoje programa Café, Forró e Política

O blog estreia neste sábado (2) o programa Café, Forró e Política. Com uma hora de duração o espaço vai ser exibido nas redes sociais do blog com apresentação dos jornalistas Mário Flávio e Lael Arruda.

Hoje, a partir de 18h, no Armazém Cultural, que fica no antigo Balcão Caruaru, os dois recebem o cantor e compositor Valdir Santos, que vai falar detalhes sobre a agenda junina e relembrar os grandes sucessos da carreira.

E você pode assistir ao programa in loco ou acompanhar na internet. Pela rede, basta você acessar a página do blog no Facebook: https://www.facebook.com/blogdomarioflavio