Mais de 4 mil alunos vão disputar os jogos escolares de Caruaru 


Os Jogos Escolares Municipais de Caruaru retornam após dois anos de intervalo com a XVI edição do evento, que é considerado como a maior competição esportiva do interior de Pernambuco. O Ginásio Municipal de Esportes Professor Erlandsen Rodrigues da Silva (Colégio Municipal) será um dos locais das competições e irá sediar na próxima segunda a cerimônia de abertura, a partir das 15h. 

Para esta edição, já são mais de 4.000 alunos/atletas inscritos de 69 instituições de ensino das redes federal, estadual, municipal e particular. A cerimônia de abertura contará com os protocolos oficiais que incluem a tocha olímpica, juramento do atleta e desfile das delegações. 

Cerca de 120 alunos da rede municipal irão fazer apresentações de declamação, dança e coreografias, sobre os temas vivenciados em sala de aula, nas três primeiras unidades de ensino.
Nesta edição dos JEMC serão trazidas de volta as modalidades de karate e judô, que nas últimas edições não foram contempladas. Outra novidade é a inserção dos Festivais Esportivos, Mini Esportes e do Desporto Paralímpico que contará com alunos na rede municipal, proporcionando assim, a participação efetiva de um grupo abrangente de atletas, já que o município conta com mais de 600 alunos com deficiência matriculados.

Os estudantes irão competir nas categorias pré-mirim, mirim, infantil e juvenil, no feminino e masculino. O evento está sendo realizado pelas secretarias de Educação e de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Caruaru, através da Gerência de Esportes. “A nossa expectativa é positiva, tendo em vista o número de inscritos e escolas participantes. Estaremos juntos na abertura para brindar Caruaru com a retomada desse evento tão importante, que já revelou diversos talentos para o esporte caruaruense”, comemorou o gerente de Esportes, Roberto Coelho.
Além de futsal, que entra como esporte não olímpico, a competição irá contar com disputas em 12 modalidades olímpicas: futebol de campo, voleibol, handebol, basquetebol, natação, atletismo, judô, karatê, xadrez, tênis de mesa, badmintom e vôlei de areia. Como modalidades paralímpicas estão incluídas futsal para deficientes auditivos, atletismo, tênis de mesa, judô e bocha.

Os jogos acontecerão diariamente no período da manhã e tarde, no Ginásio Municipal de Esportes, nas quadras dos colégios Motivo e Atual e da Escola Municipal Altair Porto. A quadra de areia do Bairro Boa Vista II (COHAB II), a pista de atletismo e o campo de futebol do Colégio Municipal Álvaro Lins, assim como o Parque Aquático Municipal também receberão as competições.

Mendonça Filho recebe Paulo Câmara em Brasília


O ministro da Educação, Mendonça Filho, recebeu nesta quarta-feira (1º) o governador Paulo Câmara para tratar da liberação de recursos de projetos em parcerias do Governo Federal com o Governo do Estado. A construção e reforma de escolas, quadras poliesportivas e obras de reconstrução de unidades atingidas pelas enchentes deste ano estão na pauta apresentada pelo Governador ao ministro, que assegurou prioridade.

“O ministro foi receptivo às nossas demandas. Mendonça conhece a nossa realidade e sabe que a Educação de Pernambuco tem aplicado muito bem, ao longo dos anos, os recursos que recebe. Essas parcerias são fundamentais para que nossa Educação continue a ser a melhor do Brasil”, afirmou Paulo.

“Nosso objetivo sempre é investir para melhorar e avançar a qualidade da educação pública no Brasil e evidentemente com Pernambuco eu tenho uma atenção especial. Já desenvolvemos várias parcerias com municípios e o estado também para construção de quadras, escolas, a educação em tempo integral que foi contemplada com 36 escolas com financiamento e apoio do ministério da Educação entre outras políticas que contam com recursos de apoio técnico do MEC”, disse Mendonça.

O ministro acrescentou ainda: “Ao mesmo tempo temos ações em Pernambuco em áreas de educação técnica e tecnológica, tanto com o Estado na área de educação técnica, como técnica via institutos federais e universidades federais. Então a presença do governador reforça o compromisso da nossa gestão para com Pernambuco”.
Entre os assuntos tratados na audiência, estão a liberação de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para as 70 obras de quadras cobertas em escolas que estão em execução. Paulo também solicitou análise de proposta para iniciar, em 2018, a construção de novas 68 Quadras cobertas em escolas que já estão conveniadas com o FNDE/MEC.
Também foi pedida a liberação de recursos para 22 obras de reforma de escolas estaduais (atingidas por enchentes), que estão aprovadas pelo FNDE/MEC e estão em execução. Foi solicitada também a agilização da análise e aprovação de obras de reformas de outras 17 escolas atingidas pelas enchentes.
“Pedimos, ainda, a aprovação da construção de 2 novos prédios de escolas atingidas pelas enchentes em Primavera e Catende”, informou o secretário estadual de Educação, Fred Amâncio.

Outros itens da pauta entregue ao Ministério da Educação: liberação de recursos para obras de construção de escolas que estão em execução em Petrolina, Paranatama e Santa Filomena; aprovação do FNDE/MEC para início das obras das novas Escolas Técnicas de Olinda e Jaboatão dos Guararapes (obras já conveniadas), aprovação dos projetos para reforma e ampliação da EREM Arquipélago e da Creche Bem-Me-Quer, de Fernando de Noronha, e aprovação do projeto para construção da nova Escola Estadual na Comunidade do Bode no Recife.

Participaram também da reunião, no Ministério da Educação, o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Silvio Pinheiro, o diretor de Gestão, Articulação e Projetos Educacionais do FNDE, Leandro Damy.

Mauro Fernandes é o novo técnico do Central 


Em reunião na manhã desta quarta-feira (1º) o diretor de futebol Sivaldo Oliveira ao lado do presidente Clóvis Lucena concretizaram a contratação do novo técnico do Central para a temporada 2018.

Trata-se do experiente Mauro Fernandes, de 64 anos, que teve como último clube a Portuguesa/SP. Mauro foi campeão Pernambucano pelo Sport em 1998 e volta a treinar uma equipe do nosso estado após oito anos, quando comandou o Santa Cruz em 2009. O treinador também foi vice-campeão pernambucano com o Náutico em 1999.

        MAURO FERNANDES
                   TÍTULOS
BOTAFOGO (PB) – 86/88
ABC (RN) – 90
SERGIPE (SE) – 94 /95
GOIÁS  (GO) – 96 /97
SPORT  (PE) – 98
BRASILIENSE  (DF) – 04
ATLETICO (GO) – 08

                  ACESSOS
VITORIA (BA) – 06 SERIE B
ATLETICO (GO) – 08 /09SERIE B
AMÉRICA (MG) 10 SERIE B

              OUTROS CLUBES
BOTAFOGO (RJ)
NÁUTICO (PE)
CORITIBA (PR)
BAHIA (BA)
SANTA CRUZ (PE)
VILA NOVA (GO)
CAMPINENSE (PB)
CEARA (CE)
FORTALEZA (CE)
CRB (AL)
LONDRINA (PR)
CRICIUMA (SC)
PORTUGUESA (SP)

Liminar determina internamento em UTI de advogado que sofreu tentativa de homicídio em Serra Talhada

LiminarUTI

O juiz Raimundo Nonato Braid Filho, do 2º Juizado Especial da Fazenda Pública do Recife, deferiu, nesta quarta (1º), liminar que determina a internação em leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do advogado Domingos Sávio de Lima, vítima de tentativa de homicídio em Serra Talhada, no Sertão do Estado, no mês passado. Domingos Sávio se encontra em estado grave no Hospital da Restauração (HR), no Recife, desde que foi atacado por um cliente que não concordou com a condução dada ao seu caso.

O presidente da OAB Serra Talhada, Estefferson Nogueira, auxiliou a família do advogado no ajuizamento da ação. Na liminar, o magistrado entendeu que o não internamento de forma emergencial poderá trazer sérios e irreversíveis danos à saúde do advogado, em razão do quadro grave de saúde, que necessita de monitorização e cuidados de uma terapia intensiva, conforme elucidou declaração médica nos autos.

O pedido de urgência determina que o Estado de Pernambuco cumpra com a obrigação de fornecer leito de UTI no Hospital da Restauração ou em qualquer outro da rede pública. Caso não haja disponibilidade de leitos, a liminar determina que ele seja internado na rede privada em hospital credenciado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em 24 horas sob pena de aplicação de multa diária.

O vice-presidente da OAB Pernambuco, Leonardo Accioly, e o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de Pernambuco (CAAPE), Bruno Baptista, estiveram no Juizado para despachar a liminar, juntamente com o advogado da Comissão de Defesa, Assistência e Prerrogativas, Diego Galvão, e o presidente da Comissão de Juizados Especiais da OAB-PE, Márcio Luís Siqueira.

Feras poderão imprimir os cartões informativos do SSA 3 da UPE a partir da próxima segunda (06)

Site-Upenet-Concursos-www.upenet.com.br.-vestibular

Os feras inscritos na terceira fase do Sistema Seriado de Avaliação da da Universidade de Pernambuco (UPE) poderão imprimir seus cartões informativos, exclusivamente via internet (http://processodeingresso.upe.gov.br), a partir da próxima segunda-feira (06/11).

A validação da inscrição e emissão do cartão, que contém um conjunto de dados necessários para participação no concurso, é de inteira responsabilidade do aluno, como estabelecido no Manual do Candidato.

Havendo divergência de dados pessoais, o candidato deverá entrar em contato com a Comissão Permanente de Concursos Acadêmicos (CPCA) para solicitar as devidas correções. Caso contrário, assumirá, integralmente, os erros contidos no seu cartão informativo. A Comissão da UPE não se responsabilizará pelo candidato que faltar à prova por desconhecer o local de sua realização.

O candidato deverá estar munido do seu Cartão Informativo nos dias de aplicação das provas, assim como documento de Identidade, ou algum outro documento que possua foto e assinatura recentes, e de caneta esferográfica na cor azul ou preta.

Os cartões informativos dos candidatos inscritos para a primeira fase do SSA estarão disponíveis a partir do dia 23/11 e para os inscritos no SSA 2 a partir do dia 22/11.

As provas da terceira fase do SSA acontecem numa única etapa, nos dia 19 e 20/11/17. As provas da 1a e 2a fases do SSA/UPE serão realizadas nos dias 03 e 04/12/17, sendo a primeira pela manhã e a segunda a tarde. O resultado da 3a fase do SSA/UPE pode ser divulgados até o dia 16/01/18.

Outras informações através dos telefones: (81) 3183-3660 e 3183-3791, no e-mail: processodeingresso@upe.br ou ainda no endereço eletrônico: http://processodeingresso.upe.pe.gov.br.

Humberto acredita que acordo vai criar concorrência saudável entre taxistas e uberistas 


O líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), trabalhou nas últimas semanas, para construir um acordo que possibilitou, nesta terça-feira (31), a votação do projeto de lei que regulamenta os apps e possibilita uma convivência saudável com os táxis.

Alterada pelos senadores depois da combinação costurada entre os líderes partidários, a proposta, agora, volta para a Câmara dos Deputados, de onde saiu originalmente. No plenário do Senado, foram apresentadas 20 emendas ao texto, sendo que algumas delas foram acatadas pelos parlamentares.

A proposta original da Câmara foi alterada em, basicamente, quatro pontos no Senado: caíram a exigência da placa vermelha; a necessidade de o condutor ser o proprietário do veículo; a autorização de circulação por parte dos municípios; e a regra de limita a circulação dentro das cidades nas quais estariam credenciados.

Humberto foi favorável à retirada da exigência da placa vermelha nos veículos de aplicativos e também da necessidade do motorista ser o proprietário do carro. “Essas mudanças foram fruto de muito diálogo aqui na Casa e os dois lados entenderam a questão”, contou. “Mas acredito que a Câmara vá devolver ao texto a necessidade de autorização por parte das prefeituras. Isso é uma proteção aos condutores e aos usuários”, afirma o líder da Oposição.

Segundo o parlamentar, os aplicativos ainda estão num limbo jurídico, que deixa condutores e usuários absolutamente descobertos de direitos em casos de acidentes e agressões, por exemplo. “Na eventualidade de um acidente, eles deverão estar cobertos por um seguro que venha a efetivamente atendê-los”, explicou.

Humberto entende que os motoristas do Uber querem, sim, uma regulamentação que garanta, em primeiro lugar, uma convivência harmônica do transporte individual público com o transporte individual privado. “E aí é necessário para quem conduz e para quem usa”, afirmou.

Depois de muito conversar com os taxistas e os motoristas dos aplicativos, ele ressaltou que considera fundamental a existência efetiva do Uber, tão importante para o dia a dia de milhões de pessoas. Daí, segundo ele, a importância da regulamentação.

“Todas as atividades precisam ter algum nível de regulamentação, para beneficiar quem as exerce, quem compra aqueles serviços e a comunidade”, resumiu. O senador lembrou que é necessário também que quem dirige um transporte público ou privado tem de apresentar uma ficha de antecedentes limpa.

O líder da Oposição explicou que não se trata de interferência do Estado na iniciativa privada, um dos argumentos usados por quem é contrário ao PLC 28/2017. De acordo com o senador, quando uma prefeitura decide promover rodízio de veículos, por exemplo, – um dia é o carro com a placa X, no outro dia é o carro com a placa Y –, é o interesse da comunidade que está se colocando acima do interesse individual. “E, portanto, tem que ter efetivamente uma regulamentação”, concluiu.

João Lyra pode disputar um mandado de deputado estadual

João Lyra

O ex-governador João Lyra Neto deve disputar uma mandato na Assembleia Legislativa. A situação ainda não teve o martelo batido, mas o ex-prefeito de Caruaru, que já exerceu um mandado na Alepe, pode voltar a disputar esse tipo de cargo. Outra vaga que pode ser oferecida é a do senado, mas com tanta gente querendo entrar na disputa, João pode ir mesmo para uma disputa legislativa. A conferir.

Vitória do Uber. Senado aprova projeto que regulamenta serviço de aplicativos de transporte

Congresso_Nacional_foto_Agencia_Senado

Não tinha muro como no impeachment da presidente Dilma, mas a Esplanada dos Ministérios voltou a ser dividida. Desta vez por uma barreira imaginária que separava taxistas dos motoristas de aplicativos como Uber, Cabify e 99. A terça-feira foi tensa, tanto dentro quanto fora do Congresso Nacional. Nos corredores do Senado, onde seria votado o Projeto de Lei da Câmara (PLC) número 28, representantes das duas categorias abordavam os senadores e pediam apoio.

Os taxistas queriam o texto aprovado sem nenhuma alteração. Os “uberistas”, como estavam sendo chamados os motoristas dos aplicativos, pediam a derrubadas de propostas, como a obrigatoriedade da placa vermelha, o fim da exigência de que o condutor seja proprietário do veículo e a retirada de poder dos municípios para regular o serviço. Acabou vencendo o segundo grupo.

As empresas temiam a aprovação do projeto sem mudanças e respiraram aliviadas. Diretora Jurídica da Cabify, Juliana Minorello aposta que a reação popular dos usuários de aplicativos contribuiu para que os senadores não aprovassem o texto-base sem alterações, o que engessaria o serviço prestado pelas empresas.

“Se explicou para população porque que aqueles pontos eles atrapalhavam, prejudicavam o serviço. E a população colocou a voz dela e os senadores ouviram”

Em nota, a Uber, pioneira e maior do setor de transporte particular por aplicativo do mundo, também comemorou. A empresa considerou o resultado uma resposta do Senado ao clamor dos seus mais de 500 mil motoristas e 17 milhões de usuários no Brasil. O diretor de políticas e comunicação da 99, Matheus Moraes, considerou “equilibrado” o texto aprovado, mas entende que há muito ainda o que fazer junto aos 513 deputados.

“O trabalho vai continuar similar que é: um trabalho informativo, acima de tudo. É de mostrar para os deputados a importância desse tema e como ele tem melhorado a vida das pessoas que utilizam essa modalidade de transporte para se locomover e como ele gera renda para os motoristas”

Taxista em São Paulo e uma das lideranças da categoria que torcia pela aprovação do texto-base da Câmara, Alessandro Fattioli, também cantou vitória, já que a maior parte do projeto original foi mantida. Ele acha que muita coisa ainda deverá ser mudada na Câmara. Só não sabe quando.

“Mas a gente entende que o Rodrigo Maia talvez não vá querer resolver esse ano porque eles vão alegar que têm assuntos mais pendentes na Câmera. Eles vão acabar deixando para depois do recesso de final de ano e aí vamos ver se eles vão fazer. Eu acredito que vai acontecer isso”

O texto segue de volta direto para o plenário da Câmara e só entra em discussão quando o presidente da Casa e os líderes concordarem em colocá-lo de volta em pauta.