Sismuc emite nota e crítica Projeto de Lei da prefeitura de Caruaru

NOTA OFICIAL

O Sismuc Regional, não poderia ficar inerte em frente ao objetivo do Projeto de Lei de autoria do Executivo Municipal encaminhado ao Legislativo sob o OFICIO GP nº1.500/2017. Sendo assim, observando tudo que vem acontecendo nos últimos tempos em nosso país, nós temos o dever de nos organizar enquanto sociedade e, sobretudo e principalmente aqueles que possuem a condição de contribuírem com mais contundência, por estarem investidos de cargos públicos, que lhe dão essa condição.

Portanto, em nome da mulher, e esse, deveria ter sido o entendimento da única vereadora do nosso Legislativo Municipal, cuja profissão (Parteira), tem relação muito forte com o desabrochar de uma vida humana e os seus primeiros meses de existência, não poderíamos concordar com o Executivo Municipal, em se tratando do Projeto de Lei em questão. Pois, sabedores que somos da condição de ser Mulher, Mãe de Família, Advogada, Delegada da briosa Polícia Federal, Procuradora do Estado de Pernambuco e 1ª Prefeita Eleita na Cidade de Caruaru, temos a certeza, de que neste caso, as orientações frias do que trata os livros e manuais, podem ser analisadas e interpretadas de forma mais humanitária.

Ou seja, seriam concedidas as mulheres aprovadas no concurso em pauta, os seis meses de licença maternidade, quando este for o caso e a necessidade assim exigir.

A DIRETORIA

Artigo – Uma reflexão sobre nossas crianças e a tecnologia – por Lilian Gonçalves*

Peça

As crianças da chamada geração z já chegam ao mundo com a tecnologia como algo presente desde a gestação. É possível viver sem recursos tecnológicos? Uns (poucos) diriam que sim, a maioria que não. E para o universo infantil? O que representa ficar sem energia (logo,sem internet) por alguns minutos?

Implica medo? Pressupõe desespero? Seria algo entediante? No último dia 06/10 aconteceu a estreia do espetáculo “E agora no escuro?”, com a direção do brilhante Gabriel Sá. A cia de teatro Exato trouxe essa temática à tona, o que para nós, profissionais da área de Educação, tem uma relevância social indescritível.

Através da artes cênicas é possível sensibilizar as crianças e até os adultos para um olhar da necessidade de interação entre as pessoas, relações das quais estamos ávidos e ávidas.
Na peça, cinco crianças ficam sem energia e despertam a criatividade para brincadeiras de outrora. Momentos de olho no olho, afeto e descobertas: aprendizados para diversas situações da vida real.

No contexto contemporâneo esta discussão é de extrema relevância e possibilita uma miríade de ideias acerca do que realmente as crianças precisam: movimentos, alegria, frustrações, escolhas , descobertas e autonomia. Trata das relações interpessoais, que estão ausentes em demasia e têm feito de muitas crianças, jovens, pessoas no geral, depressivas e trancadas, não só em seus quartos, mas também em seus smartphones e computadores.

Ficamos pedagogicamente, maternalmente e humanamente em êxtase, em saber que um artista e uma cia de teatro estão à frente com a preocupação em transmitir uma mensagem tão positiva, que vai fazer a diferença para quem assistir. Além de plantar uma sementinha de Arte e Cultura nesses jovens atores e atrizes. O espetáculo fica em cartaz até o dia 18 de outubro, no teatro João Lyra Filho e está concorrendo a prêmios em festivais do Brasil. Vale a pena conferir!

*Lilian Gonçalves- Professora, Mestranda em Educação.

Ponto facultativo na prefeitura de Caruaru nesta sexta-feira (13)

Prefeitura de Caruaru

Os servidores da prefeitura de Caruaru terão ponto facultativo nesta sexta-feira (13). A informação foi publicada no Diário Oficial do Município. Os serviços essenciais, como é o caso da saúde, serão mantidos. Segue abaixo trecho do decreto.

“O expediente do dia 13 de outubro de 2017, Sexta-Feira, nos Órgãos da Administração Direta, Indireta e Fundacional, mantidos ou supervisionados pelo Poder Municipal, funcionará facultativamente”.

Prefeitura de Caruaru uniformiza e estabelece procedimento para multas a mototaxistas infratores

Destra

Do G1 Caruaru

Foi publicado nesta quinta-feira (12) no Diário Oficial do Município o modelo padrão de Auto de Infração manual para os mototaxistas de Caruaru, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a portaria, assinada pelo presidente da Autarquia Municipal de Defesa Social, Trânsito e Transportes – DESTRA, Hermes de Melo.

Segundo o texto, os processos administrativos de aplicação de multas, suspensões, revogações e apreensões, descritos, vão começar com o auto de infração e os autos vão originar um processo administrativo, com informações, despachos, termos, pareceres, documentos e demais peças do processo, que serão dispostos em ordem cronológica a partir da entrada do processo.

Ainda de acordo com o decreto, constatada a infração pelos agentes, o auto deve constar tipificação da infração, local, data e hora do cometimento da infração, caracteres da placa de identificação do veículo, marca e espécie, e outros elementos e demais informações que se façam necessários à sua legível e identificação.

A narrativa clara e precisa do fato caracterizado como infração, também deve ter como referência às circunstâncias pertinentes, identificação do órgão ou entidade e da autoridade ou agente autuador ou equipamento que comprovar a infração. “O prontuário do condutor, sempre que possível, assinatura do infrator, sempre que possível, valendo esta como notificação do cometimento da infração”, diz o texto.

Não há saída fácil para o PT pernambucano, por Inaldo Sampaio

Marília Arraes

O PT de Pernambuco está numa situação difícil para as eleições do próximo ano. Tem três alternativas pela frente, mas nenhuma delas atende às expectativas do partido no sentido de, a um só tempo, manter-se no campo da esquerda, diferenciar-se das forças políticas que apoiaram o impeachment de Dilma e garantir a eleição de pelo menos dois deputados federais.

A primeira alternativa é o retorno à Frente Popular, que seria o desejo do ex-presidente Lula, com o senador Humberto Costa disputando a reeleição na chapa de Paulo Câmara. Ocorre que o PSB do governador votou pelo impedimento da ex-presidente. A segunda seria repetir a aliança com o PTB e apoiar o senador Armando Monteiro à sucessão estadual.

Só que o PSDB e o DEM poderão estar nesse palanque e isto não convém aos petistas. Resta a alternativa da candidatura própria através da vereadora Marília Arraes, que se dispõe a encabeçar a chapa. No entanto, como esta última hipótese é a mais arriscada para o partido, que correria o risco de ficar no isolamento e não eleger ninguém à Câmara Federal, é a que menos agrada ao ex-presidente Lula.

Saiba o que abre e o que fecha em Caruaru neste feriado

CENTRO DE CARUARU

Do G1 Caruaru

Alguns estabelecimentos comerciais de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, não funcionam ou terão seus horários alterados, devido ao Feriado de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, comemorado na quinta-feira (12).

As agências dos Correios, casas lotéricas, bancos e serviços prestados pela prefeitura não funcionam. Lojas do comércio do centro poderão abrir normalmente, desde que solicitem autorização com antecedência no Sindicato dos Dirigentes Lojistas (Sindloja).

Confira o funcionamento de outros serviços:

Centro de compras
As lojas do Shopping Difusora abrem das 11h às 20h. Já a praça de alimentação funciona até às 21h. As sessões do cinema começam a partir das 12h30 e seguem até 21h20. No Caruaru Shopping, as lojas estarão abertas das 10h às 20h e praça de alimentação até 21h. O cinema funciona conforme os horários dos filmes.
Expresso cidadão

O Expresso Cidadão não terá expediente.

Saúde
Conforme informou a assessoria, os serviços de caráter essencial seguirão funcionando normalmente, como as urgências e emergências da Policlínica do Salgado, UPA do bairro Vassoural, Hospital Manoel Afonso, Hospital do Coração e Maternidade Casa de Saúde Bom Jesus, já os ambulatórios e PSFs fecham.

Áreas de lazer
Os parques ambientais de Caruaru funcionam normalmente, de acordo com horários habituais.

Ciclofaixa
A ciclofaixa, que funciona na Avenida Agamenon Magalhães, estará aberta ao público, das 8h às 19h.

Horário de verão 2017 começa no próximo domingo

O horário de verão de 2017 começa na primeira hora do próximo domingo (15). À meia-noite de sábado, os moradores de 10 estados e do Distrito Federal devem adiantar o relógio em uma hora.

O ajuste vale para as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal) e vigora até 18 de fevereiro do ano que vem.

Com isso, o horário no leste do Amazonas e nos estados de Roraima e Rondônia fica duas horas atrasado em relação ao de Brasília, enquanto oeste do Amazonas e Acre ficam três horas atrás.

O horário de verão foi instituído com o objetivo economizar energia no país em função do maior aproveitamento do período de luz solar.

A medida foi utilizada pela primeira vez em 1931 e depois em outros anos, sem regularidade. Em 2008, ganhou caráter permanente e passou a vigorar do terceiro domingo de outubro até o terceiro domingo de fevereiro do ano seguinte.

Supremo decide que parlamentares não podem ser afastados sem aval do Congresso

Supremo

Em um julgamento polêmico, o Supremo Tribunal Federal decidiu nesta quarta-feira (11) por 6 votos a 5 que a Corte não pode afastar deputados e senadores sem o aval do Congresso Nacional. O voto decisivo foi dado pela presidente do STF, Cármen Lúcia.

A decisão beneficia diretamente o senador Aécio Neves (PSDB-MG) que afastado do exercício do mandato no fim de setembro, pela Primeira Turma do STF.

Ao todo, foram mais de 12 horas de julgamento. Votaram pela possibilidade de afastamento sem autorização do Congresso Nacional, os ministros Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux e Celso de Mello. O voto divergente, pela necessidade de aval do Legislativo, foi dado por Alexandre de Moraes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Marco Aurélio e a presidente, Cármen Lúcia.

A ação direta de inconstitucionalidade 5526, julgada nesta quarta-feira foi protocolada por três partidos políticos, PP, PSC e Solidariedade. A ação foi feita em 2016, depois que o Supremo afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato.