Zé Queiroz segue exercendo forte influência na política de Caruaru


O ex-prefeito José Queiroz mostrar que segue prestigiado em Caruaru. Ele quebro o silêncio e concedeu entrevista nesta sexta-feira na Rádio Cultura. Duas coisas chamaram atenção na entrevista. 

1 – Oito vereadores, ex-secretários é muitas lideranças políticas foram até a emissora para fazer o beija mão com ele. Isso mostra que o ex-gestor de Caruaru ainda exerce forte influência aqui na cidade.

2 – Queiroz saiu em defesa de Paulo Câmara e disse que ano que vem, ele, Wolney, Tony Gel, Laura Gomes e o Delegado Lessa pedirão votos para o socialista. Este bloco ele chamou de “lado de cá”, mandando uma indireta para a prefeita Raquel Lyra que não vai apoiar a reeleição do governador. 

Procurador pede exoneração em Garanhuns

NOTA OFICIAL

O Governo Municipal de Garanhuns, por meio do Gabinete do Prefeito, informa que o procurador municipal, João Antônio de Santana Pontes, entregou ao prefeito Izaías Régis uma carta com o pedido de exoneração do cargo. João Pontes justificou a saída “em face da necessidade de atendimento de interesses profissionais, os quais não se conjugam com a função até aqui empenhada”, conforme texto. Ainda no documento entregue ao prefeito Izaías Régis, o agora ex-procurador municipal agradece pela confiança em desempenhar o trabalho de forma “independente e corajosa” e cita o esforço de toda a equipe na “luta diária buscando a defesa dos interesses do município”. A portaria, que oficializa a saída, será publicada no Diário Oficial dos Municípios de Pernambuco nesta sexta-feira (29).

Prefeito de Santa Cruz do Capibaribe se compromete a realizar concurso público para procurador municipal

Edson Vieira, prefeito

O prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira, firmou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) perante o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), comprometendo-se a realizar concurso público para o cargo de procurador do município.

O TAC estabelece que o prefeito enviará, no prazo de 10 dias, a alteração da Lei Municipal nº 1.583/2006 (que institui a Procuradoria Geral do Município), nos artigos 2º e 43 da Lei, que estabelece a forma de provimento dos cargos de procurador que atualmente são em comissão para efetivo, mediante concurso público. Deverá ser enviado ao MPPE o calendário de realização das provas e títulos, a nomeação dos aprovados fica prevista após a homologação, de forma imediata.

O desrespeito ao termo, acarretará no pagamento de multa no valor de R$ 50 mil imputado ao prefeito e subsidiariamente ao município de Santa Cruz do Capibaribe.

Mais de 40% dos brasileiros são a favor de intervenção militar provisória, indica pesquisa

Há duas semanas, o general Antônio Hamilton Mourão, secretário de economia e finanças do Exército, afirmou que uma intervenção militar no Brasil seria possível, caso a crise política que o país atravessa não fosse solucionada pelas próprias instituições. Apesar da repercussão negativa nas próprias Forças Armadas, uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (28) mostra que mais de 40% da população concorda com a opinião do militar.

Segundo o Instituto Paraná Pesquisas, 43,1% dos brasileiros são favoráveis a uma intervenção militar provisória. O levantamento, que ouviu mais de 2500 pessoas, revelou ainda que mulheres com idade entre 16 e 24 anos e que moram nas regiões Norte e Centro-Oeste são a maioria que defendem a interferência das Forças Armadas. A pesquisa foi realizada a partir de um questionário na internet, colhido entre os dias 25 e 28 de setembro. Segundo o instituto, o grau de confiança do estudo é de 95%.

O que disse Jadiel Braga sobre a decisão da justiça em cassar o mandato dele? 


NOTA PÚBLICA

A Coligação “PELA MUDANÇA E RECONSTRUÇÃO DE SÃO CAETANO” vem esclarecer, em relação à notícia sobre decisão judicial acerca da chapa majoritária vitoriosa na eleição do ano passado:

a) Respeitamos a decisão da M.D. Juíza da Comarca mas não concordamos com os seus termos e dela recorreremos na segunda-feira ao Egrégio Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE).

B) A Lei garante a permanência do Prefeito no cargo até a decisão final da Justiça Eleitoral.

C) O povo de São Caetano conhece os fatos, sabe da inocência dos acusados e já manifestou sua vontade através de uma consagradora votação.

D) Temos absoluta segurança de que o TRE-PE modificará a decisão da primeira instância, respeitando a vontade do povo.

Contamos com o apoio de todos e juntos iremos vencer mais essa batalha.

*Coligação “PELA MUDANÇA E RECONSTRUÇÃO DE SÃO CAETANO*

Departamento Jurídico

Saiba o que a prefeitura de Caruaru vai licitar no valor de R$ 62 milhões


Desde que foi publicado no Diário Oficial uma abertura de processo licitatório no valor de R$ 62 milhões que gera dúvida sobre o que será licitado nesse valor tão alto. 

O montante será para equipamentos de tecnologia. De acordo com o documento, serão comprados milhares de equipamentos, entre notebooks, Ultrabooks, desktop, Minipcs, no-break, projetores. Só processadores são 3 mil. 

O preço a ser pago a dezenas de Ultrabooks chega a quase R$ 10 mil por unidade. Alguns notebooks podem custar mais de R$ 5.6 mil por unidade. Abaixo você pode ter acesso a todo documento. 

https://drive.google.com/file/d/0B4Agce12SijcUjBaZ19zcGNUUG8/view?usp=sharing

A polêmica crítica do PT as punições sofridas por Aécio Neves 

O mundo político se surpreendeu hoje com um texto da executiva nacional do PT a Aécio Neves. No entanto, o texto antes de criticar a punição ao Senador, bateu e muito em Aécio. Segue abaixo a íntegra do texto:

“Aécio Neves é um dos maiores responsáveis pela crise política e econômica do país e pela desestabilização da democracia brasileira. Derrotado nas urnas, insurgiu-se contra a soberania popular e liderou o PSDB e as forças mais reacionárias da política e da mídia numa campanha de ódio e mentiras, que levou ao golpe do impeachment e à instalação de uma quadrilha no governo.
Para consumar seus objetivos políticos, rasgaram a Constituição e estimularam a ação político-partidária ilegal de setores do Judiciário e do Ministério Público. Aplaudiram todas as arbitrariedades cometidas contra lideranças do PT e dos setores populares, as violações ao devido processo legal e ao estado de direito democrático. Compactuaram com o processo de judicialização da política, que visou essencialmente a fragilizar os poderes eleitos pelo povo.
As repetidas violações ao direito criaram um monstro institucional que tem como cérebro a mídia, comandada pela Rede Globo, e tem como braços os setores do MP e do Judiciário que muitas vezes acusam, punem ou perdoam por critérios políticos.
Aécio Neves defronta-se hoje com o monstro que ajudou a criar. Não tem autoridade moral para colocar-se na posição de vítima. Vítimas são os brasileiros e brasileiras que sofrem com o desemprego, a recessão, o fim dos programas sociais e a volta da fome ao país, sob o governo de que Aécio Neves é fundador e cúmplice.
Por seu comportamento hipócrita, por seu falso moralismo, Aécio Neves merece e recebe o desprezo do povo brasileiro. Ele terá de responder um dia, perante a Justiça, pelos gravíssimos indícios de corrupção que o cercam.
Terá de ser julgado com base em provas, dentro do devido processo penal.
Mas a resposta da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal a este anseio de Justiça foi uma condenação esdrúxula, sem previsão constitucional, que não pode ser aceita por um poder soberano como é o Senado Federal.
Não existe a figura do afastamento do mandato por determinação judicial.
A decisão de ontem (27) é mais um sintoma da hipertrofia do Judiciário, que vem se estabelecendo como um poder acima dos demais e, em alguns casos, até mesmo acima da Constituição. O Senado Federal precisa repelir essa violação de sua autonomia, sob pena de fragilizar ainda mais as instituições oriundas do voto popular.
É preciso também levar Aécio Neves ao Conselho de Ética, por ter desonrado o mandato e a instituição.
Não temos nenhuma razão para defender Aécio Neves, mas temos todos os motivos para defender a democracia e a Constituição.

Executiva Nacional do PT

Raquel aposta em José Pereira e Bruno Araújo para tocar projeto de requalificação do Parque 18 de Maio 


Uma das coisas que chamou atenção no anúncio do projeto de requalificação do Parque 18 de Maio pela prefeita Raquel Lyra foi o montante do valor a ser investido. De acordo com a tucana, o total chega a mais de R$ 7,5 milhões, sendo R$ 711.607 mil de recursos do município e R$ 6.861.819,19 vindos do Ministério das Cidades, que tem apoio direto do ministro Bruno Araújo, aliado de primeira ordem de Raquel. 

O projeto, realizado pela Prefeitura de Caruaru, já foi entregue para a análise da Caixa Econômica Federal, e as obras devem ser iniciadas em 60 dias. Outra aposta da prefeita é José Pereira, que vai tocar uma secretaria e montar uma equipe para resolver a comolicada situação da Feira da Sulanca de Caruaru. 

Homem é baleado após discussão de trânsito em Caruaru 


Na noite desta quinta-feira (28) uma briga de trânsito terminou com uma pessoa vítima de arma de fogo. Aldir Bezerra, de 46 anos, foi baleado após uma discussão na Rua Visconde de Inhauma. O tiro atingiu o pescoço e a vítima foi socorrida para o Hospital Regional do Agreste.

De acordo com testemunhas, o disparo foi efetuado por um homem que guiava um caminhão. O mesmo encontra-se foragido. 

Câmara deve derrubar fundo público de financiamento de campanhas proposto pelo Senado

O fundo de R$ 1,7 bilhão que o Senado aprovou, na última terça-feira, para financiar as campanhas eleitorais subiu no telhado. E os deputados federais devem se encarregar de fazê-lo cair. Depois de sequer alcançar o número de votos necessários para ter prioridade de análise no plenário da Câmara, a proposta dos senadores deve ser substituída. E daí dar início a uma nova discussão.

Acontece que o prazo para que as mudanças na lei eleitoral possam valer já em 2018 termina no próximo 7 de outubro – um ano antes das eleições para presidente da República, governadores, senadores, deputados e vereadores. Relator da comissão especial que trata da reforma política na Câmara, Vicente Cândido, do PT de São Paulo, trabalha com uma nova versão do texto diante da resistência ao aprovado pelo Senado.

Além do valor do fundo de campanha, os deputados também discordam das regras para distribuição dos recursos entre os partidos e do dispositivo que limita o fundo partidário. A proposta do relator deverá ser de um teto de R$ 3,5 bilhões para bancar as campanhas: R$ 2 bilhões de recursos públicos e R$ 1,5 bilhão de doações de pessoas físicas ou jurídicas.

Vicente Cândido tenta, por todos os lados, costurar acordos entre os colegas. Para ele, não adianta estabelecer um teto muito baixo para financiar as campanhas sem mudar as regras eleitorais em vigor.

“Não é novidade é que esse tamanho de financiamento, seja público ou privado, ele ainda é insuficiente e será uma campanha com muito risco. Espero ou este congresso, ou congresso futuro, né muda as regras eleitorais no Brasil. Se não nós vamos continuar tendo uma campanha não só de risco, mas desestimulante para as pessoas de bem, para as pessoas anormais participarem da política”

O Brasil ainda tem uma das campanhas mais caras do mundo. E quando trata de riscos, Vicente Cândido se refere à prática de crimes de caixa dois e o financiamento do tráfico de drogas. O relator espera que os senadores se esforcem na próxima semana para votar as propostas da reforma política a tempo. Mas há uma pedra no caminho: o presidente do Senado, Eunício Oliveira, do PMDB do Ceará, já sinalizou que a prioridade na Casa deverá ser a análise da decisão do Supremo Tribunal Federal que afastou o senador Aécio Neves, do PSDB mineiro, do mandato.