Missa dos Santos Óleos e celebrações da Paixão e Ressurreição de Cristo são vivenciadas em Caruaru

vigilia-pascal

Do G1 Caruaru e Região

A Igreja Católica celebra a Semana Santa, considerada a mais importante do calendário católico. O clero da Diocese de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, se reúnem nesta quinta-feira (13), a partir das 9h, na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, para a Missa dos Santos Óleos. Na celebração, os padres renovam as promessas sacerdotais e os óleos do crisma, dos catecúmenos e dos enfermos são abençoados.

Para o padre Alexsandro Jorge, essa é a semana de maior comemoração para a Igreja. “A Semana Santa é considerada pelos cristãos como a grande semana. É a semana mais importante que nós temos na liturgia da Igreja. A maior festa que nós temos é a Páscoa do Senhor. É na Páscoa que nós podemos contemplar a ressurreição de Jesus, que traz a vida por meio de sua morte. A quaresma se conclui com essa última semana”, disse.

Na noite desta quinta-feira, será celebrado a Instituição da Eucaristia, recordando o momento em que Jesus se reúne com os seus discípulos na noite na última ceia. “É também na última ceia que é instituído o secerdócio. É nesse momento que Jesus apresenta sua missão, o seu serviço. Antes da ceia ele lava os pés de seus discípulos”, lembrou o padre.

Na sexta-feira (14) é vivenciada a Paixão e Morte de Jesus Cristo em todas as igrejas. No sábado (15), é comemorada a Vigília Pascal, a maior celebração da Igreja Católica. Durante a Semana Santa, algumas pessoas seguem a tradição de não comer carne.

Amante, anão, viagra: confira os apelidos no caixa 2

Estadão

O ex-diretor da Odebrecht Infraestrutura, Benedicto Barbosa da Silva Júnior, confirmou, em depoimento gravado na sede da Procuradoria da República no Rio, o pagamento de caixa 2 para campanhas de diversos políticos. Segundo o delator, os executivos subordinados a ele(André Vital, João Pacífico Júnior, Carlos Armando Paschoal, Sérgio Neves, Valter Lana e Luiz Bueno Júnior) elaboravam listas com pedidos de doação ilícita, de acordo com a atuação geográfica de cada um pelo Brasil. Benedicto, então, levava os nomes a uma reunião com os presidentes das empresas do Grupo e acertava o pagamento.Confira os repasses confirmados por Benedicto Júnior:

Doações via André Vital
“Anão” – ACM Neto (DEM-BA), atual prefeito de Salvador – R$ 2,2 milhões (2012)
“Pelé” – Nelson Pelegrino (PT-BA), atual deputado federal – R$ 1,5 milhões (2012)
“Roberval Taylor” – Mário Kertész, ex-prefeito de Salvador – R$ 400 mil (2012)
“Amigo C” – Paulo Câmara (PSDB-BA), atual vereador de Salvador – R$ 50 mil (2012)
“Buçu” – Henrique Carballal (PV-BA), atual vereador de Salvador – R$ 100 mil (2012)
“Soneca” – Waldir Pires (PT-BA), atual vereador de Salvador – R$ 80 mil (2012)
“Alba” – Tiago Correia (PSDB-BA), atual vereador de Salvador – R$ 50 mil (2012
“Bico” – Geraldo Junior (SD-BA), atual vereador de Salvador – R$ 90 mil (2012)
“Rio” – Marcelo Nilo R$ (PSL-BA), atual deputado estadual – R$ 300 mil (2013)

Doações via Carlos Armando Paschoal
“Boa Vista” – Paulinho da Força (SD-SP), atual deputado federal – R$ 200 mil (2010)
“Curitiba” – Roberto Freire (PPS-SP), atual ministro da Cultura – R$ 200 mil (2010)
“Suíça” – Rodrigo Garcia (DEM-SP), atual secretário de Habitação em SP – R$ 200 mil (2010)
“Brasília” – Fernando Capez (PSDB-SP), atual deputado estadual – R$ 100 mil (2010)
“Carajás” – Arnaldo Jardim (PPS-SP), atual secretário de Agricultura em SP R$ 50 mil (2010)
“Cruzeiro do Sul” – Barros Munhoz (PSDB-SP), atual deputado estadual, R$ 50 mil (2010)
“Guarulhos” – Carloz Zarattini (PSDB-SP), atual deputado federal – R$ 50 mil (2010)
“Itabuna” – Campos Machado (PTB-SP), atual deputado estadual – R$ 50 mil (2010)
“Ponta Porã” – Duarte Nogueira (PSDB-SP), atual prefeito de Ribeirão Preto – R$ 50 mil (2010)
“Itacaré” – Celso Russomanno (PRB-SP), atual deputado federal – R$ 50 mil (2010)
“Itambé” – Edinho Silva (PT-SP), atual prefeito de Araraquara – R$ 50 mil (2010)
“Itumbiara” – Edson Aparecido (PSDB-SP), ex-secretário da Casa Civil em SP – R$ 50 mil (2010)
“Navegante” – José Aníbal (PSDB-SP), ex-senador e ex-presidente do PSDB – R$ 50 mil (2010)
“Santo André” – João Paulo Cunha (PT-SP), ex-deputado federal – R$ 50 mil (2010)
“Palmas” – Vicente Cândido (PT-SP), atual deputado federal – R$ 50 mil (2010)
“Campinas” – Francisco Chagas (PT-SP), ex-deputado federal – R$ 30 mil (2010)
“Macapá” – Ricardo Montoro (PSDB-SP), atual deputado estadual – R$ 30 mil (2010)
“Ribeirão Preto” – Roberto Massafera (PSDB-SP), atual deputado estatual) – R$ 30 mil (2010)
“Natal” – José Genoino (PT-SP), ex-ministro – R$ 30 mil (2010)
“Itatiaia” – José Maria Eymael (PSDC-SP), ex-candidato à presidência – R$ 50 mil (2010)
“João Pessoa” – Vicentinho (PT-SP), atual deputado federal – R$ 30 mil (2010)

Doações via João Pacífico
“Neto” – Eduardo Campos (PSB-PE), ex-governador de Pernambuco – R$ 11 milhões (em 2008, 2010 e 2012)
“Patati” e “Padeiro” – Marconi Perillo (PSDB-GO), atual governador de Goiás – R$ 200 mil (2010) e R$ 2,5 milhões (2014)
“Viagra” – Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), atual deputado federal – R$ 700 mil (2010)
“Batalha” e “Chorão” – Sérgio Guerra (PSDB-PE), ex-senador – R$ 1,06 milhão (2010) e R$ 450 mil (2012)
“Jujuba” – Bruno Araújo (PSDB-PE), atual ministro das Cidades – R$ 300 mil (2010) e R$ 300 mil (2012)
“Lento” – Garibaldi Alves (PSDB-RN), atual senador – R$ 200 mil (2010)
“Novilho” – Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), atual senador – R$ 200 mil (2010)
“Pavão” – Iris Rezende (PMDB-GO), atual prefeito de Goiânia – R$ 300 mil (2010)
“Chaveiro” – José Chaves, ex-deputado federal pelo PTB-PE – R$ 100 mil (2010)
“Bronca” – Paulo Rubem Santiago – ex-deputado federal pelo PDT-PE – R$ 266 mil (2010)
“Biscoito” – Sandro Mabel, ex-deputado federal pelo PMDB-GO – R$ 140 mil (2010)
“Cunhado” – Inaldo Leitão, ex-deputado federal pelo PSDB-PB – R$ 100 mil (2010)
“Carrossel” – Rosalba Ciarlini (PP-RN),atual prefeita de Mossoró, R$ 550 mil (2010)
“Bonitinho” – Robinson Faria (PSD-RN), atual governador do Rio Grande do Norte, R$ 100 mil (2010)
“Bonito” – Fábio Faria (PSD-RN), atual deputado federal, R$ 100 mil (2010)
“Parreira” – José Roberto Arruda (PP-DF), ex-governador, R$ 1,166 mi (2010)
“Comprido” – Agnelo Queiroz (PT-DF), ex-governador, R$ 1 mi (2010)
“Justiça” – Renan Calheiros (PMDB-AL), atual senador, R$ 500 mil (2010)

Doações via Sérgio Neves
“Muro” – Ricardo Ferraço (PSDB-ES), atual senador, R$ 400 mil (2010)
“Filhote” – Luiz Paulo Velloso Lucas (PSDB-ES), ex-prefeito de Vitória – R$ 400 mil (2010) e R$ 100 mil (2012)
“Porsche” – Márcio Lacerda (PSB-MG), ex-prefeito de Belo Horizonte, R$ 1 milhão (2010)

Doações via Valter Lana
“Fantasma” – Ideli Salvatti (PT-SC), ex-ministra e ex-senadora, R$ 300 mil (2010)
“Amante” e “Coxa” – Gleisi Hoffmann (PT-PR), atual senadora, R$ 150 mil (2008), R$ 450 mil (2010) e R$ 3,5 milhões (2014)
“Balzac” – Yeda Crucius (PSDB-RS), atual deputada federal – R$ 600 mil (2010)

Doações via Luiz Bueno Junior
Beto Mansur (PRB-SP), atual deputado federal, R$ 300 mil (2014)
“Benzedor” – João Paulo Papa (PSDB-SP), atual deputado federal, R$ 300 mil (2014)
“Lamborghini” – Luiz Fernando Teixeira (PT-SP), R$ 300 mil (2014)