PGR denuncia Lula, Gleisi e Palocci por US$ 40 milhões da Odebrecht

Do Estadão

procuradora-geral da República, Raquel Dodge, denunciou nesta segunda-feira (30) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), condenado e preso na Lava Jato, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e os ex-ministros Antonio Palocci e Paulo Bernardo por corrupção passiva e o empresário Marcelo Odebrecht por corrupção ativa. A denúncia foi apresentada no âmbito da delação da Odebrecht e foi encaminhada ao ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).

+ PF seguiu rastro da propina da Odebrecht até marqueteiro de Gleisi

no rastro de gleisi, lula, palocci e paulo bernardo

Gleisi já é ré em outro caso da Lava Jato em que ela é acusada por corrupção e lavagem de dinheiro. O caso envolve o recebimento de R$ 1 milhão do esquema de propinas da Petrobrás para sua campanha de 2010.

+ PGR arquiva representação contra Gleisi por entrevista à Al-Jazira

Na denúncia desta segunda-feira, o caso gira em torno das suspeitas de que a Construtora Odebrecht repassou milhões de reais ao PT em troca de decisões políticas que favorecessem a empreiteira. De acordo com a Procuradoria-Geral da República (PGR), o PT teria à disposição US$ 40 milhões (o equivalente a R$ 64 milhões na época dos acontecimentos), em uma conta mantida pela Odebrecht, para cobrir uma série de despesas indicadas pelos petistas, como a campanha de Gleisi – atual presidente nacional do partido – ao governo do Paraná em 2014. A senadora também foi denunciada por lavagem de dinheiro.

+ Gleisi cita caso Alckmin e diz que Justiça protege o PSDB

Entre as decisões políticas que beneficiaram os interesses do grupo Odebrecht estão o aumento numa linha de crédito no BNDES entre Brasil e Angola voltada ao financiamento da exportação de bens e serviços entre os dois países.

“Diante das dificuldades operacionais de concluir a corrupção, Marcelo Odebrecht pediu que seu pai, Emilio Odebrecht, fosse a Luiz Inácio Lula da Silva pedir sua intervenção na ampliação da linha de crédito Brasil-Angola no BNDES”, apontou Raquel Dodge, ao sustentar que foi de Lula “a decisão de efetivamente atender à pretensão do corruptor” Marcelo Odebrecht.

A PGR sustenta que Lula foi “determinante” para o BNDES ampliar para US$ 1 bilhão a linha de financiamento, que beneficiou a Odebrecht e outras empresas. Raquel Dodge aponta que o aumento da linha de crédito “teve seu preço ilícito pago sob a forma de vantagem indevida” a integrantes do PT, em uma conta-corrente criada em 2008 para arrecadação de “vantagens indevidas” da sigla – primeiramente, gerenciada por Antonio Palocci; depois, por Guido Mantega.

CAMPANHA. Ainda de acordo com a denúncia, Gleisi, seu marido, Paulo Bernardo, e Leones Dall’agnol, auxiliar da senadora, pediram a Marcelo Odebrecht “vantagem indevida” no valor de R$ 5 milhões para despesas da campanha da petista ao governo do Paraná “via caixa 2”. Desses R$ 5 milhões, o trio teria comprovadamente recebido pelo menos R$ 3 milhões, em parte por intermediários. Gleisi teria ocultado e dissimulado os valores recebidos.

Para Raquel Dodge, a prestação de contas da campanha de Gleisi em 2014 foi fraudada perante o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) “para escamotear (ocultar e dissimular para fins de lavagem) o recebimento dos valores obtidos pelos atos de corrupção denunciados”.

A denúncia, ressaltou a procuradora-geral da República, não está embasada somente em depoimentos de delatores, mas também em documentos apreendidos por ordem judicial de busca e apreensão, como planilhas e e-mails. Raquel enfatizou que até o “transportador das vantagens indevidas foi identificado”.

Raquel observou que há provas que confirmam encontros, viagens, uso de intermediários, doleiros e destacou uma série de e-mails enviados por Marcelo Odebrecht que “confirmam estas graves condutas de corrupção ativa e passiva ora imputadas aos acusados”.

A procuradora pede a “condenação solidária” de Lula, Paulo Bernardo e Palocci, para pagar ao Erário o equivalente a US$ 40 milhões em virtude de danos causados por suas condutas, além de R$ 10 milhões a título de indenização por dano moral coletivo. Já para Gleisi, Paulo Bernardo, Leones e Marcelo Odebrecht, os valores são respectivamente R$ 3 milhões e R$ 500 mil, também em “condenação solidária”.

REPERCUSSÃO. Em nota, a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), afirmou que a PGR atua de “maneira irresponsável” ao formalizar denúncia contra ela “sem provas, a partir de delações negociadas com criminosos em troca de benefícios penais e financeiros”. Pelo Twitter, ela disse ainda que a denúncia foi apresentada no momento em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que considera ter sido preso “ilegalmente”, lidera pesquisas de intenção de voto como pré-candidato à Presidência da República. Gleisi também lamentou a “irresponsabilidade da PGR em agir com esse denuncismo”.

“O Ministério Público tenta criminalizar ações de governo, citando fatos sem o menor relacionamento, de forma a atingir o PT e seus dirigentes”, escreveu Gleisi na nota divulgada pela assessoria. A senadora defendeu também que, “além de falsas, as acusações são incongruentes, pois tentam ligar decisões de 2010 a uma campanha eleitoral da senadora Gleisi Hoffmann em 2014”. “A denúncia irresponsável da PGR vem no momento em que o ex-presidente Lula, mesmo preso ilegalmente, lidera todas as pesquisas para ser eleito o próximo presidente pela vontade do povo brasileiro.”

A defesa de Antônio Palocci informou que só se manifestará quanto ao teor dessa nova acusação após ter acesso à denúncia.

A defesa de Lula disse que analisará o caso antes de se pronunciar.

Em nota, a defesa de Marcelo Odebrecht reafirmou “o seu compromisso contínuo no esclarecimento dos fatos já relatados em seu acordo de colaboração e permanece à disposição da Justiça para ajudar no que for necessário”.

A Odebrecht, por sua vez, reiterou que está colaborando com a Justiça no Brasil e nos países em que atua.

Até a conclusão desta edição, a reportagem não conseguiu resposta da defesa de Leones.

COM A PALAVRA, O ADVOGADO ALESSANDRO SILVERIO, QUE DEFENDE PALOCCI

“A defesa de Antônio Palocci só se manifestará quanto ao teor dessa nova acusação após ter acesso à denúncia”. Att. Alessandro Silverio

COM A PALAVRA, A DEFESA DE LULA

A reportagem está tentando contato. O espaço está aberto para manifestação.

COM A PALAVRA, GLEISI

Mais uma vez a Procuradoria Geral da República atua de maneira irresponsável, formalizando denúncias sem provas a partir de delações negociadas com criminosos em troca de benefícios penais e financeiros.

O Ministério Público tenta criminalizar ações de governo, citando fatos sem o menor relacionamento, de forma a atingir o PT e seus dirigentes.

Além de falsas, as acusações são incongruentes, pois tentam ligar decisões de 2010 a uma campanha eleitoral da senadora Gleisi Hofmann em 2014.

A denúncia irresponsável da PGR vem no momento em que o ex-presidente Lula, mesmo preso ilegalmente, lidera todas as pesquisas para ser eleito o próximo presidente pela vontade do povo brasileiro. Assessoria do PT

Servidores de prefeituras terão desconto em faculdade de Belo Jardim

A autarquia Educacional de Belo Jardim (AEB-FBJ) vem com uma grande novidade neste vestibular: que é o Programa Prefeitura Conveniado, que visa conveniar prefeituras a AEB com vistas à democratização do acesso ao ensino superior.

Entre os benefícios do programa, está a garantia de 30% de desconto nos cursos de licenciatura e 15% de desconto nos cursos de bacharelado até o final do curso, enquanto durar o convênio.  Sendo exclusivamente para ingressantes do vestibular 2018.2, após a assinatura do Termo de Convênio.

Além disso, a prefeitura conveniada se compromete a oferecer transporte gratuito para os estudantes durante todo o ano letivo.  As inscrições do vestibular podem ser realizadas no site aeb.edu.br, até o dia 31 de maio.

Caruaru Shopping com horário especial no Dia do Trabalhador

O Caruaru Shopping vai abrir com horário especial nesta terça-feira, 1º de maio, Dia do Trabalhador. O Shopping terá todas as lojas fechadas, funcionando apenas a Praça de Alimentação, bem como as operações de lazer a exemplo do boliche , cinemas, parques infantis e parque de airsoft.

Confira os horários:

Lojas: Fechadas

Alimentação e Lazer: 12h às 20h

Hipermercado: Fechado

Academia: Fechada

Cinema: Aberto conforme horário de sessão. A programação completa pode ser conferida no site: www.caruarushopping.com

O Caruaru Shopping fica localizado na Avenida Adjar da Silva Casé, 800, Bairro Indianópolis.

Novidades no São João da Moda 2018

O São João da Moda 2018 em Santa Cruz do Capibaribe, contará com novidades e mudanças para esta edição.

Em coletiva realizada na manhã desta segunda-feira (30), o prefeito Edson Vieira, destacou as mudanças de local e apresentou a nova identidade visual da festa. Este ano, a principal alteração foi a transferência dos festejos para o Estádio Municipal Ary Barbosa (Aryzão).

“É um modelo realizado em outras cidades que também fazem grandes eventos nesta época, e como forma de concessão a empresa responsável pela festa irá investir mais de 1 milhão de reais, gerando uma boa economia para a Prefeitura. O novo espaço tem uma área maior, com melhor estrutura, sem perder a essência de um grande São João. Esperamos que a festa repita o sucesso de anos anteriores, e que as pessoas possam prestigiar essa festa que ao longo da nossa gestão foi resgatada. Vamos abraçar os artistas nacionais, regionais e locais”, disse o prefeito Edson Vieira.

O lançamento oficial da programação com atrações acontece no dia 10 de maio em local a ser divulgado nos próximos dias. O festival Biu e Gogó de quadrilhas de ruas começa no próximo dia 23 de maio e vai até o dia 14 de junho. A grade completa terá início no dia 16 e vai até 29 de junho. Os shows serão nos dias: 16, 17, 21, 22, 23, 24, 27, 28 e 29 de junho.

Artigo – O outro lado – por Cristovam Buarque*

Há quase um ano, a população do Distrito Federal sofre racionamento de água potável. A inauguração de um novo reservatório passa agora a sensação de fornecimento abundante pelos próximos 30 anos. Mas as mudanças climáticas podem deixar o novo açude vazio por falta de chuva; a falta de saneamento pode contaminar a água; e o aumento do consumo per capita, aliado ao aumento da população, pode provocar escassez, mesmo com maior oferta. A perenidade na disponibilidade depende também da educação do consumidor, para que ele entenda a dimensão planetária da crise hídrica e pratique um padrão austero de consumo. O problema da água tem duas pontas: hídrica e educacional.

Todos os demais problemas e desafios do Brasil passam por duas pontas.

O emprego só será criado se, de um lado, a economia fizer investimentos; mas emprego de qualidade exige educação do candidato. O aumento da riqueza nacional depende da retomada do crescimento econômico, mas, sem educação, a produtividade não aumenta, e a pobreza social continua; e se a educação não for de qualidade para todos, o problema da concentração da renda continuará. Hoje temos o oitavo PIB do mundo, mas, por falta de educação, a produtividade é baixa e estamos no 81º lugar na renda per capita e temos a décima pior concentração de renda. Graças sobretudo à educação, a Coreia do Sul tem o 14º PIB, mas é o 30º em renda per capita e tem a décima melhor distribuição de renda entre 157 países. O desemprego, a pobreza, a concentração de renda são problemas com duas pontas; a educação é uma delas.

A violência precisa ser enfrentada com polícia, Justiça e cadeia, mas isso não resolverá o problema. Há 30 anos Darcy Ribeiro dizia: “Ou fazemos escolas hoje ou teremos de fazer cadeias amanhã”. Só por meio da educação para todos será possível oferecer a mesma oportunidade a cada brasileiro, sem necessidade de artifícios de sobrevivência fora da lei. A corrupção, que é praticada por doutores instruídos, precisa ser combatida com o fim do foro privilegiado e da impunidade para eleitos, mas o mundo mostra que a corrupção cai substancialmente nos países onde todos os eleitores têm acesso à boa educação.

Todo problema tem duas pontas, e uma delas é a educação. Nisso está a dificuldade: porque o problema da educação também tem duas pontas. A ponta dos educadores, como fazer a escola ideal; e a ponta educacionista, como fazer todas as escolas com a mesma qualidade. Para cuidarmos do problema da educação, os eleitores e eleitos precisam antes ser educados. Esse paradoxo — para educar o Brasil, é preciso que o Brasil já esteja educado — só será resolvido quando for eleito um presidente estadista, capaz de ser educador de todo nosso povo, transmitindo de forma convincente a mensagem de que a solução de cada problema passa pela educação; convencendo o povo a aceitar fazer, ao longo de décadas, o esforço nacional necessário para garantir educação de qualidade para todos os brasileiros.

Todo problema tem duas pontas, e uma delas é a educação

*Cristovam Buarque é Senador pelo PPS-DF e professor emérito da Universidade de Brasília (UnB)

MEC prorroga para 23 de maio pré-seleção da lista de espera

O Ministério da Educação prorrogou para 23 de maio o prazo para a pré-seleção dos candidatos participantes da lista de espera do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e do Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies).

Inicialmente a data final seria 25 de abril, mas a Secretaria de Educação Superior (Sesu) do MEC alterou a data para que todos os estudantes pré-selecionados possam complementar a sua inscrição.

A contratação do financiamento só pode ocorrer após a complementação das informações. Poderão ser financiados os cursos de graduação com conceito maior ou igual a três no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), ofertados pelas instituições de ensino superior participantes do Fies.

No total, em 2018, o número de vagas chegará a 310 mil. Dessas, 100 mil terão juro zero para os estudantes que comprovarem renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos.

Caminhada do Trabalhador abre programação do aniversário de Serra Talhada

A Prefeitura de Serra Talhada realiza nesta terça-feira (1º), a 6ª Caminhada do Trabalhador, abrindo oficialmente a programação do aniversário de 167 de emancipação política do município. A programação segue até o dia 31 de maio com uma série de inaugurações, ordens de serviço, caravanas e shows musicais.

A concentração da caminhada será a partir das 6h, na Academia das Cidades, do IPSEP, e saída às 07h, passando por diversas ruas da cidade, com destino ao Bairro Bom Jesus, onde acontecerá a Caravana do Bem-Estar, a partir das 09h, na Escola Neto Pereirinha.

Serão oferecidos diversos serviços de saúde e beleza na Caravana do Bem-Estar, como aferição de pressão arterial, testes rápidos de glicemia, sobrancelhas, manicure, limpeza de pele, massagem, depilação, maquiagem, entre outros.

Shopping Difusora funciona de forma parcial no Dia do Trabalhador

Na próxima terça-feira (1º de maio), feriado nacional, no qual se comemora o Dia do Trabalhador, o Shopping Difusora vai funcionar de forma parcial.

As Praças de Alimentação do primeiro, segundo e terceiro piso estarão funcionando das 11h às 21h.

Para quem preferir aproveitar o feriado para pegar aquela sessão de cinema, o Planet Cinemas estará funcionando de acordo com o horário das sessões que podem ser consultadas direto no site www.planetcinemas.com.br.

Já para os papais que querem aproveitar o dia para os filhos se divertirem no Play Toy, este estará em funcionamento entre 11h e 21h.

Bruno Galvão recebe visita da pré-candidata Marília Arraes

O vereador de Belo Jardim, Bruno Galvão, recebeu nesse final de semana a visita da pré-candidata a Governadora de Pernambuco, Marilia Arraes (PT), durante passagem no Congresso da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP). Marilia e demais vereadores participaram de almoço, no qual puderam conhecer o balneário do Bitury, no distrito de Serra dos Ventos.

Na ocasião, o vereador aproveitou o momento para dialogar sobre a difícil situação em que a cidade de Belo Jardim está vivendo com relação aos problemas na área de saúde e segurança. “Marília demonstrou sensibilidade com relação aos problemas que não é apenas aqui, mas em boa parte do Estado, e reforçou o desejo de unirmos forças para mudar essa realidade”, disse Bruno.

O Congresso da UVP encerrou nesse domingo (29) e contou com a presença de 600 pessoas inscritas (vereadores e servidores das Câmaras Municipais de Pernambuco).