PT terá dificuldades para dizer “não” a Marília Arraes

Por Inaldo Sampaio

Depois que a vereadora Marília Arraes figurou numa pesquisa da Múltipla (Arcoverde) com cerca de 20% de intenções de voto para o governo estadual, dependendo do cenário, ficou difícil para o PT pernambucano “rifar” essa candidatura para apoiar a reeleição do governador Paulo Câmara. Como é sabido, o PSB está doido por essa aliança para afastar um “Arraes” do seu caminho e o PT, idem, na expectativa de indicar João Paulo para a vaga de vice ou Humberto Costa para uma das vagas de senador. Além disso, o PSB também se interessa pelo apoio de Lula, ainda que o ex-presidente esteja preso, pois ele tem aqui no Estado, de acordo ainda com a múltipla, 66% das intenções de voto.

Marília chegou a este patamar sendo conhecida, apenas, por 46% dos pernambucanos, o que significa dizer que tem potencial de crescimento se vier a usar o rádio e a televisão. Além disso, é o nome preferencial das bases petistas, por isso não será fácil a essa altura do campeonato a cúpula do PT decidir simplesmente que não a quer como candidata.

Mendonça assina ordem de serviço para construção de escola

Neste sábado, 10 de março, o ministro da Educação, Mendonça Filho, cumpre agenda em Catende e Cupira, em Pernambuco. Em Catende, o ministro assina ordem de serviço para construção de escola e reforma de uma creche. A cerimônia ocorre às 9h, na Quadra Tiro de Guerra. Às 11h, em Cupira, Mendonça Filho anuncia investimentos em obras e para a aquisição de ônibus escolares.

A solenidade ocorre no Ginásio Poliesportivo Clóvis Ferreira.

Coniape confirma adiamento do concurso

NOTA OFICIAL

Informamos que as provas do Concurso Público do Município de Santa Cruz do Capibaribe que seriam realizadas nos dias 10 e 11/03/18 (sábado e domingo), foram adiadas, pois até a presente data não tivemos conhecimento do teor da decisão proferida pela 1ª Câmara do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco – TCE acerca do julgamento da Medida Cautelar e para evitar dano a ordem pública e não causar prejuízo econômico aos 15.000 candidatos inscritos, foi decidido pela suspensão da realização das provas.

O CONIAPE defenderá junto ao TCE a realização do concurso público dos cinco Municípios Consorciados, através de Agravo a ser protocolado na próxima semana, por entender que todos os atos realizados são legais, não existindo nenhuma razão que fundamente a sua suspensão.

A presente decisão extende-se aos concursos de São Joaquim do Monte, Santa Cruz do Capibaribe, Panelas, Cupira e Altinho.