Mendonça pode ser o vice de Alckmin

Mesmo sem mover uma palha, o ministro Mendonça Filho começa a ter o nome lembrado para compor a chapa de Alckmin (PSDB) como candidato a vice-presidente da República. A 1ª opção do tucano seria o prefeito de Salvador, ACM Neto, e a 2ª o deputado Rodrigo Maia, mas ambos descartam. Mendonça seria a bola da vez, caso se confirme a aliança DEM-PSDB.

Festa em Tabira só pode ocorrer após pagamento de salários atrasados dos servidores

Em razão da falta de informações sobre o pagamento dos meses de novembro e dezembro de 2017 para os servidores públicos de Tabira (Sertão do Pajeú), o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou ao prefeito Sebastião Dias priorizar a quitação da folha salarial. Dessa maneira, o gestor deverá se abster de realizar gastos com festividades como o Carnaval, São João, data de emancipação política, dentre outras, na hipótese de haver salários em atraso.

Segundo a promotora de Justiça Manoela Eleutério de Souza, o MPPE também reiterou pedido de informações à gestão municipal sobre a existência ou não de salários em atraso. “Essa recomendação é uma forma de alertar o prefeito, de forma preventiva, sobre a importância de cuidar dos recursos públicos. Sobre os salários, apesar de não termos uma resposta, soubemos que no final do ano foram demitidos funcionários temporários para reduzir os gastos”, destacou a promotora.

A recomendação estabelece a data limite de 25 de janeiro para que a administração municipal informe ao MPPE se vai acatar a recomendação. “Nos municípios com dificuldades financeiras, que sofrem com a carência de verbas, se impõe ao administrador o dever de otimizar a alocação de recursos públicos na satisfação das necessidades mais prementes da população. O gestor que realizar gastos com festa no período carnavalesco enquanto a folha salarial dos servidores estiver atrasada, total ou parcialmente, tem o potencial de violar o princípio da moralidade administrativa”, complementou Manoela Eleutério de Souza.

Governador acompanha embarque do primeiro grupo de estudantes do Programa Ganhe o Mundo 2018

Na manhã desta sexta-feira (05), o governador Paulo Câmara acompanhou o embarque de 41 estudantes da Rede Estadual de Ensino que irão cursar um semestre letivo nos Estados Unidos. O grupo é o primeiro selecionado pela edição 2018.1 do Programa Ganhe o Mundo (PGM). Os estudantes vêm de todas as partes do Estado e estudarão em escolas de modalidade High School.

O governador destacou o esforço e a dedicação dos estudantes selecionados para esta nova edição do programa. “Eles são exemplos, são alunos que tiraram notas boas e estão tenho a oportunidade de aprofundar o inglês e conhecer outra cultura. Essa experiência com certeza vai marcar suas vidas e vai mostrar o caminho da construção através da educação. Como governador estou muito satisfeito de poder realizar o sonho de tantos jovens pernambucanos que fazem o intercâmbio. O Ganhe o Mundo é um programa exitoso que faz e dialoga com o que a gente quer para melhorar a educação pública de Pernambuco a cada momento e fazê-la continuar a ser a melhor do Brasil, com exemplos e com a dedicação dos nossos alunos”, afirmou o gestor

O programa de intercâmbio do Governo do Estado oferece aos estudantes a oportunidade de cursarem um semestre letivo em escola de High School, além de seguro saúde internacional, passagens aéreas, acomodação em casa de família com todas as refeições garantidas e uma bolsa mensal no valor de R$ 719,00.

Brasil vai ter mais impostos caso reforma da Previdência não seja aprovada, garante base governista

Mesmo no recesso, parlamentares aliados ao governo de Michel Temer estão trabalhando para garantir que a reforma da Previdência seja aprovada. A base precisa de, no mínimo, 308 votos favoráveis para que o texto passe em fevereiro, data limite estipulada pelos líderes do governo.

Até dezembro, a base Tina quase 270 votos. Pelo menos é o que garante o vice-líder do governo na Câmara dos Deputados, Beto Mansur. Segundo o parlamentar, até fevereiro deste ano, a contagem subirá para 320 favoráveis.

“Está faltando é compromisso dos deputados e deputadas para que votem essa reforma que é extremamente necessária para o Brasil.”

De acordo com o deputado, a liderança vem trabalhando ativamente para alcançar o número necessário. Mansur acredita que o prazo máximo para a votação é 19 de fevereiro deste ano.

“Neste ano de 2018, se não houver a reforma, vai faltar ainda mais dinheiro para as necessidades básicas da população.”

O deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS) também não admite a não aprovação da reforma.

“Não conseguir é aumentar imposto, é parar o País, é não ter dinheiro para a saúde, para a educação, para o jovem, para o doente, motorista, desempregado. Vai ser um horror.”

A PEC 287, de 2016, muda algumas regras no setor previdenciário. Entre elas, institui uma idade mínima para aposentadoria, hoje inexistente no Brasil.