PMDB protocola pedido de mudança de nome para Movimento Democrático Brasileiro (MDB)

O Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) protocolou, nesta quarta-feira (31), pedido de alteração de mudança do nome e sigla para Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Além disso, também solicitou algumas adaptações do estatuto do partido à legislação eleitoral.

Com esse pedido, são quatro os partidos que aguardam a análise, em sessão administrativa, dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para mudança do nome e sigla. O Partido Social Democrata Cristão (PSDC) quer se chamar Democracia Cristã (DC). O Partido Ecológico Nacional (PEN) quer mudar para Patriota (PATRI) e o Partido Progressista (PP) quer trocar para Progressistas, mantendo a sigla PP.

Em 12 de setembro do ano passado, o Partido Trabalhista do Brasil (PTdoB) obteve no TSE a mudança de nome para Avante. Os ministros acompanharam o voto do ministro relator, Napoleão Nunes Maia, que acolheu o requerimento da sigla. O partido conquistou registro na Corte Eleitoral em 11 de outubro de 1994.

Antes, em 16 de maio, o TSE havia aprovado a troca do nome do Partido Trabalhista Nacional (PTN) para Podemos (PODE). O pedido de alteração do nome do partido foi relatado pelo ministro Admar Gonzaga, que foi favorável à solicitação. A sigla tem registro no TSE desde 2 de outubro de 1997.

PEN, PSDC e Partido Progressista conseguiram registro na Corte Eleitoral, respectivamente, em 19 de junho de 2012, 5 de agosto de 1997 e 16 de novembro de 1995.

Confira o pedido do PMDB.

Advogado quer derrubar na justiça projeto que autorizou empréstimo de R$ 83 milhões junto à Caixa

Advogado quer barrar na justiça empréstimo de R$ 83 milhões da prefeitura junto à Caixa

O advogado Claudio Cumaru entrou com uma ação popular para tentar impedir na justiça que a prefeitura de Caruaru contraia um empréstimo de R$ 83 milhões junto à Caixa.

Crítico ao projeto o ex-procurador da Câmara Municipal diz que houve falhas no modus operandi na Casa Legislativa. Ainda hoje mais detalhes da ação.

Raquel é recebida por Alckmin no palácio dos Bandeirantes

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, almoçou, no início da tarde desta quarta (31), no Palácio dos Bandeirantes, sede do Governo de São Paulo, a convite do governador Geraldo Alckmin. Em pauta, assuntos ligados ao atual cenário da política nacional e de Pernambuco, o crescimento da região Nordeste e de suas cidades, além de questões ligadas à inclusão social no Brasil.

O governador é o pré-candidato do PSDB a presidente da República e vai receber o apoio de Raquel em Caruaru.

Câmara de Caruaru volta aos trabalhos nesta quinta-feira (1º)

O ano legislativo começa nesta quinta (1) na Câmara Municipal de Caruaru. Os 22 vereadores e a vereador vão entrar num ano diferente com uma eleição pela frente. A casa encerrou o ano de 2017 com a polêmica votação da autorização para a prefeitura de Caruaru em contrai um empréstimo de R$ 83 milhões junto à Caixa.

No entanto, já em 2018 a Casa teve uma reunião extraordinária e aprovou o empréstimo. Agora, os parlamentares esperam por um ano mais tranquilo, já que ações podem sair do papel após essa votação.

Os trabalhos serão retomados em meio a uma Reforma que vai melhorar a estrutura da Câmara. O presidente Lula Tôrres garantiu que a obra não vai interferir nas reuniões.

Oportunidade para pequenos empreendedores

O Porto Digital abre, a partir desta quarta-feira (31), as inscrições para a Chamada de Novos Negócios Inovadores. A metodologia das incubadoras CAIS do Porto e Portomídia foi aprimorada e agora é voltada para empresas e projetos nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação, Economia Criativa e Impacto Social. Nesta quinta-feira (1º), às 11h, o Porto Digital fará uma live no Facebook para detalhar o programa, com participação aberta ao público no Auditório do Apolo 235.

As inscrições estão abertas até quatro de março. O ciclo de incubação tem duração de um ano e a nova turma inicia as atividades no dia 27/03. Para participar, os empreendedores precisam apresentar uma versão simples e operacional do produto, ou seja, já devem ter pelo menos seus modelos de negócio formatados ou em fase pré-operacional. Com a metodologia aprimorada nas últimas chamadas, o ciclo de incubação tem também como objetivo promover soluções para cidades inteligentes, Internet das Coisas (IoT) e empreendimentos de impacto socioambiental.

Empreendedores interessados devem preencher um formulário online e enviar um vídeo de apresentação do negócio com até três minutos, que deve conter informações como modelo de negócios, detalhes sobre os produtos e serviços e qual o problema que a startup propõe resolver.

Reprovação ao presidente Michel Temer é de 70%, diz pesquisa

Da Folha

O governo de Michel Temer é ruim ou péssimo para 70% da população brasileira. O índice, registrado pela pesquisa Datafolha realizada nos dias 29 e 30 deste mês, mostra que sua reprovação se manteve estável nos últimos dois meses, oscilando apenas em um ponto percentual em comparação com o registrado no fim de novembro.

Em todo o país, apenas 6% dos entrevistados consideram seu governo bom ou ótimo —em novembro, eram 5%—, e 22% o classificam como regular.

A reprovação do presidente estava em ascensão desde o início do seu governo, e em, setembro passado, atingiu os 73% (contra 31% em julho de 2016), índice mais alto já registrado pelo Datafolha desde o início da redemocratização no país. Em novembro, o índice registrado foi de 71% —alteração prevista na margem de erro.

Com um ano e oito meses de governo, Temer tem uma avaliação pior entre as mulheres (75%) e entre os trabalhadores que ganham menos de dois salários mínimos (73%). No Nordeste, 80% dos entrevistados consideraram seu governo ruim ou péssimo.

A percepção se dá num momento em que Temer enfrenta dificuldades para garantir a posse de sua indicada ao Ministério do Trabalho e para fazer avançar a reforma da Previdência no Congresso.

Temer tem declarado que vai trabalhar para melhorar sua imagem. Nos últimos três dias, o presidente fez um périplo por programas populares na TV –foi entrevistado pelo apresentador Ratinho e por Silvio Santos, no SBT, e por Amaury Jr., na Band– para defender sua gestão e pedir apoio à reforma da Previdência.

Nem mesmo a queda da inflação e o freio da taxa de desemprego deram o impulso que Temer precisava para sair dos mais de dois terços de desaprovação.

Entre os entrevistados na última pesquisa, 43% deram nota zero para o desempenho do presidente, numa escala até dez. Apenas 2% deram a nota máxima a Temer.

Sua média, de 2,6, foi levemente maior que a registrada em novembro (2,3), mas ainda assim bem menor que os 4,5 que o presidente teve após dois meses de governo, em julho de 2016.

No panorama eleitoral, a pesquisa mostrou que a impopularidade de Temer se refletiria nas urnas se o emedebista decidisse se candidatar. Segundo o Datafolha, o presidente aparece com apenas 1% das intenções de voto num cenário em que disputasse com Lula (PT), Jair Bolsonaro (PSC), Marina Silva (Rede), Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT).

O levantamento foi feito com 2.826 pessoas em 174 municípios brasileiros. Tem margem de erro de dois pontos percentuais e nível de confiança de 95%.

Mais cidades com as contas julgadas irregulares pelo TCE

O descumprimento dos limites com despesa de pessoal estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal levou a Primeira Câmara a julgar irregular na última terça-feira (30) a gestão fiscal das prefeituras de Abreu e Lima e Terezinha, ambas no exercício financeiro de 2015, além de Água Preta, exercício de 2014. Todas tiveram como relatora a conselheira Teresa Duere.

Em relação a Abreu e Lima trata-se do processo n° 1729012-0, referente aos 1º, 2º e 3º quadrimestres do exercício de 2015, tendo como responsável o prefeito Marcos José da Silva.

No voto, a conselheira destacou que o desenquadramento do Município vem desde o 3º quadrimestre de 2014 e que, no exercício de 2015, os percentuais continuaram superiores ao limite legal de 54%, alcançando 54,44%, 57,41% e 60,76% no 1º, 2º e 3º Quadrimestres, respectivamente. Por este motivo, foi aplicada uma multa no valor de R$ 18.000,00 ao gestor.

Em Terezinha o responsável pela gestão no exercício de 2015, processo n° 1790016-5, foi o ex-prefeito Alexandre Antônio Martins de Barros. De acordo com a relatora, a despesa com pessoal ficou acima do limite legal previsto pela LRF desde o 1º quadrimestre de 2012. Já durante o exercício em questão, os números foram 65,11%, 69,92% e 68,76%, no 1°, 2° e 3° quadrimestres, respectivamente.

Devido as irregularidades a conselheira aplicou uma multa ao responsável no valor de R$ 32.760,00.

Em Água Preta o processo n° 1730032-0 teve como interessado o ex-prefeito Armando Almeida Souto e apontou que o limite legal previsto pela LRF estava irregular, pelo menos, desde o 1º quadrimestre de 2012. Já durante o exercício de 2014 o valor foi de 61,42%, 59,96% e 65,36% no 1°, 2° e 3° quadrimestres,respectivamente.

Ao gestor, a conselheira aplicou uma multa no valor de R$ 50.400,00, que assim como as demais multas aplicadas corresponde a 30% da soma do subsídio anual.

Sem feira da Sulanca no carnaval

Nota

A Secretaria de Serviços Públicos informa que a Feira da Sulanca, que normalmente acontece às segundas-feiras, não será realizada no dia 12 de fevereiro, devido ao período de carnaval, que vai de 9 a 14 de fevereiro (sábado a quarta-feira de Cinzas).

Já as demais feiras, de bairro e do Gado, funcionarão normalmente em seus dias e horário habituais. Em fevereiro, a Feira da Sulanca será realizada nos dias 5, 19 e 26, das 5h às 13h.

Temer da uma de Kiko: “Às vezes as pessoas não vão com a minha cara”

Do Antagonista

Michel Temer sabe que as pessoas não vão com sua cara.

Ele disse para uma rádio baiana:

“Às vezes, as pessoas não vão com a minha cara. Dizem ‘não vou com a cara desse Temer’. Não tem problema. O problema é analisar de maneira fria o que está sendo feito no meu governo. Pegamos uma recessão medonha”.

Analisando de maneira fria, as pessoas não vão com a cara do Temer, mas devem acabar votando num candidato apoiado por ele.

Lula lidera após condenação; sem petista, votos são pulverizados entre os demais

Do Jornal O Globo

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mesmo condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), manteve vantagem sobre os demais pré-candidatos à Presidência da República. Segundo o levantamento, que foi realizado na segunda e na terça-feira, o petista tem até 37% das intenções de voto. No entanto, a briga por uma vaga no segundo turno fica acirrada caso Lula seja impedido de disputar a eleição — a condenação na segunda instância do Judiciário o enquadra na Lei da Ficha Limpa.

Lula lidera o primeiro turno em todos os cenários em que seu nome é colocado, com percentuais que variam de 34% a 37%. Já o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) não apresentou crescimento, mesmo nos cenários sem Lula. Bolsonaro oscila entre 15% e 20% e lidera todos as simulações sem a presença do petista.

Por outro lado, o Datafolha mostra que a condenação de Lula no TRF-4 pode impulsionar a candidatura de Marina Silva (Rede), que sobe de 8% para 13%, e Ciro Gomes (PDT), que vai de 6% a 10%. Nos quatro cenários sem Lula, Ciro e Marina se revezam no segundo lugar. A ex-ministra do Meio Ambiente chega a ter 16% em cenário sem Lula e Alckmin.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), varia entre 6%, nos cenários com Lula, a 11%, sem o petista. Os percentuais são semelhantes ao registrado na pesquisa anterior do Datafolha, divulgada em dezembro.

O apresentador Luciano Huck tem 8% em um cenário sem Lula. No entanto, Huck disse que não pretende disputar o Palácio do Planalto.

Após ter anunciado a intenção de participar novamente da disputa pela Presidência, o senador Fernando Collor (PTC-AL) foi incluído no levantamento do Datafolha. Ele aparece entre 1% e 3% nos diferentes cenários.