Candidatos a prefeito de Caruaru divulgam agenda para essa sexta-feira (23/9)

img_3411-3.jpg

Raquel Lyra (PSDB)
9h – Debate na Rádio Liberdade;
14h – Caminhada da Mulher;
19h – Porta a Porta no Rafael e Juriti.

Tony Gel (PMDB)
9h – Participa de debate na Rádio Liberdade;
14h – Visita ao Centro da cidade;
19h – Encontro com moradores em bairro da cidade.

Jorge Gomes (PSB)
9h – Debate na Radio Liberdade;
16h às 17h – Reunião na Associação dos Contabilistas;
17h30 – Congresso das Mulheres da Igreja Assembleia de Deus;
19h – Caminhada no Bairros Maria Auxiliadora e José Carlos de Oliveira;

Rivaldo Soares (PHS)
9h – Reunião com o Jurídico da Campanha;
11h – Visita ao centro de Caruaru;
15h – Visita a empresa no Distrito Industrial.

Erick Lessa (PR)
9h – Participa de debate na Rádio Liberdade;
13h – Visita o Distrito Industrial;
16h – Visita empresa de transporte coletivo;
19h – Caminhada no Vassoural;

Eduardo Guerra (PSOL)
Durante a manhã participará de um encontro no SISMUC;
A tarde visitará domicílios e comunidades da cidade;
A noite gravará material para o guia eleitoral;

Jefferson Abraão (PCB)
Pela manhã concede entrevista em uma TV Web;
A tarde tem reunião na sede do partido.

Em São Paulo, Doria passa Russomano e Marta entra na briga

img_3600.jpg

Do G1 São Paulo

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (22) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Prefeitura de São Paulo:

– João Doria (PSDB): 25%
– Celso Russomanno (PRB): 22%
– Marta (PMDB): 20%
– Fernando Haddad (PT): 10%
– Luiza Erundina (PSOL): 5%
– Major Olimpio (SD): 2%
– Levy Fidelix (PRTB): 1%
– João Bico (PSDC): 0%
– Ricardo Young (REDE): 0%
– Altino (PSTU): Não pontuou
– Henrique Áreas (PCO): Não pontuou
– Branco/nulo: 11%
– Não sabe: 4%
Segundo o Datafolha, considerando a margem de erro de 3 pontos percentuais, Doria, Russomanno e Marta estão em situação de empate técnico.

Em relação ao levantamento anterior, realizado pelo instituto, no dia 8, tiveram variação positiva: Doria (+9 pontos) e Haddad (+1); tiveram variação negativa: Russomanno (-4), Erundina (-2), Marta (-1) e Bico (-1); Major Olímpio, Fidelix e Young ficaram estáveis. No levantamento anterior, Russomanno tinha 26%; seguido por Marta (21%), Doria (16%), Haddad (9%), Erundina (7%), Olímpio (2%), Fidelix e Bico (1%), Young, Altino e Áreas, 0%. Brancos e nulos eram 13% e indecisos somavam 4%. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e o jornal “Folha de S.Paulo”.

O Datafolha ouviu 1.260 eleitores da cidade de São Paulo no dia 21 de setembro. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que significa que, considerando a margem de erro, a chance de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o protocolo SP-00573/2016.

Rejeição
O Datafolha também apontou o índice de rejeição dos candidatos. Veja os números:
– Fernando Haddad (PT) – 45%
– Levy Fidelix (PRTB) – 30%
– Marta (PMDB) – 29%
– Luiza Erundina (PSOL) – 27%
– Celso Russomanno (PRB) – 27%
– Major Olimpio (SD) – 22%
– João Bico (PSDC) – 21%
– Altino (PSTU) – 20%
– João Doria (PSDB) – 19%
– Henrique Áreas (PCO) – 19%
– Ricardo Young (REDE) – 17%
– Rejeita todos/não votaria em nenhum – 3%
– Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum – 1%
– Não sabe – 4%.

Segundo turno
O Datafolha também simulou dez cenários de segundo turno. São eles:

– Celso Russomanno (PRB) – 44%
– João Doria (PSDB) – 38%
– Branco/nulo – 17%
– Não sabe – 1%
(pesquisa anterior: Russomanno 52% x 28% Doria)

– Celso Russomanno (PRB) – 53%
– Fernando Haddad (PT) – 26%
– Branco/nulo – 19%
– Não sabe – 2%
(pesquisa anterior: Russomanno 56% x 25% Haddad)

– Celso Russomanno (PRB) – 53%
– Luiza Erundina (PSOL) – 27%
– Branco/nulo – 17%
– Não sabe – 2%
(pesquisa anterior: Russomanno 56% x 27% Erundina)

– Marta (PMDB) – 41%
– Celso Russomanno (PRB) – 40%
– Branco/nulo – 17%
– Não sabe – 2%
(pesquisa anterior: Russomanno 45% x 38% Marta)

– João Doria (PSDB) – 50%
– Fernando Haddad (PT) – 30%
– Branco/nulo – 18%
– Não sabe – 2%
(pesquisa anterior: Doria 45% x 30% Haddad)

– Marta (PMDB) – 42%
– João Doria (PSDB) – 41%
– Branco/nulo – 15%
– Não sabe – 2%
(pesquisa anterior: Marta 48% x 33% Doria)

– Marta (PMDB) – 49%
– Fernando Haddad (PT) – 25%
– Branco/nulo – 24%
– Não sabe – 2%
(pesquisa anterior: Marta 51% x 23% Haddad)

– João Doria (PSDB) – 50%
– Luiza Erundina (PSOL) – 29%
– Branco/nulo – 20%
– Não sabe – 3%
(pesquisa anterior: Erundina 39% x 38% Doria)

– Marta (PMDB) – 52%
– Luiza Erundina (PSOL) – 22%
– Branco/nulo – 24%
– Não sabe – 2%
(pesquisa anterior: Marta 50% x 27% Erundina)

– Luiza Erundina (PSOL) – 34%
– Fernando Haddad (PT) – 32%
– Branco/nulo – 31%
– Não sabe – 3%
(pesquisa anterior: Erundina 44% x 28% Haddad)

Datafolha mostra Crivela na frente no Rio. Freixo, Jandira e Pedro Paulo disputam vaga no Segundo Turno

cruvela

No Rio, o Datafolha revelou que Marcelo Crivella lidera pesquisa com 31%, seguido de Freixo, com 10% Jandira e Pedro Paulo, com 9%. Bolsonaro tem 7%, Indio, 6%, Osorio, 4%, e Molon, 2%. Datafolha ouviu 1.023 eleitores em 21 de setembro. Abaixo os números:

– Marcelo Crivella (PRB) – 31%
– Marcelo Freixo (PSOL) – 10%
– Jandira Feghali (PC do B): 9%
– Pedro Paulo (PMDB): 9%
– Flávio Bolsonaro (PSC): 7%
– Indio da Costa (PSD): 6%
– Osorio (PSDB): 4%
– Alessandro Molon (Rede): 2%
– Cyro Garcia (PSTU): 1%
– Carmen Migueles (Novo): 0% (foi citada, mas não alcançou 1%)
– Thelma Bastos (PCO): 0% (não foi citada)
– Branco/nulo: 15%
– Não sabe/não respondeu: 6%

Espontânea
Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:
– Marcelo Crivella: 20%
– Marcelo Freixo: 7%
– Pedro Paulo: 6%
– Flávio Bolsonaro: 4%
– Jandira Feghali: 4%
– Indio da Costa: 2%
– Osorio: 2%
– Outras respostas: 2%
– Branco/nulo: 17%
– Não sabe/não respondeu: 36%

Rejeição
De acordo com a pesquisa, Pedro Paulo tem uma taxa de rejeição de 32%, Bolsonaro, 27% e Jandira, 23% (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Nesse item da pesquisa, os entrevistados puderam escolher mais de um nome. Veja todos os índices:

– Pedro Paulo: 32%
– Flávio Bolsonaro: 27%
– Jandira Feghali: 23%
– Marcelo Crivella: 21%
– Marcelo Freixo: 15%
– Osorio: 15%
– Cyro Garcia: 13%
– Indio da Costa: 13%
– Alessandro Molon : 13%
– Thelma Bastos: 12%
– Carmen Migueles: 11%
– Rejeita todos/não votaria em nenhum: 7%
– Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: 4%
– Não sabe: 6%

Segundo turno
O Datafolha elaborou cinco situações de segundo turno. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. Veja os números.
Crivella: 53%
Freixo: 26%
Brancos/nulo: 18%
Não sabe: 3%

Crivella: 55%
Bolsonaro: 19%
Brancos/nulo: 23%
Não sabe: 3%

Crivella: 50%
Jandira: 28%
Em branco/nulo: 19%
Não sabe: 4%

Crivella: 55%
Pedro Paulo: 21%
Brancos/nulo: 21%
Não sabe: 3%

Crivella: 52%
Indio: 26%
Brancos/nulo: 18%
Não sabe: 3%

Tempo da Rede volta para a coligação com o PMN


Mais um capítulo da novela da Rede em Caruaru. Após uma solicitação o juiz da propaganda eleitoral da cidade, Brasílio Guerra, determinou que o tempo do partido de Marina Silva volte para a coligação proporcional com o PMN. Com isso, os candidatos a vereador das duas legendas vão voltar a dividir o tempo no rádio e na TV. A situação ratifica a validade da segunda convenção, pelo menos do ponto de vista do tempo, realizada no dia 5, que levou a Rede a apoiar Raquel Lyra (PSDB) para prefeita é uma coligação para vereador com o PMN. 

Em meio à crise na segurança, Paulo Câmara vem a Caruaru para entregar viaturas a PM 


Ausente da campanha eleitoral em Caruaru, devido aos vários aliados na cidade, o governador Paulo Câmara (PSB) volta à cidade nessa sexta-feira (23/9). Ele vem até a Capital do Agreste para entregar 19 viaturas para atender ao município. O socialista vem num momento que a cidade passa por uma das piores crises na segurança pública nos últimos anos. Só nessa quinta-feira (22/9) um nomem e uma mulher foram assinados e vários relatos de crimes foram relacionados na cidade, como furtos e roubos, por exemplo. A segurança vem sendo alvo de debate intenso nas campanhas de todos os candidatos que prometem ações para melhorar a situação. 

A entrega dos veículos ocorre a partir de 11h na Rua Armando da Fonte, ao lado do Grande Hotel, no Centro de Caruaru.

Em Pernambuco, Lula pede votos para João Paulo e Teresa Leitão 


No Comício realizado no Recife com a presença do ex-presidente Lula, na noite desta quinta-feira (22), a candidata a prefeita de Olinda, Teresa Leitão, ressaltou a importância dos 14 anos de governo do PT no Brasil e a quantidade de investimentos que Pernambuco recebeu nesse período. Teresa lembrou que em Olinda tem recebido o carinho das pessoas quando diz que é a candidata do ex-presidente.
Em seu discurso, Lula lembrou da importância de eleger os candidatos do PT de Olinda e Recife. “Além de Recife, em Olinda a gente tem a companheira Teresa Leitão disputando naquela cidade. Vamos elegê-los para a gente fazer uma pequena revolução nesta região”, disse Lula. 

Lula também alertou que muitas das candidaturas no Estado apoiaram o “golpe parlamentar” que apeou a presidente eleita Dilma Rousseff do poder em agosto passado. “Eu vim aqui para falar das eleições municipais. É importante que a gente consiga convencer cada pessoa que os golpistas rasgaram o título de eleitor de 70% dos pernambucanos”, disse, referindo-se ao índice de votação conquistado por Dilma no Estado em 2014. A organização estimou 20 mil pessoas. 

Caminhada deu mais destaque a Temer que a Jorge Gomes


A caminhada das mulheres que apoia o candidato Jorge Gomes (PSB) realizada na tarde dessa quinta-feira (22/9) ganhou um tom de protesto ao governo do presidente Michel Temer. Uma faixa colocada numa parede do Grande Hotel chamou atenção pela menção do “Fora Temer”. A ideia foi repetir uma manifestação ocorrida em 2012, quando o atual prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT) disputava a reeleição. Na ocasião, o “Zé Fica” ganhou destaque, um teor em referência direta ao candidato. 

Apesar da faixa ter sido o ápice da caminhada, que teve a frente a candidata a vice de Jorge, Louise Caroline, foi alvo de críticas de integrantes da esquerda, que discordam da chapa ao lado PSB, partido que apoiou em sua maioria o impeachment da presidente Dilma Rousssef. 

Geraldo Júlio mantém 9 pontos na frente de João Paulo, mostra Datafolha


Do G1 Pernambuco 

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (22) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na disputa pela Prefeitura do Recife:

– Geraldo Julio (PSB) – 38
– João Paulo (PT) – 29
– Daniel Coelho (PSDB) – 13
– Priscila Krause (DEM) – 3
– Edilson Silva (PSOL) – 2
– Branco/nulo – 8
– Não sabe – 6

Os candidatos Carlos Augusto (PV), Pantaleão (PCO) e Simone Fontana (PSTU) foram citados, mas não alcançaram 1%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal ‘Folha de S.Paulo’.
O Datafolha ouviu 864 eleitores no dia 21 de setembro. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que significa que, se levarmos em consideração a margem de erro, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral Pernambuco (TRE-PE) sob o protocolo PE-04534/2016.

No levantamento anterior, realizado pelo Datafolha no dia 9 de setembro, Geraldo Julio tinha 36%; João Paulo tinha 34%; Daniel Coelho,11%; Priscila Krause, 2%; Edilson Silva, 2%; Carlos Augusto, 1%. A candidata Simone Fontana foi citada, mas não alcançou 1%, e o candidato Pantaleão não foi citado. Brancos e nulos eram 10%, enquanto indecisos correspondiam a 4%.

Já na primeira pesquisa, feita pelo instituto entre os dias 23 e 24 de agosto, João Paulo tinha 32%; Geraldo Julio, 28%; Daniel Coelho,10%; Priscila Krause, 6%; Edilson Silva, 3%; Carlos Augusto, 1%. Os candidatos Pantaleão e Simone Fontana foram citados, mas não alcançaram 1%. Brancos e nulos eram 13%, enquanto indecisos eram 7%.

Segundo turno
Na simulação de segundo turno entre os candidatos Geraldo Julio (PSB) e João Paulo (PT). Confira o resultado:
– Geraldo Julio (PSB) – 49%
– João Paulo (PT) – 38%
– Branco/nulo/nenhum – 10%
– Não sabe – 3%

No levantamento anterior, divulgada em 9 de setembro, a simulação de segundo turno entre os mesmos candidatos mostrava Geraldo Julio também com 49% e João Paulo com 39%. Os que pretendiam votar em brancos ou nulo eram 9%, enquanto os eleitores indecisos representavam 3%.

Mendonça anuncia mudanças para o ensino médio


O governo federal anunciou nesta quinta-feira (22) uma serie de mudanças no ensino médio do país, que serão encaminhadas por meio de Medida Provisória para a aprovação do Congresso Nacional. A MP altera alguns artigos da Lei de Diretrizes e Bases de 1996. Aumento da carga horária, eliminação de disciplinas obrigatórias e flexibilidade curricular são algumas das mudanças.

O currículo será o mesmo em todo o país, definido pela Base Nacional Comum Curricular. A grade também será formada por cinco “itinerários”, com ênfase nas seguintes áreas: linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e formação técnica e profissional. De acordo com o ministro da Educação, Mendonça Filho, o foco da reforma são os estudantes.

“O novo ensino médio tem como pressuposto principal o protagonismo do jovem. É muito comum, quando nós conversamos com um jovem do ensino médio, ele colocar que aquela escola não é uma escola que dialoga com ele, que contraria o seu projeto de futuro. É aí que nós destacamos a necessidade de que o foco do ensino médio seja no projeto de vida do aluno, do jovem”.

O ensino de artes e de educação física vai passar a ser opcional, sendo obrigatório apenas no ensino infantil e fundamental. O inglês passa a ser idioma obrigatório nas escolas a partir do sexto ano. A Medida Provisória prevê ainda um aumento da carga horária para o ensino médio. A ideia é que ela seja ampliada progressivamente até atingir mil e 400 horas por ano – hoje são 800. A meta, segundo Mendonça Filho, é ter 500 mil jovens matriculados em tempo integral até 2018. Para ajudar os estados nessa direção, o ministro informou que o governo federal vai investir 1 bilhão e meio de reais nos próximos dois anos.

A preocupação do governo federal com o ensino médio diz respeito ao fraco desempenho alcançado nos últimos anos. Segundo o ministro, o ensino médio está em “falência” e estagnado desde 2011. O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de 2015, o Ideb, ficou em 3,7, abaixo da meta de 4,3 definida pelo Ministério da Educação.

MPPE e sociedade civil apresentam propostas a candidatos a prefeito nos municípios do Pajeú

O período leitoral, principalmente no interior do Estado, muitas vezes, é marcado por discursos vazios que buscam apenas atingir pessoalmente o candidato adversário. Para evitar essa prática, e enriquecer o debate político com propostas realmente de interesse da população, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), em conjunto com a sociedade civil, elaborou uma série de propostas a serem entregues aos candidatos a prefeito dos municípios da região do Pajeú. Os candidatos a prefeito de Afogados da Ingazeira, Iguaraci e Carnaíba estarão reunidos nesta sexta-feira (22), a partir das 14h, no Cineteatro São José, em Afogados da Ingazeira, para receber as propostas do MPPE e da sociedade civil para diversas áreas como saúde, educação, meio ambiente e desenvolvimento rural. Na segunda-feira (26) será a vez dos candidatos de Sertânia.
As propostas estão sendo entregues em bloco aos candidatos de vários municípios ao mesmo tempo. Já foram entregues aos dos municípios de Brejinho, Itapetim, São José do Egito, Santa Terezinha, Tuparetama, Tabira, Ingazeira e Solidão. A atuação é de proposta do MPPE e envolveu todos os promotores de Justiça da região, assim como a sociedade civil das localidades. “Durante dois meses nós trabalhamos junto às instituições governamentais e não-governamentais para elaborar esse documento que traz propostas a serem executadas como prioridade em cada área”, explicou o promotor de Justiça de Afogados da Ingazeira, Lúcio Almeida, acrescentando que os prefeitos podem aderir as propostas ou não. “As propostas são por adesão. Cada pretendente ao cargo de prefeito pode aderir a totalidade dos argumentos, a uma parte deles ou nenhuma”, diz.

Os candidatos receberam com antecedência o documento elaborado para que tivessem a oportunidade de conhecer o teor e estudar a possibilidade de aplicação da demanda no seu município. “As propostas foram realizadas de acordo com a necessidade de cada segmento. Reunimos as entidades e discutimos o que é prioridade, algo que possa ser demandado a todos os municípios, que podem ser atendidos ou não, dependendo das limitações orçamentárias de cada um”, detalha Lúcio Almeida.

Os eventos de assinatura do termo de adesão das propostas não são abertos ao público, mas são transmitidos ao vivo pele cadeia de rádios da região do Pajeú. “Achamos importante firmar essa parceria com as rádios, porque é um assunto que interessa a toda a população. Pois a ideia é sensibilizar esses candidatos para as reais necessidade dos municípios e da região como um todo, apontando caminhos em várias áreas, que, de repente, nem eles sabiam que são prioridade. E a sociedade tendo conhecimento, pode cobrar e participar mais ativamente”, argumentou.

Os promotores de Justiça da região são Adriano Camargo Vieira, Aurinilton Leitão, Fabiana Albuquerque, Júlio César Elihimas, Lorena Medeiros, Lúcio Almeida e Manoela Eleutério de Souza.

Documento – As propostas são nas áreas de educação; cultura; saúde; assistência social; gênero, etnia, LGBT e juventude; desenvolvimento rural e meio ambiente. Na educação 15 pontos, que trazem medidas como o compromisso de conhecer, monitorar e avaliar o cumprimento das metas do Plano Municipal de Educação. Na cultura são nove pontos, e na saúde 24, que traz, por exemplo, a prioridade de lutar para o aumento da oferta pelo Estado de consultas e exames especializados no território do Pajeú.

Na assistência social são 22 propostas e gênero, etnia LGBT e juventude 48. Já desenvolvimento rural ficou com 22 propostas e meio ambiente 42.