UPE abre 7 mil vagas para cursos em PE nesta terça-feira (02)

Com matrículas abertas a partir de 02 de janeiro até 04 de fevereiro, a Universidade de Pernambuco – UPE – e o Instituto de Apoio à Universidade de Pernambuco – IAUPE, abrem o processo de inscrição para o Programa de Línguas e Informática – PROLINFO -. As oportunidades de formação profissional estarão disponiveis em Recife e em toda a estrutura multicampi da UPE espalhada no estado de Pernambuco. Ao total serão nove cidades contempladas para receber os cursos: Nazaré da Mata, Palmares, Camaragibe, Caruaru, Garanhuns, Arcoverde, Salgueiro, Serra Talhada e Petrolina.

O PROLINFO é um programa de extensão universitária pertencente à Pró-Reitoria de Extensão e Cultura – PROEC -, da UPE, e ao Instituto de Apoio à Universidade de Pernambuco – IAUPE -. O diferencial do programa é a oferta de cursos com alta qualidade em contrapartida ao investimento simbólico feito pelos seus estudantes. No PROLINFO o material didático também é inteiramente gratuito e não há cobrança de mensalidades. Todos os cursos conferem certificado emitido pela Universidade de Pernambuco – UPE – & IAUPE.

Os interessados em participar do PROLINFO devem realizar sua matrícula exclusivamente pela internet, acessando o site: www.prolinfo.com.br.

As aulas são presenciais (em unidades da UPE e escolas parceiras) e acontecem durante a semana, ou apenas aos sábados, à disposição do estudante.

As vagas são limitadas e a procura pelo curso é muito grande, as matrículas só acontecem duas vezes por ano.

O único requisito para se inscrever é ter CPF para realizar a matrícula no programa. Em todo o estado serão ofertadas 7.000 vagas distribuídas no turno da manhã, tarde e noite

Salário mínimo vai para R$ 954 em 1º de janeiro

O presidente Michel Temer assinou um decreto que altera o valor do salário mínimo. A partir do dia 1º de janeiro, a remuneração será de R$ 954, uma diferença de R$ 17 ao valor atual do vencimento, que é de R$ 937. O reajuste será menor do que a estimativa aprovada pelo Congresso Nacional, de R$ 965. Com essa redução, o governo federal prevê economizar mais de R$ 3 bilhões.

O decreto presidencial também estabelece que o valor diário do salário mínimo corresponderá a R$ 31,80 e o valor horário será de R$ 4,34. Estima-se que cerca de 45 milhões de pessoas recebem o salário mínimo no país, entre aposentados e pensionistas.

Para o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos, o Dieese, o valor do salário mínimo proposta para 2018 ainda está longe do valor considerado “necessário” para suprir as despesas de uma família de quatro pessoas com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência. Segundo o cálculo do órgão, a remuneração ideal deveria ser de R$ 3.731,39 em novembro deste ano.