Governador decide enfrentar quem o enfrenta todos os dias, por Inaldo Sampaio

img_2445.jpg

Prestes a concluir seu 3º ano de mandato, o governador Paulo Câmara decidiu enfrentar quem o desafia todos os dias: a violência. Há seca no sertão e cidades sendo abastecidas por carros-pipa, escassez de água no Agreste e péssimos serviços da saúde na Mata e Área Metropolitana, mas os olhos da população estão voltados para uma só questão: os assassinatos que estão beirando à casa dos 5 mil só este ano.

Se o marido assassina a mulher por motivo passional, culpa-se o governo, que também é responsabilizado pela venda de “crack” em quase todos os municípios do Estado, pela explosão de caixas eletrônicos, assaltos, assassinatos, etc. Esse cenário típico de sociedades violentas incomoda o governo há algum tempo, mas somente agora o governador decidiu enfrentá-lo.

Botou mais policiamento nas ruas e vários batalhões da PM estão sendo inaugurados no interior, o que aumenta a sensação de segurança por parte da população. Daí o ex-prefeito Emanuel Bringel ter feito este desabafo em Araripina após a inauguração, sexta passada, da 9ª Companhia Independente PM: “Foi um presente de Natal que o governador nos deu”.