Raffiê presta contas de 100 dias a frente da CIRETRAN nesta sexta-feira (1º)

raffiê-e-charles.jpg

O Diretor da 4ª CIRETRAN (Circunscrição Regional de Trânsito) em Caruaru, Raffiê Dellon, fará nesta sexta-feira (1º) de Setembro, às 15hs, na própria CIRETRAN, localizada na BR 104, Km 04, a prestação de contas dos 100 primeiros dias à frente do Órgão Estadual.

“Assumimos a CIRETRAN como uma terra arrasada, Caruaru tinha um órgão estadual de muita importância que é o DETRAN no município completamente abandonado, faltava gestão local, vontade de fazer acontecer. Em apenas 100 dias os avanços já são visíveis e os usuários já reconhecem isso, ainda temos muito o que avançar e melhorar. A prestação de contas será um momento importante para mostrarmos as pessoas, a imprensa que faz um papel tão importante na nossa Cidade, o que já realizamos até aqui. É uma obrigação do Servidor Público explanar a população, o trabalho”. Comentou Raffiê.

Licitação para reformas de quadras vai ser realizada Caruaru

Foto Roberto Pereira - Raquel  Lyra, presidente da Comissão de Justiça Alepe

Foi publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (1º) o edital para que empresas possam concorrer a obra de reestruturação de duas quadras da rede municipal de ensino. Uma é na Professora Laura Florêncio, no bairro do Salgado; e a outra é a Deputada Cristina Tavares, no bairro Sol
Poente. O valor estimado para a obra é R$ 664.357,32.

No mesmo edital, a prefeitura anuncia a construção de um nono ginásio esportivo. Trata-se da contratação de empresa de engenharia para executar os serviços de construção da quadra poliesportiva coberta com palco na Escola Professora Teresa Neuma, no bairro Maria Auxiliadora Liberato, no valor
estimado em R$ 737.438,62.

Contas de José Augusto aguardam há mais de um ano para votação

Do Blog do Ney Lima

Durante a reunião na Câmara de Vereadores, nessa quinta-feira (31), o vereador Augusto Maia (PTN) cobrou que o presidente da Casa, Zé Minhoca (PSDB), coloque em pauta, o mais breve possível, as contas do ex-prefeito José Augusto Maia, referentes ao ano de 2007 (o penúltimo ano do segundo mandato).

Segundo Augusto, filho do ex-prefeito, ao não colocar as contas para votação, a casa deixa de cumprir com sua função fundamental. O oposicionista afirma que falta apenas a vontade do presidente.

Ainda de acordo com Augusto, as contas foram enviadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), em agosto de 2016.

As contas de 2007 chegaram, pela primeira vez à Câmara, com recomendação para reprovação. A princípio foi levantado questionamentos em relação aos gastos com coleta de lixo, já que os números de Santa Cruz seriam significativamente maiores que em cidades com a mesma população.

A defesa do ex-prefeito recorreu ao tribunal e alegou que os números representariam o volume e fluxo de lixo com as feiras da cidade.

No retorno para Casa, o Tribunal reconsiderou e reenviou com recomendação para aprovação.

José Augusto Maia foi prefeito de Santa Cruz do Capibaribe entre os anos de 2001 e 2008.