Daniel Coelho começa a pegar no pé de Bruno Araújo

daniel-coelho-foto-agencia-camara

Chateado porque a nova direção do PSDB de Pernambuco não o premiou com a tesouraria do partido pelos próximos dois anos, o deputado federal Daniel Coelho cobrou do presidente Bruno Araújo, nesta terça-feira (7), a prestação de contas do partido dos últimos dois anos.

Ele diz que era membro da executiva anterior, mas nunca soube como era aplicado o dinheiro do fundo partidário. Agora está querendo saber.

Daniel está convencido de que foi alvo de “perseguição” por parte do ministro Bruno Araújo por ser a favor de que o partido rompa com o presidente Michel Temer.

“Por conta disto, fui impedido de ser o tesoureiro do partido. Mas agora quero saber o que há de tão misterioso nas contas do PSDB de Pernambuco, que me impede de cuidar de suas finanças. Eu pleiteei esse cargo na executiva justamente para poder fiscalizar. E se estão me impedindo de fiscalizar, quero saber se há alguma coisa errada nisto”, disse o deputado pernambucano.

Ele fez ainda dois requerimentos ao presidente do PSDB-PE. Num, solicita cópia do edital de convocação da eleição interna da sigla, cópia da chapa inscrita e cópia autenticada da ata de eleição, bem como das folhas de assinaturas dos livros de atas e coletas de assinaturas que foram utilizadas durante o certame.

No outro, desautoriza o partido a utilizar sua imagem ou sua voz nas inserções e programas partidários a serem veiculados em emissoras de rádio e televisão.