Prefeito de Garanhuns antecipa o debate de 2018, por Inaldo Sampaio

izaias-regis-foto-alepe

Ao recusar-se a receber o governador Paulo Câmara em sua cidade, na última quinta-feira (6), o prefeito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB), acabou antecipando o debate eleitoral de 2018. Ele disse que não compareceu ao evento de que o governador participaria – o seminário “Pernambuco em ação” -, para poupá-lo de críticas, pois se por acaso comparecesse seria obrigado a dizer “algumas verdades”.

Exemplos? Que a violência no Agreste Meridional aumentou consideravelmente e que há 8 municípios da região sem um só policial, que os recursos prometidos aos municípios por intermédio do FEM não estão sendo liberados. E que se recusava a aparecer ao lado do governador inaugurando poço artesiano, como se isso fosse uma grande obra. O prefeito acabou sendo criticado pelo senador Fernando Bezerra e o deputado-secretário Sebastião Oliveira (Transportes), para os quais não agiu como “gestor público” e sim como “cabo eleitoral” do senador Armando Monteiro (PTB).

Salário mínimo será de R$ 979 em 2018, diz Governo Federal

O governo federal propôs um salário mínimo de R$ 979 para o próximo ano. O novo valor constará no projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2018, que será enviado ao Congresso Nacional na próxima quinta-feira. Ao anunciar o novo salário mínimo, o ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, ressaltou que as projeções do governo são transparentes e alinhadas com as estimativas do mercado financeiro.

“Nós temos buscado ser muito transparentes a respeito da política fiscal e dos números que são apresentados. Nós, em 2018, ainda sofreremos um processo de atraso da resposta na receita. O processo de ajustamento da política fiscal se dará principalmente através da contenção das despesas e menos pelos aumentos de receitas.”

Mas, de acordo com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, o cenário econômico do Brasil tende a melhorar nos próximos anos. Segundo ele, para o ano que vem, não há estimativa de aumento de impostos.

“Não incorporamos aqui nenhuma estimativa de aumento de impostos em 2018. Nós estamos fazendo uma projeção transparente, realista e que mostra uma melhora substancial em relação aos últimos anos, lembrando que no ano de 2016 foi um déficit de R$154 bilhões.”

Neste ano, o valor do salário mínimo é de R$ 937. Como crescimento da economia no ano passado foi negativo, o valor será corrigido pela inflação de 2017, projetada em 4,3% pelo governo, como prevê a regra de valorização do mínimo aprovada pelo Congresso Nacional.

Para os próximos anos, a previsão é de que o salário mínimo cresça acima da inflação, diante da recuperação econômica. Em 2019, a estimativa é de que o salário mínimo seja de R$ 1.029, e no ano seguinte, de R$ 1.103.