Mendonça: “Com nova equipe econômica, Dilma contraria discurso de campanha e comete estelionato eleitoral”

O líder do Democratas na Câmara dos Deputados, Mendonça Filho (PE), declarou que a presidente Dilma Rousseff comete estelionato eleitoral com o anúncio de sua nova equipe econômica. Em nota divulgada há pouco, o Palácio do Planalto oficializou Joaquim Levy no Ministério da Fazenda e Nelson Barbosa no Planejamento. Alexandre Tombini será mantido na presidência do Banco Central.

“É mais um capítulo da série estelionato eleitoral. A presidente Dilma contraria todo seu discurso de campanha. Dizia que não aumentaria as tarifas de energia e combustíveis e logo após o resultado das urnas, anunciou os reajustes. Também condenou seu adversário Aécio Neves que anunciou um banqueiro, o competente Armínio Fraga, como seu ministro da Fazenda, e traz um Executivo do banco Bradesco para assumir a pasta. Levy será um ministro claramente ortodoxo deixando os petistas arrepiados”, opinou o líder.

“Cada atitude da presidente nesse pós-período eleitoral mostra que ela iludiu os brasileiros. Os juros subiram, a inflação bate o teto da meta corroendo o poder de compra do povo. E agora empossará um ministro da Fazenda ortodoxo para administrar o rombo nas contas do governo. Dilma age totalmente diferente do seu discurso de campanha”, acrescentou.

Moda Center teve caixas eletrônicos arrombados e fechou as portas ao público

Os caixas eletrônicos do Banco do Brasil instalados no Setor Laranja do Moda Center Santa Cruz foram arrombados com explosivo na madrugada desta sexta-feira (28). Por volta das 2h30, quatro criminosos encapuzados chegaram ao local em um veículo sedã na cor prata. A investida demorou cerca de 15 minutos. Ninguém se feriu. Devido à necessidade de perícia, o centro de compras está interditado.

A administração informa que está empenhada para que, ainda hoje (28), tão logo sejam concluídos os trabalhos da polícia, o acesso seja liberado.
O assalto foi filmado pelo sistema de monitoramento do parque e as imagens serão repassadas para os órgãos competentes. Não há informações sobre a quantia roubada. A administração do Moda Center ressalta que uma ação dessa natureza nunca havia acontecido na bem-sucedida história do centro atacadista, foi uma ocorrência isolada e que não pôs em risco a segurança de clientes, comerciantes ou funcionários. Um boletim de ocorrência foi prestado na delegacia, bem como uma solicitação de reforço no policiamento externo.

Sefaz municipal estende horário de atendimento para negociar débitos

Para facilitar o atendimento aos contribuintes que estão com débitos de IPTU, ISS e taxas municipais em atraso, a Secretaria da Fazenda Municipal vai estender o atendimento até às 15h, nesta sesta-feira (28). A Sefaz está negociando os débitos vencidos até dezembro de 2013 com descontos e parcelamentos de até 70% nos juros e multas.

Até ontem, 26, a Sefaz notificou 1768 contribuintes que estavam em atraso com o IPTU, através do trabalho de diligências que está sendo realizado. Caso o contribuinte não se regularize, poderá ser notificado pela secretaria ou ter sua dívida encaminhada para execução judicial.

Para fazer a negociação o contribuinte deve vir até o atendimento da Sefaz Municipal, na avenida Rio Branco, 315, Centro. O horário de funcionamento é das 7h às 13h e nesta sexta-feira (28) até às 15h.

Ministério Público solicita dispensa dos depoimentos de informantes no segundo dia da Operação Ponto Final 2

IMG_6500.JPG

O segundo dia das ouvidas na justiça da Operação Ponto Final 2 começou com pedidos do Ministério Público e defesa. O MPPE solicitou a dispensa dos vereadores que iriam prestar depoimento como informantes. O juiz da 4ª Vara Criminal, Francisco de Assis, deferiu o pedido após consultar a defesa, que acatou o pedido. Com isso, na manhã de hoje, apenas o vereador Demóstenes Veras, que teve a ouvida adiada de ontem será ouvido.

A defesa dos vereadores também solicitou a dispensa das testemunhas de hoje. Com isso, os advogados Maria Helena e Adilson Lira, que também é presidente do PT local, não serão mais ouvidos. A expectativa é que ainda pela manhã os trabalhos sejam concluídos. Não se sabe ainda se os cinco vereadores acusados serão ouvidos pela justiça.

Gilberto diz que sofre retaliação do prefeito de Caruaru por ter votado em Dilma

IMG_6509.JPG

O vereador Gilberto de Dora (PSB) abriu a caixa de ferramentas na sessão da Câmara Municipal de Caruaru. O alvo das críticas do socialista foi o prefeito José Queiroz (PDT). Segundo ele, desde que não seguiu a orientação do pedetista em votar em Aécio Neves, que sofre perseguição política por parte do Executivo. Aliado do prefeito, o vereador disse que a comunidade de Xicuru, que ele defende na Casa, sofre com o abandono.

“Estou sendo retalhado pelo trabalho que tive na eleição. Logo após o pleito do primeiro turno, o prefeito Zé Queiroz me chamou de guerreiro pela minha atuação na eleição pedindo votos para o deputado federal Wolney Queiroz, Laura Gomes, Paulo Câmara e Marina. No segundo turno, quando declarei voto em Dilma, sequer fui recebido pelo prefeito. Solicitei uma ação na Vila do Xicuru e o lixo está tomando conta. Já mandei vários ofícios e quando fui saber da resposta, o prefeito escreveu do próprio punho e pediu para eu aguardar. Faço aqui um apelo ao líder do governo, Ricardo Liberato, que tem livre trânsito, para ele intervir junto ao Executivo. O povo não pode ficar a mercê do abandono. Toda a minha vida eu defendi esse grupo e não queria tocar nesse assunto, mas o que está ocorrendo? Gostaria muito de saber”, disse.

O vereador disse não temer o futuro e citou possíveis ameaças que sofreu por parte de outros governistas. “O que ouvi aqui nos corredores da Câmara foi um recado que foi mandado para mim: ‘Quem estiver comigo está. Tenho setenta milhões para gastar no ano que vem em calçamento’. Qual vai ser o critério para calçar as ruas? Será o posicionamento político? O povo não pode ser penalizado por esse tipo de situação. Estou aberto ao diálogo, mas quando fui chamado pelo vice-prefeito Jorge Gomes para ele me informar que o PSB iria votar em Aécio, disse que votaria em Dilma e que após a eleição conversava com o prefeito. De lá para cá, nada”, disse.

Eleição do Conselho de Saúde será amanhã

A eleição da diretoria do Conselho Municipal de Saúde ocorre nesse próximo sábado (29), no auditório da Secretaria Municipal de Saúde, das 8 às 13h. Só poderão participar da votação as 17 entidades inscritas no processo. Dentre essas, quatro representam os trabalhadores, e as demais representam os usuários do SUS. Houve uma renovação de 50% nas candidaturas na ala dos trabalhadores. Na ocasião o médico e professor da UFPE, Marcos Pedrosa, que já foi Conselheiro Nacional de Saúde, ministrará uma palestra sobre a importância do conselho para sociedade, além de abordar importantes aspectos do SUS (Sistema Único de Saúde).

O Conselho Municipal de Saúde é responsável pela efetivação do controle social, para a participação da sociedade na política social de saúde. E um meio formal, criado legalmente instituído pela Lei Orgânica do Município, nos termos de seu artigo 133 e pela Lei Municipal de nº 5.220, de 11 de junho de 2012, observadas as disposições da Lei Federal nº 8.142/1990 e da resolução do CNS nº 333/2003, para dar voz à população na interação com a gestão da saúde.

Evangélicos vão criar Conselho Político das Igrejas e avisam que querem debater sobre eleição de 2016

IMG_6489.PNG

O vereador Pastor Carlos (PRB) usou á Tribuna da Câmara de Caruaru para cobrar mais espaço para os evangélicos no processo de discussão política. Ele e demais membros das Igrejas Universal e Assembleia de Deus, querem criar um Conselho Político das Igrejas Evangélicas de Caruaru. A intenção dele é criar espaço para que os religiosos sejam inseridos no debate eleitoral. Ele disse que o voto dos evangélicos é muito procurado na época da eleição, mas que após o pleito os religiosos são esquecidos pelo governo. Ele usou exemplos da atual gestão para mostrar que existe uma espécie de perseguição contra os evangélicos.

“Esse Conselho tem como objetivo de deliberar sobre atuações de governos próximos para com essa massa. Já que em toda eleição os evangélicos apoiam os candidatos e não tem a devida atenção após o pleito. Essa massa participa ativamente de todos os pleitos e com esse Conselho acredito que as ações dos evangélicos, que são perseguidos e discriminados, serão reconhecidas. Por exemplo, esse poder executivo daqui acabou com a marcha de Jesus, que era realizada na Avenida Agamenon pelo vereador Sivaldo Oliveira. O Dia dos Evangélicos no São João também não existe mais. Sempre querem calar a voz dos evangélicos. Será medo? Não acredito em perseguição religiosa, mas até o encontro de casais que existia no CAIC não pode mais ocorrer, nem para os católicos, já que o local foi interditado. Não queremos fazer guerra santa e nem brigar por religião, mas que possamos ter a mesma atenção que outras religiões têm. Não somos contra nenhuma festa, mas merecemos a mesma atenção para que possamos estar inseridos”, disse.

O vereador lembrou ainda que os evangélicos querem participar da construção das candidaturas para a eleição de prefeito e vereador que se aproxima. “O ano de 2016 vem aí e vamos participar ativamente do debate para a construção das candidaturas. Pode ter certeza que vamos, já que essa massa tem força na eleição”, disse.

Ponto Final 2. Testemunhas serão ouvidas nessa sexta (28)

Segue a maratona da ouvidas na justiça devido a investigação da Operação Ponto Final 2. Nessa sexta-feira (28) serão ouvidos pelo juiz da 4ª Vara Criminal, Francisco de Assis, como informantes os vereadores Cecílio Pedro (PTB), Jajá (sem partido), Louro do Juá e Eduardo Cantarelli, ambos do Solidariedade. Na parte da tarde, serão interrogados as testemunhas arroladas pela acusação, entre elas, os advogados Maria Helena e Adilson Lira, que também é presidente do PT em Caruaru.

No primeiro dia das ouvidas foram ouvidos o ex-secretário de Relações Institucionais da cidade e atual presidente da Ceaca, Marco Casé, os vereadores Edjailson da Caru Forró (PT do B), Sivaldo Oliveira (PP), Ranilson Enfermeiro (PTB), Ricardo Liberato (PSC) e o presidente da Câmara, Leonardo Chaves (PSD). O presidente do PRTB na cidade, Luciel Emerson e a filha do vereador Val das Rendeiras também foram ouvidos.

O juiz vai decidir se os vereadores Neto, Val das Rendeiras, Val de Cachoeira Seca, Evandro Silva e Pastor Jadiel Nascimento cometeram crime ao votar a favor da criação da CPI da CGU.

IMG_6468-0.JPG

Leonardo comemora entrega de reforma na Câmara

IMG_6488.JPG

O presidente do Poder Legislativo, vereador Leonardo Chaves (PSD), dirigiu reunião especial para entrega das obras de requalificação de funções e implantação de novas tecnologias na Casa Jornalista José Carlos Florêncio, a Casa do Povo. O evento contou com as presenças da imprensa, de convidados especiais e dos vereadores José Ailton (PDT), Marcelo Gomes (PSB), Romildo Oscar (PTN), Carlos Santos (PRB), Tenente Tiburcio (PMN), Gilberto de Dora (PSB), Duda do Vassoural (DEM), Rodrigues da Ceaca (PRTB), Edjailson da Caru Forró (PTdoB), Louro do Juá (SDD), Jajá (sem partido) e Sivaldo Oliveira (PP).

“É sempre um prazer voltar à Câmara, especialmente em um momento como esse. Gostei das reformas e acho que a Câmara ficou com uma boa estrutura para as reuniões e para receber o povo”, comentou o ex-vereador, por sete mandatos consecutivos, Elias Soares. “Agora o Poder Legislativo está preparado, equipado e humanizado para enfrentar o tempo necessário até a construção de sua nova sede”, afirmou o presidente Leonardo.
Foram entregues para pleno funcionamento o plenário, galerias, recepção, sala de comissões, sala de imprensa, superintendência jurídica, gabinete da presidência e do 1º secretário, apoio legislativo, salão nobre, copa, tesouraria, superintendência administrativa, controle interno, patrimônio, licitação, apoio e supervisão administrativa, recursos humanos, almoxarifado e arquivo.

“Todas as requalificações e a implantação das áreas de Tecnologia da Informação e do Arquivo Geral vão facilitar a preservação da memória do Poder Legislativo”, destacou o presidente Leonardo Chaves.

Vereador Jajá questiona valores da LOA

IMG_6487.JPG

O vereador Jajá (sem partido) usou à Tribuna para voltar a criticar a gestão municipal. O alvo dessa vez foi a previsão orçamentária para o ano que vem. Ele criticou os prováveis valores e disse ainda que não teve tempo suficiente para analisar o documento. Segundo ele, devido a matéria ser tão complexa, exigiria um tempo maior para ler e entender a LOA.

“Esse documento chegou na Câmara faz alguns meses, mas na Comissão de Leis. No meu gabinete chegou um CD faz 15 dias. Como eu posso analisar com os demais vereadores tantos documentos em tão pouco tempo. A verba prevista para algumas secretarias chega a ser absurda. Por exemplo, os valores previstos para o cerimonial chega a mais de 14 milhões. Sei que é uma previsão, mas como vamos analisar todo esse material? Não tem como, por isso, peço atenção aos demais vereadores na hora de votar essa Lei”, disse.