Jornalismo de luto; morre o colunista social Jotta Lagos

Morreu no início da noite desta sexta-feira (12) o jornalista e colunista Social Jotta Lagos. Ele tinha 69 anos e estava doente há alguns dias. Jotta, como era conhecido, tinha 49 anos de profissão e ficou conhecido por fazer festas como o Forró Society, que abria oficialmente o São João de Caruaru.

Ele também ficou responsável pela Grande Noite, evento que reconhecia a importância das pessoas que foram destaque durante o ano. Ele tinha ainda o programa Jotta Lagos em Sociedade, que ficou no ar durante mais de 30 anos na Rádio Liberdade FM.

O velório e sepultamento serão realizados neste sábado (13) no Cemitério Parque dos Arcos. O blog se solidariza com a família e amigos e lamenta a morte de uma das referências do jornalismo em Caruaru e Pernambuco.

Entidades renovam pedido ao Governo do Estado para que Operação Têxtil seja instalada nas duas altas temporadas do ano no Polo de Confecções

Nesta sexta-feira (12), o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB/PE), e o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB/PB), estiveram em Santa Cruz do Capibaribe para assinar a autorização para licitação da Adutora do Alto Capibaribe.

Aproveitando a oportunidade, o empresário Allan Carneiro, em nome das entidades representativas da indústria e do comércio de Santa Cruz e Toritama, entregou um ofício ao governador Paulo Câmara solicitando que a ‘Operação Têxtil’, criada pela Secretaria de Defesa Social de Pernambuco, em 2017, com o objetivo de garantir a segurança dos comerciantes e clientes que vêm ao Polo de Confecções, possa ser instalada nas duas altas temporadas do comércio na região: maio/junho e novembro/dezembro.

O ofício, que também contém um agradecimento pela realização da primeira ‘Operação Têxtil’ nos últimos dois meses de 2017, foi assinado pelos diretores das seguintes entidades: Moda Center Santa Cruz, CDL Santa Cruz, Associação Empresarial de Santa Cruz do Capibaribe (ASCAP), Associação Santa-cruzense de Contabilistas (ASCONT), Governança Empreendedora de Santa Cruz do Capibaribe e Parque das Feiras de Toritama.

Governadores de Pernambuco e Paraíba assinam licitação para construção da adutora do Capibaribe

No início da tarde desta sexta-feira (12.01), os governadores Paulo Câmara e Ricardo Coutinho, ambos do PSB, assinaram, em Santa Cruz do Capibaribe, a autorização para licitação da Adutora do Alto Capibaribe, que, a partir do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco, vindo do Rio Paraíba, levará água para oito cidades pernambucanas, beneficiando 230 mil habitantes.

Para isso, serão investidos R$ 82 milhões. Mais cedo, o gestor estadual esteve no município de Barra de São Miguel, na Paraíba, onde assinou o convênio de cooperação técnica e administrativa com o Governo paraibano, que permitirá a capitação dessa água. A parceria também inclui o desenvolvimento de estudos para ações com vistas à melhoria de abastecimento das regiões de fronteira entre os dois Estados.

“Esperamos iniciar as obras da Adutora do Alto Capibaribe nos próximos três meses. A partir disso, temos a possibilidade de, no inicio do ano de 2019, fazer com que as oito cidades sejam abastecidas, e isso é um fato fundamental porque já são sete anos de seca. Por isso, tivemos que fazer alternativas e trazer água a partir da Adutora do Alto Capibaribe do eixo da Transposição vindo da Paraíba. Foi a solução mais rápida e barata e que, ao mesmo tempo, beneficiará tanto o Estado de Pernambuco quanto o da Paraíba”, afirmou o governador Paulo Câmara, assegurando que o dinheiro para as obras já esta garantido.

A primeira etapa da obra da Adutora contempla a implantação das adutoras, iniciando com a captação no Rio Paraíba pelo Eixo Leste da Transposição, com 51km de extensão até a cidade de Santa Cruz do Capibaribe, onde será interligada à Adutora do Agreste e à Adutora de Jucazinho. Além das oito cidades pernambucanas, na Paraíba, o município de Barra de São Miguel também será beneficiado com a implantação da adutora. Já a segunda etapa contempla a construção das unidades estacionárias ao longo do equipamento, com a implantação de captação por tomada direta no Rio Paraíba com vazão de 371l/s, construção de duas Estações Elevatórias, dois Tanques de Amortecimento Unidirecional (TAU’s) e três Stand Pipes.

Com relação ao convênio firmado pelo governador Paulo Câmara com o governo paraibano, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) e a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) serão as responsáveis. Juntas, as companhias poderão adotar providências para colocar em prática os estudos desenvolvidos através do acordo, criando sistemáticas de planejamento e realizando o monitoramento periódico para dar efetividade às ações pactuadas. Anualmente, os órgãos estaduais deverão elaborar relatórios de desempenho com as metas e resultados alcançados no ano anterior.

O convênio terá uma vigência de 12 meses, contados a partir da data de sua assinatura, sendo renovado automaticamente salvo manifestação contrária de alguma das partes.

“Estou muito feliz de poder dar continuidade a uma ação tão bem planejada que vai ajudar tanto Pernambuco quanto a Paraíba na questão do abastecimento de água e da sustentabilidade hídrica das nossas cidades. Precisamos mostrar ao Brasil que dá para nos juntarmos, sentarmos à mesa e ver alternativas que possam melhorar a vida do povo. Essa ação vai servir, principalmente, à população mais pobre, que terá água regular e, acima de tudo, condição de prosperar. O dinheiro é curto, e precisamos priorizar aquilo que é mais importante.  Eu não vejo nada mais importante no momento que nós passamos, após sete anos de seca, do que o abastecimento de água”, ressaltou o governador Paulo Câmara, cercado por prefeitos, parlamentares e lideranças da região.

O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, destacou que é preciso união, solidariedade e fraternidade para resolver problemas seculares como o da seca no Nordeste. “É muito importante o que nós estamos celebrando aqui hoje. A adutora vai ser feita pelo Governo de Pernambuco e Santa Cruz do Capibaribe e mais sete cidades haverão de ter o direito à água. O que nós precisamos é olhar para o Nordeste e fazer com que essa água chegue a todo canto, ou seja, é a solidariedade e a fraternidade que tem que acontecer. Então, quero parabenizar o governador Paulo Câmara pela determinação em resolver um problema secular”, ressaltou.

O presidente da Compesa, Roberto Tavares, destacou que os dois estados vêm sofrendo muito com as seca dos últimos anos, mas, o acordo possibilitará atender aos anseios da população das cidades beneficiadas. “O ato que nós estamos fazendo hoje é histórico. Estamos mostrando que, com recursos próprios, nós também temos capacidade de fazer as obras e de legar ao nosso povo o benefício desse líquido tão precioso que é a água”, finalizou.

Queiroz volta a subir o tom contra Raquel e pede “desculpas por apoio a prefeita na eleição de 2016”

Em entrevista à Rádio Jornal na manhã desta sexta-feira (12) o ex-prefeito José Queiroz (PDT) voltou a subir o tom contra a atual prefeita Raquel Lyra (PSDB). Ele criticou a gestão e foi mais duro nas colocações que no fim de 2017, quando terminou a chamada “quarentena” sobre o primeiro ano de mandato da tucana.

“Eu não me arrependo, mas peço desculpas ao povo de Caruaru. Eu não imaginava que era uma prefeita tão fraquinha, tão fraquinha”, disse sobre o apoio a Raquel no segundo turno da eleição de 2016.

O ex-gestor ainda disse que não concorda com o empréstimo de R$ 83 milhões que a gestão atual tenta junto à Caixa. Para ele, Raquel é aliada do Governo Federal e poderia buscar esse dinheiro sem empréstimo. “Esse empréstimo não é bom para Caruaru, já até comentei com um vereador. Mas ela é aliada de Fernando Bezerra Coelho, Mendonça Filho, Bruno Araújo, então consiga esse dinheiro com Temer. Eu apenas com Wolney consegui muito mais”, disse.

Central vence mais um amistoso e apresenta goleiro

Do Ge Caruaru

O Central fez uma boa apresentação no último teste antes da estreia no Campeonato Pernambucano. No primeiro jogo da temporada no estádio Lacerdão, a Patativa bateu o Dimensão Saúde por 2 a 0 na noite desta quarta-feira. Os gols do duelo foram marcados por Douglas Carioca e Luizão.

O jogo

A tensão do primeiro jogo do ano em casa não atrapalhou o time Alvinegro. Logo aos oito minutos, Douglas Carioca recebeu cruzamento da direita e empurrou para o gol. A Patativa continuou pressionando e aos 16, Douglas Carioca recebeu no meio e passou para Charles Maceió na esquerda. O lateral cruzou na cabeça de Luizão, que desviou para ampliar o marcador. Fraco tecnicamente, o Dimensão pouco agrediu o Central na primeira etapa.

No retorno das equipes, o Dimensão voltou melhor, mas não chegou com perigo. O Central tirou o pé e, sem grandes investidas, segurou o resultado.

O time que iniciou a partida foi o mesmo que bateu o CSE por 2 a 0 no primeiro amistoso do ano: Murilo; Eduardo Gago, Danilo Quipapá, Bruno Oliveira e Charles; Douglas Carioca, Eduardo Erê, Graxa e Júnior Lemos; Leandro Costa e Luizão. Esta também deve ser a escalação que Mauro Fernandes vai mandar para a estreia. O destaque do confronto foi o volante Douglas Carioca, que comandou as jogadas ofensivas e defensivas do Alvinegro. A baixa foi o volante Paulinho Curuá, que entrou na segunda etapa e saiu lesionado minutos depois.

O Central começa a saga no Estadual na próxima quarta-feira, contra o Afogados, às 20h, no estádio Vianão.

Reforço

O novo goleiro do Central é o Moisés de França Lima, o França de 39 anos. O arqueiro foi apresentado a imprensa ao final do amistoso contra o Dimensão Saúde/AL.

O atleta jogou em vários clubes tradicionais do nosso futebol: Vila Nova, CRB, Gama, América/MG, Brasiliense, Bahia, ABC, Náutico, Ceará entre outros.

MP de olho no dinheiro gasto pelas prefeituras no carnaval

Do Blog da Folha

Após ser nomeada pelo governador Paulo Câmara (PSB), no último dia 9 de janeiro, a nova procuradora geral do Ministério Público de Contas (MPCO), Germana Laureano, adiantou que terá como uma das suas primeiras missões a fiscalização com os gastos das prefeituras no carnaval. Com a proximidade dos festejos, a técnica pretende agilizar uma reunião com o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Marcos Loreto, e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para tentar articular uma parceria, a fim de evitar que prefeitos que não estejam em dia com suas obrigações legais gastem recursos públicos em festas.

O objetivo é publicar uma recomendação conjunta ou várias recomendações individuais para as administrações pernambucanas. O principal alvo são os gestores que estão com salários ou o décimo terceiro atrasados. Segundo a procuradora, denúncias já estão chegando na corte sobre atrasos de pagamentos dos servidores.

“Vamos ver como será a fiscalização dos gastos de carnaval. Vamos fazer uma recomendação para ver as prefeituras que estão com os salários atrasados para priorizar o pagamento dos servidores porque, é muito comum, nesta época, haver uma inversão de prioridades. O gestor deve zelar pelo cumprimento de suas obrigações legais de pagar servidor. Deixar essas obrigações legais de lado é fazer inversão de prioridades, deixar o salário de lado para fazer festividades”, afirmou Germana Laureano.

Este tipo de recomendação virou prática rotineira do Ministério Público de Contas e será mantida na gestão da nova procuradora. O alerta é feito não só durante o carnaval, mas também nos festejos juninos. Para viabilizar a ação, ela pretende buscar parcerias com os demais órgãos de controle.

“Vamos nos reunir com presidente do TCE, procurar o MPPE e ver se vamos reeditar uma manifestação conjunta ou aguardar manifestação dos servidores das prefeituras para fazer ações pontuais”, relatou. Independentemente da estratégia adotada, Germana Laureano garante que estará de olho nos gastos públicos na festa de Momo. “Vamos dar continuidade a todas as ações tocadas na gestão do procurador Cristiano Pimentel (seu antecessor no cargo)”, relatou.

Bolsonaro: “Esse dinheiro de auxílio moradia eu usava pra comer gente, tá satisfeita agora ou não?”

Jair Bolsonaro foi entrevistado ontem à noite pela Folha de S. Paulo.

Ele perdeu completamente o controle.

Leia um trecho:

“O senhor falou em um vídeo no Facebook na noite de quarta que está pensando em abrir mão do auxílio-moradia e vender seu apartamento.

Sim, olha só. O que eu devo fazer? Chegando lá em janeiro, acabando o recesso [parlamentar], vou pedir o apartamento funcional, inclusive tem mais ou menos 60m2 o meu apartamento, vou passar para um de 200m2, espero que pegue com hidromassagem, ok? Eu vou morar numa mansão, não vou pagar segurança, não vou pagar IPTU, no meu eu pago, não vou pagar condomínio, no meu eu pago, eu vou ter paz.

O senhor utilizou, em algum momento, o dinheiro que recebia de auxílio-moradia para pagar esse apartamento?

Como eu estava solteiro naquela época, esse dinheiro de auxílio moradia eu usava pra comer gente, tá satisfeita agora ou não? Você tá satisfeita agora?

Eu estou satisfeita pelo senhor dar uma resposta.

Porque essa é a resposta que você merece. É a resposta que você merece (…) O dinheiro que entra do auxílio-moradia eu dormia em hotel, eu dormia em casa de colega militar em Brasília, o dinheiro foi gasto em alguma coisa ou você quer que eu preste continha: olha, recebi R$ 3 mil, gastei R$ 2 mil em hotel, vou devolver mil, tem cabimento isso?”

Erick Lessa fica ou sai do PR?

Com a possível insatisfação dos Ferreira com a direção do PR, que vai ficar sob o comando do secretário e deputado federal licenciado, Sebastião Oliveira, fica a pergunta, de que forma o PR de Caruaru poderá ser afetado com essa mudança?

O principal nome do partido na cidade é o Delegado Erick Lessa, que disputou a eleição de 2016 pelo PR é atualmente preside o partido aqui no município. Muito ligado à Anderson Ferreira ele pode seguir a orientação do prefeito de Jaboatão e nos próximos meses desembarcar do partido.

No entanto, Lessa deve aguardar até março para ter uma definição. Se ficar no PR vai pedir votos para a reeleição do governador Paulo Câmara. Se for para outra legenda, pode embarcar na oposição. A conferir.

Governo inaugura sistema de esgotamento sanitário de Tacaimbó

O governador Paulo Câmara inaugurou, nesta quinta-feira (11), o Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) do município, no Agreste Central do Estado. A ação recebeu um investimento de 14,6 milhões – sendo R$ 14 milhões para execução dos serviços e R$ 600 mil para aquisição de materiais. Antes de entregar a obra, socialista visitou a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) e descerrou a placa de inauguração.

“Todo esse esforço e investimento de quase R$ 15 milhões para trazer tratamento de água e de saneamento faz de Tacaimbó a cidade com maior cobertura de saneamento do Nordeste. Isso, com certeza, vai trazer ganho de qualidade de vida para a população, melhoria do meio ambiente e terá reflexos imediatos no atendimento de saúde, com menos pessoas procurando os postos de saúde municipais. Vai ser muito importante e, certamente, vai virar exemplo para o Brasil”, afirmou o governador Paulo Câmara.

A obra, explicou o presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, consiste na implantação integral de um sistema de esgotamento sanitário composto por rede coletora, ramais condominiais, emissário, estação elevatória e estação de tratamento de esgotos dotada de reator anaeróbio, além de reator de lodos ativados, elevatória de recirculação, leito de secagem, queimador de gás e desinfecção por ultravioleta.

Tavares registrou que, desde o último dia útil de 2017, o governador Paulo Câmara tem dedicado a agenda a questões de água e saneamento básico. “Além da obra, dos quase R$ 15 milhões, investimos cerca de R$ 1,4 milhão no acompanhamento e no detalhamento social para que as pessoas valorizem as obras que estão debaixo da terra, mas que dialogam com a saúde delas. Quanto a nós, vamos continuar melhorando a qualidade de vida dos pernambucanos”, pontuou Tavares.

Na ocasião, o governador Paulo Câmara também anunciou a construção de duas barragens de pequeno porte para acumulação de água para os sítios de Boa Vista de Baixo e de Impueiras. O gestor estadual também inaugurou dois barreiros nos Sítios Igrejinha e Macaco para o restabelecimento com água não-potável que será utilizada nas atividades domésticas e para o consumo animal, beneficiando cerca de 600 mil habitantes. A ação foi fruto de um investimento de R$ 200 mil.